quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Levítico 16: 1-34 – O DIA DA EXPIAÇÃO.

Continuando o  assunto da impureza e seu tratamento, chegamos no capítulo 16 que tratará ou falará sobre o Dia da Expiação e, a partir do próximo capítulo, entraremos no nosso último grande tema de Levítico, conforme propõe a BEG: A PRÁTICA DA SANTIDADE – 17:1 – 27:34.
O Dia da Expiação[1] era considerado o dia mais sagrado do calendário do Antigo Testamento. A sua observação se dava no sétimo mês – em geral, em nosso calendário gregoriano, no nono mês, ou seja no mês de setembro -, no décimo dia, e incluía:
·        A oferta de vários sacrifícios.
·        A entrada do sumo sacerdote no Santo dos Santos.
·        O envio do bode expiatório para o deserto, levando, simbolicamente, os pecados de todo o povo.
Eram observadas as seguintes etapas nesse dia:
1.      O sumo sacerdote se lavava e se vestia – vs. 4.
2.      Sacrificava um novilho como oferta pelo seu próprio pecado – vs. 6 e 11.
3.      Entrava no Santo dos Santos e aspergia a arca com sangue – vs. 12-14.
4.      Tomava dois bodes e, lançando sortes, escolhia um deles para ser o bode expiatório e o outro para ser a oferta pelo pecado – vs. 7 e 8.
5.      Sacrificava o bode escolhido como oferta pelo pecado – vs. 9, 15.
6.      Voltava a entrar no Santo dos Santos e aspergia a arca com sangue – vs. 15.
7.      Dirigia-se à parte externa da tenda da congregação e a aspergia com sangue – vs. 16.
8.      Saía para o pátio do tabernáculo e aspergia o altar principal com sangue – vs. 18-19.
9.      Confessava os pecados dos israelitas enquanto impunha as mãos sobre a cabeça do bode expiatório – vs. 20.
10.  Enviava o bode expiatório para o deserto – vs. 21, 22.
11.  Depois de enviado o bode expiatório, o sumo sacerdote se lavava e colocava suas vestes habituais – vs. 23, 24.
12.  O sacerdote oferecia holocaustos por si mesmo e pelo povo – vs. 24, 25.
Sem dúvida alguma para o sumo sacerdote e para todos os que ali estavam o momento mais interessante e cheio de clímax era o momento da entrada do sumo sacerdote no Santo dos Santos. Era no sétimo mês e no décimo dia. Em dias, era exatamente o 190º dia do ano (calendário hebreu).
Naquele dia o sumo sacerdote iria entrar duas vezes no Santo dos Santos – vs. 14 e 15. Num único dia, o 10º, do 7º mês, e numa única vez no ano e uma única vez em toda a sua vida. No próximo ano, já seria outro suco sacerdote.
Quando Jesus entrou no Santos dos Santos foi uma única vez para sempre e assim tornou-se também sacerdote para todo o sempre. Temos agora um sumo sacerdote, eterno, figura do verdadeiro. Os atos expiatórios serviam para expiar os pecados dos israelitas arrependidos – vs. 19 e 21, 22.
Era o bode expiatório um tipo de Cristo. A carta dos Hebreus faz várias comparações entre o Dia da Expiação e a morte de Jesus. Ao ser entregue nas mãos de gentios e morto fora dos muros de Jerusalém, Jesus foi levado para “fora do arraial”, como o bode expiatório de outrora.
No Santo dos Santos ficava a arca da aliança. Na arca havia, dentro dela, a vara de Arão que floresceu, a porção de maná e as duas tábuas dos 10 mandamentos escritas pelo dedo de Deus. Por cima da arca, fechando a arca, havia o propiciatório que era a tampa da arca que ficava logo abaixo do trono de Deus – I Sm 4:4; II Sm 6:2 – que era ladeado por dois querubins – Êx 25:17-21.
Era ali que Deus aparecia e Arão aspergia o sangue no Dia da Expiação. Deus revelou o evangelho simbolicamente por meio do propiciatório da arca, justamente por causa de sua aparição ou manifestação. Foi Deus que designou o propiciatório da arca como o único meio de fazer expiação.
A tampa aspergida de sangue era o ponto onde o Deus Santo se encontrava com o seu povo profano. Esse símbolo terreno apontava para o trono da majestade no céu, onde Cristo entrou pelo seu próprio sangue – Hb 8:1; 9:12 – que é eficaz para todos os pecados de todos os fiéis de todos os tempos – passado, presente e futuro – Rm 3:21-26; Hb 7:25; 9:15.
Lv 16:1 E falou o SENHOR a Moisés,
               depois da morte dos dois filhos de Arão, que morreram
                              quando se chegaram diante do SENHOR.
Lv 16:2 Disse, pois, o SENHOR a Moisés:
               Dize a Arão, teu irmão, que não entre no santuário em todo o tempo,                                para dentro do véu, diante do propiciatório
                                            que está sobre a arca, para que não morra;
                              porque eu aparecerei na nuvem sobre o propiciatório.
               Lv 16:3 Com isto Arão entrará no santuário:
                              com um novilho, para expiação do pecado,
                                            e um carneiro para holocausto.
               Lv 16:4 Vestirá ele a túnica santa de linho,
                              e terá ceroulas de linho sobre a sua carne,
                              e cingir-se-á com um cinto de linho,
                              e se cobrirá com uma mitra de linho;
                                            estas são vestes santas;
                                            por isso banhará a sua carne na água, e as vestirá.
               Lv 16:5 E da congregação dos filhos de Israel tomará dois bodes
                              para expiação do pecado e um carneiro para holocausto.
               Lv 16:6 Depois Arão oferecerá o novilho da expiação,
                              que será para ele; e fará expiação por si e pela sua casa.
               Lv 16:7 Também tomará ambos os bodes, e os porá
                              perante o SENHOR, à porta da tenda da congregação.
               Lv 16:8 E Arão lançará sortes sobre os dois bodes;
                              uma pelo SENHOR, e a outra pelo bode emissário.
               Lv 16:9 Então Arão fará chegar o bode,
                              sobre o qual cair a sorte pelo SENHOR,
                                            e o oferecerá para expiação do pecado.
               Lv 16:10 Mas o bode, sobre que cair a sorte para ser bode emissário,
                              apresentar-se-á vivo perante o SENHOR,
                                            para fazer expiação com ele,
                                            a fim de enviá-lo ao deserto como bode emissário.
Lv 16:11 E Arão fará chegar o novilho da expiação,
               que será por ele, e fará expiação por si e pela sua casa;
                              e degolará o novilho da sua expiação.
               Lv 16:12 Tomará também o incensário cheio de brasas
                              de fogo do altar, de diante do SENHOR,
                              e os seus punhos cheios de incenso aromático moído,
                                            e o levará para dentro do véu.
               Lv 16:13 E porá o incenso sobre o fogo perante o SENHOR,
                              e a nuvem do incenso cobrirá o propiciatório,
                                            que está sobre o testemunho, para que não morra.
               Lv 16:14 E tomará do sangue do novilho, e com o seu dedo
                              espargirá sobre a face do propiciatório, para o lado oriental;
                              e perante o propiciatório espargirá
                                            sete vezes do sangue com o seu dedo.
Lv 16:15 Depois degolará o bode, da expiação, que será pelo povo,
               e trará o seu sangue para dentro do véu;
               e fará com o seu sangue como fez com o sangue do novilho,
               e o espargirá sobre o propiciatório,
               e perante a face do propiciatório.
               Lv 16:16 Assim fará expiação pelo santuário
                              por causa das imundícias dos filhos de Israel
                                            e das suas transgressões, e de todos os seus pecados;
                              e assim fará para a tenda da congregação
                                            que reside com eles no meio das suas imundícias.
               Lv 16:17 E nenhum homem estará na tenda da congregação
                              quando ele entrar para fazer expiação no santuário,
                              até que ele saia, depois de feita expiação por si mesmo,
                                            e pela sua casa, e por toda a congregação de Israel.
               Lv 16:18 Então sairá ao altar, que está perante o SENHOR,
                              e fará expiação por ele; e tomará do sangue do novilho,
                                            e do sangue do bode, e o porá
                                                           sobre as pontas do altar ao redor.
               Lv 16:19 E daquele sangue espargirá sobre o altar,
                              com o seu dedo, sete vezes, e o purificará
                                            das imundícias dos filhos de Israel, e o santificará.   Lv 16:20 Havendo, pois, acabado de fazer expiação pelo santuário,
                              e pela tenda da congregação, e pelo altar,
                                            então fará chegar o bode vivo.
                              Lv 16:21 E Arão porá ambas as suas mãos sobre a cabeça
                                            do bode vivo, e sobre ele confessará
                                                           todas as iniquidades dos filhos de Israel,
                                                           e todas as suas transgressões,
                                                           e todos os seus pecados;
                                            e os porá sobre a cabeça do bode,
                                            e enviá-lo-á ao deserto,
                                            pela mão de um homem designado para isso.
               Lv 16:22 Assim aquele bode levará sobre si todas as iniquidades deles
                              à terra solitária; e deixará o bode no deserto.
               Lv 16:23 Depois Arão virá à tenda da congregação,
                              e despirá as vestes de linho, que havia vestido
                                            quando entrara no santuário, e ali as deixará.
                              Lv 16:24 E banhará a sua carne em água no lugar santo,
                                            e vestirá as suas vestes; então sairá e preparará
                                                           o seu holocausto, e o holocausto do povo,
                                                           e fará expiação por si e pelo povo.
               Lv 16:25 Também queimará a gordura da expiação do pecado
                              sobre o altar.
               Lv 16:26 E aquele que tiver levado o bode emissário
                              lavará as suas vestes, e banhará a sua carne em água;
                                            e depois entrará no arraial.
                              Lv 16:27 Mas o novilho da expiação,
                                            e o bode da expiação do pecado,
                              cujo sangue foi trazido para fazer expiação no santuário,
                                            serão levados fora do arraial;
                              porém as suas peles, a sua carne, e o seu esterco
                                            queimarão com fogo.
               Lv 16:28 E aquele que os queimar lavará as suas vestes,
                              e banhará a sua carne em água; e depois entrará no arraial.
Lv 16:29 E isto vos será por estatuto perpétuo:
               no sétimo mês, aos dez do mês, afligireis as vossas almas,
                              e nenhum trabalho fareis nem o natural nem o estrangeiro
                                            que peregrina entre vós.
               Lv 16:30 Porque naquele dia se fará expiação por vós,
                              para purificar-vos; e sereis purificados
                                            de todos os vossos pecados perante o SENHOR.
               Lv 16:31 É um sábado de descanso para vós,
                              e afligireis as vossas almas; isto é estatuto perpétuo.
               Lv 16:32 E o sacerdote, que for ungido, e que for sagrado,
                              para administrar o sacerdócio, no lugar de seu pai,
                                            fará a expiação, havendo vestido as vestes de linho,
                                                           as vestes santas;
               Lv 16:33 Assim fará expiação pelo santo santuário;
                              também fará expiação pela tenda da congregação
                                            e pelo altar; semelhantemente fará expiação
                                            pelos sacerdotes e por todo o povo da congregação. Lv 16:34 E isto vos será por estatuto perpétuo,
               para fazer expiação pelos filhos de Israel de todos os seus pecados,
                              uma vez no ano.
E fez Arão
               como o SENHOR ordenara a Moisés.
Aqui no vs. 34, o último verso, deste capítulo, a palavra chave de Levítico, qual seja, “e fez Arão como o Senhor ordenara a Moisés”. Sim, não era invencionices, nem manias, nem coisa de Arão ou de Moisés ou do povo, mas era o Senhor que estava por trás de tudo isso.




[1] O Yom Kipur ou Kippur é um dos dias mais importantes do judaísmo.1 No calendário hebreu começa no crepúsculo que inicia o décimo dia do mês hebreu de Tishrei (que coincide com Setembro ou Outubro), continuando até ao seguinte pôr do sol. Os judeus tradicionalmente observam esse feriado com um período de jejum de 25 horas e oração intensa. Fonte: wikipedia. Levítico 23:27 "Ora, o décimo dia desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor."
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.