quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Êxodo 36: 1-38 – A PREDILEÇÃO PELO QUADRADO NO TABERNÁCULO.

Bezalel e Aoliabe estavam agora empenhados em suas missões fazendo a obra de artista que Deus os tinha capacitados a fazer e Moisés recolhe das ofertas e entrega a eles para dar continuidade.
O povo estava tão bem disposto que a oferta superou a necessidade e foi necessário uma contraordem para se evitar trazer mais materiais, pois os que tinha era suficiente.
É tão bom quando todos estão empenhados na obra e colaboram de forma que até sobram recursos. Assim, estavam eles construindo com abundância de materiais e com mãos de obra qualificada para fazerem o melhor que podiam naquelas condições.
Não havia intrigas, confusões, mas concentração, trabalho e desejo de ver a obra concluída. Seguir um modelo não humano na confecção de qualquer obra é realmente algo peculiar que devia despertar neles um desejo grande e curiosidade acima do normal.
Parece haver ali no tabernáculo uma preferência pelo quadrado, em especial o cubo que é formado de oito faces quadradas. Era justamente nesse lugar que era colocada a Arca da Aliança que representava a presença de Deus no acampamento.
O tabernáculo, na verdade é um retângulo, mas um retângulo formado pela união de dois quadrados. Assim, o tabernáculo era de fato dois quadrados justapostos. O Santo dos Santos – onde tinha a Arca da aliança - e o Santo lugar – onde estavam o Candelabro, o Altar de Incensos e a Mesa com os pães - ficavam em um quadrado. O outro quadrado era o Átrio ou o Pátio, onde ficavam a Pia e o Altar de Sacrifício.
A posição central do Santo dos Santos era exatamente o centro desse quadrado e também tinha base quadrada.
A Jerusalém celestial que desce dos céus também terá a forma quadrada em sua base, uma vez que ela é um cubo perfeito.
Apocalipse 21:2 E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.
Apocalipse 21:3 E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.
REPAREM NAS SUAS DIMENSÕES QUADRADAS:
Apocalipse 21:16 E a cidade estava situada em quadrado; e o seu comprimento era tanto como a sua largura. E mediu a cidade com a cana até doze mil estádios; e o seu comprimento, largura e altura eram iguais.
Apocalipse 21:17 E mediu o seu muro, de cento e quarenta e quatro côvados, conforme a medida de homem, que é a de um anjo.
Se juntarmos as áreas do Santo dos Santos com o Santo Lugar, veremos que eles forma três quadrados de base! Todo o tabernáculo é a justaposição de 200 quadrados. Cada quadrado em seu lugar!
Eu realmente fico encafifado com tudo isso e com essa precisão e detalhes tanto no Antigo Testamento escrito por Moisés como no Apocalipse, escrito por João, apóstolo de Cristo.
Não seria essa cidade descrita por João o modelo que Deus mostrou para Moisés para que fosse construída a sua réplica aqui na terra em simbologia, apontando para o que é permanente, em Cristo Jesus, o verdadeiro tabernáculo de Deus com os homens?
Ex 36:1 Assim trabalharam Bezalel e Aoliabe,
e todo o homem sábio de coração,
a quem o SENHOR dera sabedoria e inteligência,
para saber como haviam de fazer toda a obra
para o serviço do santuário,
conforme a tudo o que o SENHOR tinha ordenado.
Ex 36:2 Então Moisés chamou a Bezalel e a Aoliabe,
e a todo o homem sábio de coração,
em cujo coração o SENHOR tinha dado sabedoria;
a todo aquele a quem o seu coração moveu
a se chegar à obra para fazê-la.
Ex 36:3 Estes receberam de Moisés toda a oferta alçada,
que trouxeram os filhos de Israel para
a obra do serviço do santuário, para fazê-la,
e ainda eles lhe traziam cada manhã ofertas voluntárias.
Ex 36:4 E vieram todos os sábios, que faziam toda a obra do santuário,
cada um da obra que fazia,
Ex 36:5 E falaram a Moisés, dizendo:
O povo traz muito mais do que basta para o serviço da obra
que o SENHOR ordenou se fizesse.
Ex 36:6 Então mandou Moisés que proclamassem por todo o arraial, dizendo:
Nenhum homem, nem mulher, faça mais obra alguma
para a oferta alçada do santuário.
Assim o povo foi proibido de trazer mais,
Ex 36:7 Porque tinham material bastante para toda a obra
que havia de fazer-se, e ainda sobejava.
Ex 36:8 Assim todo o sábio de coração, entre os que faziam a obra,
fez o tabernáculo de dez cortinas de linho fino torcido,
e de azul, e de púrpura, e de carmesim, com querubins;
da obra mais esmerada as fez.
Ex 36:9 O comprimento de cada cortina era de vinte e oito côvados,
e a largura de quatro côvados;
todas as cortinas tinham uma mesma medida.
Ex 36:10 E ligou cinco cortinas uma com a outra;
e outras cinco cortinas também ligou uma com outra.
Ex 36:11 Depois fez laçadas de azul na borda de uma cortina,
à extremidade, na juntura; assim também fez na borda,
à extremidade da juntura da segunda cortina.
Ex 36:12 Cinqüenta laçadas fez numa cortina,
e cinqüenta laçadas fez numa extremidade da cortina,
que se ligava com a segunda;
estas laçadas eram contrapostas uma a outra.
Ex 36:13 Também fez cinqüenta colchetes de ouro,
e com estes colchetes uniu as cortinas uma com a outra;
e assim foi feito um tabernáculo.
Ex 36:14 Fez também cortinas de pêlos de cabras
para a tenda sobre o tabernáculo;
fez onze cortinas.
Ex 36:15 O comprimento de uma cortina era de trinta côvados,
e a largura de quatro côvados;
estas onze cortinas tinham uma mesma medida.
Ex 36:16 E uniu cinco cortinas à parte, e outras seis à parte,
Ex 36:17 E fez cinqüenta laçadas na borda da última cortina,
na juntura; também fez cinqüenta laçadas
na borda da cortina, na outra juntura.
Ex 36:18 Fez também cinqüenta colchetes de metal,
para ajuntar a tenda, para que fosse um todo.
Ex 36:19 Fez também, para a tenda,
uma coberta de peles de carneiros, tintas de vermelho;
e por cima uma coberta de peles de texugos.
Ex 36:20 Também fez, de madeira de acácia, tábuas levantadas
para o tabernáculo, que foram colocadas verticalmente.
Ex 36:21 O comprimento de cada tábua era de dez côvados,
e a largura de um côvado e meio.
Ex 36:22 Cada tábua tinha duas cavilhas pregadas uma a outra;
assim fez com todas as tábuas do tabernáculo.
Ex 36:23 Assim, pois, fez as tábuas para o tabernáculo;
vinte tábuas para o lado que dá para o sul;
Ex 36:24 E fez quarenta bases de prata debaixo das vinte tábuas;
duas bases debaixo de uma tábua,
para as suas duas cavilhas,
e duas debaixo de outra,
para as suas duas cavilhas.
Ex 36:25 Também fez vinte tábuas ao outro lado do tabernáculo,
do lado norte,
Ex 36:26 Com as suas quarenta bases de prata;
duas bases debaixo de uma tábua,
e duas bases debaixo de outra tábua.
Ex 36:27 E ao lado do tabernáculo para o ocidente fez seis tábuas.
Ex 36:28 Fez também duas tábuas para os cantos do tabernáculo
nos dois lados,
Ex 36:29 As quais por baixo estavam juntas,
e também se ajuntavam por cima com uma argola;
assim fez com ambas nos dois cantos.
Ex 36:30 Assim eram oito tábuas com as suas bases de prata,
a saber, dezesseis bases;
duas bases debaixo de cada tábua.
Ex 36:31 Fez também travessas de madeira de acácia;
cinco para as tábuas de um lado do tabernáculo,
Ex 36:32 E cinco travessas para as tábuas
do outro lado do tabernáculo;
e outras cinco travessas para as tábuas do tabernáculo
do lado ocidental.
Ex 36:33 E fez que a travessa do meio passasse
pelo meio das tábuas de uma extremidade até a outra.
Ex 36:34 E cobriu as tábuas de ouro,
e as suas argolas (os lugares das travessas) fez de ouro;
as travessas também cobriu de ouro.
Ex 36:35 Depois fez o véu de azul, e de púrpura, e de carmesim,
e de linho fino torcido;
de obra esmerada o fez com querubins.
Ex 36:36 E fez-lhe quatro colunas de madeira de acácia,
e as cobriu de ouro; e seus colchetes fez de ouro,
e fundiu-lhe quatro bases de prata.
Ex 36:37 Fez também para a porta da tenda o véu de azul,
e de púrpura, e de carmesim, e de linho fino torcido,
da obra do bordador,
Ex 36:38 Com as suas cinco colunas e os seus colchetes;
e as suas cabeças e as suas molduras cobriu de ouro;
e as suas cinco bases eram de cobre.
A riqueza de detalhes realmente impressiona. Tudo isso aponta para Deus que quis fazer uma aliança com o homem, desde o Éden e que vai progressivamente se revelando mais e mais até chegar a Cristo Jesus.
Não estão dentro desta aliança todos os homens uma vez que Deus mesmo prometeu que não entrariam no seu descanso os incrédulos! O filtro do descanso de Deus é a fé!

Hebreus 4:1 Temamos, pois, que, porventura, deixada a promessa de entrar no seu repouso, pareça que algum de vós fica para trás.
Hebreus 4:2 Porque também a nós foram pregadas as boas novas, como a eles, mas a palavra da pregação nada lhes aproveitou, porquanto não estava misturada com a fé naqueles que a ouviram.
Hebreus 4:3 Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso, tal como disse: Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu repouso;
Hebreus 4:4 Porque em certo lugar disse assim do dia sétimo: E repousou Deus de todas as suas obras no sétimo dia.
Hebreus 4:5 E outra vez neste lugar: Não entrarão no meu repouso.
Hebreus 4:6 Visto, pois, que resta que alguns entrem nele, e que aqueles a quem primeiro foram pregadas as boas novas não entraram por causa da desobediência,
Hebreus 4:7 Determina outra vez um certo dia, Hoje, dizendo por Davi, muito tempo depois, como está dito: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações.
Hebreus 4:8 Porque, se Josué lhes houvesse dado repouso, não falaria depois disso de outro dia.
Hebreus 4:9 Portanto, resta ainda um repouso para o povo de Deus.
Hebreus 4:10 Porque aquele que entrou no seu repouso, ele próprio repousou de suas obras, como Deus das suas.
Hebreus 4:11 Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.