segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Êxodo 19: 1-25 – DEUS FALOU A 5 MILHÕES DE PESSOAS.


Temos aqui narrada por Moisés para todas as gerações de todos os tempos a aparição do Senhor de forma teofânica a todo Israel ali presente – alguns cálculos chegam a quantia de uns 5 milhões de pessoas -, no sopé da Montanha, do Monte Sinai, onde o Senhor está prestes a entregar a lei ao povo.
E tudo se deu no terceiro dia quando chegaram ao deserto de Sinai, onde ficaram acampados. A iniciativa disso novamente parte do próprio Senhor que convoca Moisés para subir e lhe anuncia o que está prestes a fazer.
Primeiro, adverte o povo lhes fazendo lembrar do que Deus fez e que foi Deus quem fez tudo aquilo e que agora estava começando algo novo com eles. Segundo lhes faz promessas condicionantes de que se observarem e seguirem e obedecerem ao Senhor, eles seriam dele, do Senhor, propriedade particular e reino sacerdotal e povo santo a ele, dentre todos os povos, porque toda a terra pertence ao Senhor. Era a sua aliança que ele estava com eles fazendo ali do Sinai.
Então depois de divinamente instruído e preparado – Deus primeiro prepara os seus líderes -, eles, líderes, falam ao povo exatamente os planos do Senhor e todo  povo começa a se preparar para receber essa tão grande maravilha teofânica prestes a se realizar.
Moisés volta ao Senhor dizendo-lhe que o povo concordou e que fará tudo o que o Senhor disser para ser feito. Deus então conta-lhe mais detalhes do que está prestes a fazer. Moisés então prepara o povo e segue direitinho as instruções de Deus.
No verso 16 começa a acontecer a manifestação de Deus, tão terrível que deixa todos assustados e temerosos.
Gerard Van Groningen comenta tão bem este episódio em suas análises exegéticas. Ele afirma que Deus falou. Nós lemos e relemos, meditamos, escrevemos e não percebemos o que é Deus falar.
Deus falou! Foi realmente um ato teofânico de proporções gigantescas, pois sua voz foi ouvida e testemunhada por mais de 5 milhões de pessoas.
Do meio do fogo, face a face, no monte, o Senhor, disse Moisés, falou conosco! Eu imagino a cena que também o autor de Hebreus relata com propriedade e assombro afirmando quão terrível é Deus e que com ele devemos ter cuidado e temê-lo sempre para o nosso bem.
“18 Porque não chegastes ao monte palpável, aceso em fogo, e à escuridão, e às trevas, e à tempestade, 19 E ao sonido da trombeta, e à voz das palavras, a qual os que a ouviram pediram que se lhes não falasse mais; 20 Porque não podiam suportar o que se lhes mandava: Se até um animal tocar o monte será apedrejado ou passado com um dardo. 21 E tão terrível era a visão, que Moisés disse: Estou todo assombrado, e tremendo.” (Hb 12: 18-21).
Dá para imaginar a cena que deixou Moisés assombrado e tremendo? Se Moisés estava assim, como não estavam o povo em número de uns 5 milhões de pessoas? Eu acho que toda a natureza ali estava constrangida e assustada.
Os animais, as árvores, os pássaros, tudo estava tremendo de medo e de pavor pela manifestação teofânica. O próprio povo, depois pediu que Deus jamais falasse desse jeito com eles novamente e Deus gostou disso dizendo que bom seria se o temessem sempre desse jeito.
Ainda nessa teofania onde o povo, Moisés e todos ficaram assustados com a aparição e fala do Senhor do meio do fogo, nós meditaremos, no próximo capítulo, no que falou Deus.
Ex 19:1 Ao terceiro mês da saída dos filhos de Israel da terra do Egito,
no mesmo dia chegaram ao deserto de Sinai,
Ex 19:2 Porque partiram de Refidim
e entraram no deserto de Sinai, onde se acamparam.
Israel, pois, ali se acampou em frente ao monte.
Ex 19:3 E subiu Moisés a Deus,
e o SENHOR o chamou do monte, dizendo:
Assim falarás à casa de Jacó, e anunciarás aos filhos de Israel:
Ex 19:4 Vós tendes visto o que fiz aos egípcios,
como vos levei sobre asas de águias,           
e vos trouxe a mim;
Ex 19:5 Agora, pois,
se diligentemente ouvirdes a minha voz
e guardardes a minha aliança,
então sereis a minha propriedade peculiar
dentre todos os povos,
porque toda a terra é minha.
Ex 19:6 E vós me sereis
um reino sacerdotal
e o povo santo.
Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel.
Ex 19:7 E veio Moisés,
e chamou os anciãos do povo,
e expôs diante deles todas estas palavras,
que o SENHOR lhe tinha ordenado.
Ex 19:8 Então todo o povo respondeu a uma voz, e disse:
Tudo o que o SENHOR tem falado, faremos.
E relatou Moisés ao SENHOR as palavras do povo.
Ex 19:9 E disse o SENHOR a Moisés:
Eis que eu virei a ti numa nuvem espessa,
para que o povo ouça,
falando eu contigo,
e para que também te creiam eternamente.
Porque Moisés tinha anunciado as palavras do seu povo ao SENHOR. Ex 19:10 Disse também o SENHOR a Moisés:
Vai ao povo, e santifica-os hoje e amanhã,
e lavem eles as suas roupas,
Ex 19:11 E estejam prontos para o terceiro dia;
porquanto no terceiro dia
o SENHOR descerá diante
dos olhos de todo o povo sobre o monte Sinai.
Ex 19:12 E marcarás limites ao povo em redor, dizendo:
Guardai-vos, não subais ao monte,
nem toqueis o seu termo;
todo aquele que tocar o monte, certamente morrerá.
Ex 19:13 Nenhuma mão tocará nele;
porque certamente será apedrejado ou asseteado;
quer seja animal, quer seja homem, não viverá;
soando a buzina longamente, então subirão ao monte.
Ex 19:14 Então Moisés desceu do monte ao povo,
e santificou o povo; e lavaram as suas roupas.
Ex 19:15 E disse ao povo:
Estai prontos ao terceiro dia;
e não vos chegueis a mulher.
Ex 19:16 E aconteceu que,
ao terceiro dia,
ao amanhecer,
houve trovões e relâmpagos sobre o monte,
e uma espessa nuvem,
e um sonido de buzina mui forte,
de maneira que estremeceu todo o povo
que estava no arraial.
Ex 19:17 E Moisés levou o povo fora do arraial
ao encontro de Deus;
e puseram-se ao pé do monte.
Ex 19:18 E todo o monte Sinai fumegava,
porque o SENHOR descera sobre ele em fogo;
e a sua fumaça subiu como fumaça de uma fornalha,
e todo o monte tremia grandemente.
Ex 19:19 E o sonido da buzina
ia crescendo cada vez mais;
Moisés falava,
e Deus lhe respondia em voz alta.
Ex 19:20 E, descendo o SENHOR
sobre o monte Sinai,
sobre o cume do monte,
chamou o SENHOR a Moisés
ao cume do monte;
e Moisés subiu.
Ex 19:21 E disse o SENHOR a Moisés:
Desce,
adverte ao povo que não traspasse o termo
para ver o SENHOR,
para que muitos deles não pereçam.
Ex 19:22 E também os sacerdotes,
que se chegam ao SENHOR,
se hão de santificar,
para que o SENHOR não se lance sobre eles.
Ex 19:23 Então disse Moisés ao SENHOR:
O povo não poderá subir ao monte Sinai,
porque tu nos tens advertido, dizendo:
Marca termos ao redor do monte,
e santifica-o.
Ex 19:24 E disse-lhe o SENHOR:
Vai,
desce;
depois subirás
tu, e Arão contigo;
os sacerdotes, porém,
e o povo não traspassem o termo
para subir ao SENHOR,
para que não se lance sobre eles.
Ex 19:25 Então Moisés
desceu ao povo,
e disse-lhe isto.

Foi ao terceiro dia, ao amanhecer, que tudo isso se deu. Será que não foi isso em um domingo também? Jesus ressuscitou ao terceiro dia, de madrugada também. Enquanto a entrega da lei teve audiência de 5 milhões de pessoas – estando presentes, Deus, anjos, humanos e animais -, a ressurreição de Jesus não teve um humano digno de assisti-la.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.