quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Êxodo 14: 1-31 – A TRAVESSIA MARAVILHOSA DO MAR VERMELHO.

Aqui temos a perseguição teimosa do egípcios que se arrependeram de deixarem ir embora os israelitas, a travessia maravilhosa do Mar Vermelho e a destruição do exército atrevido de Faraó.
Continua o Senhor a tudo fazer e a planejar e a executar como sempre foi e dessa vez também não seria diferente. Ele primeiramente anuncia, antecipadamente, antes que aconteça, seus planos aos seus profetas e ao povo.
O Senhor endurecerá mais uma vez o coração de Faraó e de seus súditos para que persigam mesmo Israel no deserto e depois dará fim a tudo isso para ser glorificado em Faraó e em todo o seu exército.
Apesar disso, o povo entra em pânico com a visão de Faraó e todo seu exército vindo de encontro a eles com o fim de os trazerem de volta para o Egito. O povo fica tão assustado que começa a murmurar e a se lamentar diante de Moisés.
As palavras são duras:
ü Não haviam sepulturas no Egito suficientes para nos enterrarem?
ü Por que o Senhor nos trouxe para este deserto? Para nos matar?
O escritor de Hebreus nos adverte para que não haja no meio de nós perverso coração de incredulidade a ponto de sermos como eles foram, terríveis em suas murmurações, queixas, lamentações e ingratidões.
Deus vai jurar que não entrarão no seu descanso jamais, mas este seu juramento é somente contra os incrédulos, ou seja, contra os que na boca não tem língua, mas uma áspide venenosa.
Deus acaba de os livrar de tantas coisas, faz clara distinção entre eles e os egípcios, faz com que saiam de mãos cheias do Egito, destrói o Egito e deixa eles em humilhação total e ainda assim, o povo tinha também seu coração endurecido.
Não foi somente o coração de Faraó que Deus endureceu, mas também o povo de Israel. Romanos 11:25 Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado.
Até hoje eles têm seu coração endurecido e resistem ao Evangelho que tem poder para salvar as suas almas.
Deus jamais mudou nem mudará e continuará avisando aos seus tudo o que vai acontecer e em detalhes. Sempre foi assim e continuará sendo. Quem tem ouvidos e fé, se aproximará mais ainda da Bíblia para aprender tudo e esperar com fé o seu Deus que prometeu que voltaria e não tardaria.
Mesmo tendo previamente anunciado, o povo se comportou mal, mas a ação de Deus foi espetacular, “apesar de nós”. Anjos, colunas de fogo e nuvens que saem de sua posição e claramente se posicionam a favor dos israelitas e contra os egípcios. São fenômenos teofânicos impressionantes.
Agora vem o momento máximo da acuação dos egípcios contra Israel e o medo toma conta de tudo. Moisés nem sabe o que fazer, mas confia em Deus e o busca. Deus lhe repreende: por que clamas a mim? Diga ao povo que marche!
Ele mostra a Moisés como sair dessa e a sua forma de saída é fantástica! Quantas não são as vezes que estamos totalmente acuados pelo inimigo e quase perdemos por não acharmos uma saída? Eles não tinha saída alguma porque na frente um mar intransponível e atrás um exército de dar medo. O que fazer?
Quem diria que a saída estava ali, bem diante dos olhos deles que eles enxergavam como grande problema? Um enorme mar intransponível era a saída deles, porque maior do que o mar intransponível era o Deus do mar, dos céus e da terra.
A palavra do líder nessa hora também é algo tremendo: vs. 14: O SENHOR PELEJARÁ POR VÓS, E VÓS VOS CALAREIS. Que palavra fantástica e tremenda de consolo, de força, de fé e de grande coragem.
Sopra Deus um vento oriental que abre o mar e eles passam a pé enxuto, sem problemas com lamas, nem com águas, nem com atoleiros. Eles simplesmente vão andando, passando e Deus prosperando a jornada deles.
Os egípcios e Faraó na liderança tem seus corações endurecidos por Deus novamente e resolvem fazer uma loucura: a última delas!!! Nesciamente saem a perseguir Israel no meio de sua maior bênção e a travessia deles não era como a do povo de Israel e começam a atolar e a derrapar e a enfrentarem muitos problemas, tantos que ai sim, enxergam a mão de Deus e tentam escapar, mas já era tarde demais.
Deus que segurava toda onda, resolve não segurar mais nada e o que parecia fantástico – a travessia do Mar - agora era pesadelo para os egípcios que foram todos mortos ali. É melhor não brincar com Deus!
Em todas as minhas lutas com Deus eu já começo dizendo para ele que irei perder sempre! É bom você aprender isso!
Ex 14:1 Então falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
Ex 14:2 Fala aos filhos de Israel que voltem,
e que se acampem diante de Pi-Hairote,
entre Migdol e o mar,
diante de Baal-Zefom;
em frente dele assentareis o campo junto ao mar.
Ex 14:3 Então Faraó dirá dos filhos de Israel:
Estão embaraçados na terra,
o deserto os encerrou.
Ex 14:4 E eu endurecerei o coração de Faraó,
para que os persiga,
e serei glorificado em Faraó
e em todo o seu exército,
e saberão os egípcios que eu sou o SENHOR.
E eles fizeram assim.
Ex 14:5 Sendo, pois, anunciado ao rei do Egito que o povo fugia,
mudou-se o coração de Faraó
e dos seus servos contra o povo, e disseram:
Por que fizemos isso, havendo deixado ir a Israel,
para que não nos sirva?
Ex 14:6 E aprontou o seu carro,
e tomou consigo o seu povo;
Ex 14:7 E tomou seiscentos carros escolhidos,
e todos os carros do Egito,
e os capitães sobre eles todos.
Ex 14:8 Porque o SENHOR endureceu o coração de Faraó,
rei do Egito, para que perseguisse aos filhos de Israel;
porém os filhos de Israel saíram com alta mão.
Ex 14:9 E os egípcios perseguiram-nos,
todos os cavalos e carros de Faraó,
e os seus cavaleiros e o seu exército,
e alcançaram-nos acampados junto ao mar,
perto de Pi-Hairote, diante de Baal-Zefom.
Ex 14:10 E aproximando Faraó,
os filhos de Israel levantaram seus olhos,
e eis que os egípcios vinham atrás deles,
e temeram muito;
então os filhos de Israel clamaram ao SENHOR.
Ex 14:11 E disseram a Moisés:
Não havia sepulcros no Egito,
para nos tirar de lá,
para que morramos neste deserto?
Por que nos fizeste isto, fazendo-nos sair do Egito?
Ex 14:12 Não é esta a palavra que te falamos no Egito, dizendo:
Deixa-nos, que sirvamos aos egípcios?
Pois que melhor nos fora servir aos egípcios,
do que morrermos no deserto.
Ex 14:13 Moisés, porém, disse ao povo:
Não temais;
estai quietos,
e vede o livramento do SENHOR,
que hoje vos fará;
porque aos egípcios, que hoje vistes,
nunca mais os tornareis a ver.
Ex 14:14 O SENHOR pelejará por vós,
e vós vos calareis.
Ex 14:15 Então disse o SENHOR a Moisés:
Por que clamas a mim?
Dize aos filhos de Israel que marchem.
Ex 14:16 E tu,
levanta a tua vara,
e estende a tua mão sobre o mar,
e fende-o,
para que os filhos de Israel
passem pelo meio do mar em seco.
Ex 14:17 E eis que endurecerei o coração dos egípcios,
e estes entrarão atrás deles;
e eu serei glorificado em Faraó
e em todo o seu exército, nos seus carros
e nos seus cavaleiros,
Ex 14:18 E os egípcios saberão que eu sou o SENHOR,
quando for glorificado em Faraó,
nos seus carros e nos seus cavaleiros.
Ex 14:19 E o anjo de Deus,
que ia diante do exército de Israel,
se retirou,
e ia atrás deles;
também a coluna de nuvem se retirou de diante deles,
e se pôs atrás deles.
Ex 14:20 E ia entre o campo dos egípcios
e o campo de Israel;
e a nuvem era trevas para aqueles,
e para estes clareava a noite;
de maneira que em toda a noite
não se aproximou um do outro.
Ex 14:21 Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar,
e o SENHOR fez retirar o mar por um forte vento oriental
toda aquela noite;
e o mar tornou-se em seco,
e as águas foram partidas.
Ex 14:22 E os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco;
e as águas foram-lhes como muro
à sua direita e à sua esquerda.
Ex 14:23 E os egípcios os seguiram,
e entraram atrás deles todos os cavalos de Faraó,
os seus carros e os seus cavaleiros,
até ao meio do mar.
Ex 14:24 E aconteceu que,
na vigília daquela manhã,
o SENHOR,
na coluna do fogo e da nuvem,
viu o campo dos egípcios;
e alvoroçou o campo dos egípcios.
Ex 14:25 E tirou-lhes as rodas dos seus carros,
e dificultosamente os governavam.
Então disseram os egípcios:
Fujamos da face de Israel,
porque o SENHOR por eles peleja contra os egípcios.
Ex 14:26 E disse o SENHOR a Moisés:
Estende a tua mão sobre o mar,
para que as águas tornem sobre os egípcios,
sobre os seus carros e sobre os seus cavaleiros.
Ex 14:27 Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar,
e o mar retornou a sua força ao amanhecer,
e os egípcios, ao fugirem,
foram de encontro a ele,
e o SENHOR derrubou os egípcios no meio do mar,
Ex 14:28 Porque as águas, tornando,
cobriram os carros e os cavaleiros
de todo o exército de Faraó,
que os haviam seguido no mar;
nenhum deles ficou.
Ex 14:29 Mas os filhos de Israel
foram pelo meio do mar seco;
e as águas foram-lhes como muro
à sua mão direita e à sua esquerda.
Ex 14:30 Assim o SENHOR
salvou Israel naquele dia da mão dos egípcios;
e Israel viu os egípcios mortos na praia do mar.
Ex 14:31 E viu Israel
a grande mão que o SENHOR mostrara aos egípcios;
e temeu o povo ao SENHOR,
e creu
no SENHOR
e em Moisés,
seu servo.

Aqui está escrito que Israel viu a grande mão do Senhor a favor deles contra os egípcios e assim aquele povo creu e temeu tanto o Senhor, como Moisés, seu servo, mas a memória do povo é curta e logo, logo, veremos isso na continuação dessa história muito edificante.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.