terça-feira, 10 de setembro de 2013

O PERIGO DA INVERSÃO DE VALORES


Desde Emmanuel Kant, com sua obra "a crítica da razão pura", que a sociedade deixou de pensar em termos de verdade absoluta. Hegel, conhecido como o ditador filosófico da Alemanhã, aprofundou essa cova, quando postulou a ideia de que a verdade é relativa. Esses conceitos se consolidaram na pós-modernidade. 

Agora, o entendimento pós-moderno é que cada um tem sua própria verdade. A verdade deixou de ser objetiva para ser subjetiva. Com isso, assistimos, estarrecidos, não apenas um ataque aos valores morais, mas uma inversão dos valores morais. 

O profeta Isaías já havia denunciado essa atitude: "Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal; que fazem da escuridade luz e da luz, escuridade; põem o amargo por doce e o doce, por amargo!" (Is 5.20). É isso que estamos vendo na mídia todos os dias. 

Faz-se apologia do aborto, do adultério, do homossexualismo, da violência, da mentira. Porque plantamos uma ideia falsa no passado, estamos fazendo uma colheita maldita hoje. É tempo de alçarmos nossa voz e denunciar o perigo da inversão de valores! Hernandes Dias Lopes.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.