quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Gênesis 43: 1-34 – JOSÉ HOSPEDA SEUS IRMÃOS.

Neste capítulo veremos que José ainda não se revela ainda aos seus irmãos, mas lhes prepara um banquete com um almoço em família. Ao ver seu irmão mais novo se comove a ponto de ter de se retirar para chorar, mas recompondo-se, volta e se contém.
Conforme era seu sonho, assim eram as épocas das vacas magras que de tão magras que eram devoravam as lembranças na mente do povo das épocas das vacas gordas na terra. A fome era gravíssima e todos tinham de buscar comida para comer e somente havia comida na terra do Egito por causa de um judeu.
Deus deu um sonho a Faraó e levantou um hebreu, filho de Jacó, que estava numa prisão para interpretar e se tornar o maior administrador do Egito. A fome não afetou o Egito e este cresceu e prosperou e a fama de José certamente corria os mundos. Quando Deus quer levantar alguém na face da terra, quem se oporá?
Jacó sabia que havia comida no Egito e sabia deste homem sábio e sabia dos problemas que seus filhos estavam enfrentando. Havia alguma coisa no ar e ele já estava ficando cada vez mais desconfiado, principalmente por causa das atitudes deste homem especial para com seus filhos. E as perguntas que fazia sobre a família e sobre ele, Jacó?
Simeão ainda estava preso no Egito esperando seus irmãos voltarem. Jacó segura o máximo que pode e tenta de todas as formas evitar que Benjamim vá ao Egito, mas não tem jeito. A comida era rara e precisavam de voltar ao Egito para buscar mantimentos se não todos haveriam de morrer.
Desta vez se levanta, dentre os irmãos que antes eram desunidos e descompromissados com tudo, Judá que diante do seu pai se compromete com juramento a trazer de volta Benjamim e se oferece a seu pai em penhor pela vida dele. Até sacrifícios seus irmãos estavam já a ponto de praticar, se necessário.
Depois de muita luta e insistência, Jacó cede e deixa Benjamim seguir viagem. Eles chegam ao Egito e logo vão para a casa deste príncipe do Egito e temeram muito. Ao invés de broncas, desconfianças, castigos o que se vê é banquete, saudações calorosas, recepção boa e até almoço em família com todos do Egito.
Eles estavam todos confusos e já não sabiam o que pensar e o que imaginar. Assim também é a salvação de nossas almas. Nada temos feito de bom para recebe-la, pelo contrário até o mal praticamos e de repente estamos com ela em mãos e ficamos desconfiados e até queremos pagar por ela com obras, mas o que se requer é tão somente a fé.
Gn 43:1 E a fome era gravíssima na terra.
Gn 43:2 E aconteceu que,
como acabaram de comer o mantimento que trouxeram do Egito,
disse-lhes seu pai:
Voltai, comprai-nos um pouco de alimento.
Gn 43:3 Mas Judá respondeu-lhe, dizendo:
Fortemente nos protestou aquele homem, dizendo:
Não vereis a minha face,
se o vosso irmão não vier convosco.
Gn 43:4 Se enviares conosco
o nosso irmão,
desceremos e te compraremos alimento;
Gn 43:5 Mas se não o enviares,
não desceremos;
porquanto aquele homem nos disse:
Não vereis a minha face,
se o vosso irmão não vier convosco.
Gn 43:6 E disse Israel:
Por que me fizeste tal mal,
fazendo saber àquele homem
que tínheis ainda outro irmão?
Gn 43:7 E eles disseram:
Aquele homem particularmente nos perguntou por nós,
e pela nossa parentela, dizendo:
Vive ainda vosso pai?
Tendes mais um irmão?
E respondemos-lhe conforme as mesmas palavras.
Podíamos nós saber que diria:
Trazei vosso irmão?
Gn 43:8 Então disse Judá a Israel, seu pai:
Envia o jovem comigo,
e levantar-nos-emos, e iremos,
para que vivamos e não morramos,
nem nós, nem tu, nem os nossos filhos.
Gn 43:9 Eu serei fiador por ele,
da minha mão o requererás;
se eu não o trouxer,
e não o puser perante a tua face,
serei réu de crime para contigo para sempre.
Gn 43:10 E se não nos tivéssemos detido,
certamente já estaríamos segunda vez de volta.
Gn 43:11 Então disse-lhes Israel, seu pai:
Pois que assim é, fazei isso;
tomai do mais precioso desta terra em vossos vasos,
e levai ao homem um presente:
um pouco do bálsamo
e um pouco de mel,
especiarias e mirra, terebinto e amêndoas;
Gn 43:12 E tomai em vossas mãos
dinheiro em dobro,
e o dinheiro que voltou na boca dos vossos sacos
tornai a levar em vossas mãos;
bem pode ser que fosse erro.
Gn 43:13 Tomai também a vosso irmão,
e levantai-vos e voltai àquele homem;
Gn 43:14 E Deus Todo-Poderoso
vos dê misericórdia diante do homem,
para que deixe vir convosco vosso outro irmão,
e Benjamim;
e eu, se for desfilhado,
desfilhado ficarei.
Gn 43:15 E os homens tomaram aquele presente,
e dinheiro em dobro em suas mãos,
e a Benjamim;
e levantaram-se,
e desceram ao Egito,
e apresentaram-se diante de José.
Gn 43:16 Vendo, pois, José a Benjamim com eles,
disse ao que estava sobre a sua casa:
Leva estes homens à casa,
e mata reses,
e prepara tudo;
porque estes homens comerão comigo ao meio-dia.
Gn 43:17 E o homem fez como José dissera,
e levou-os à casa de José.
Gn 43:18 Então temeram aqueles homens,
porquanto foram levados à casa de José, e diziam:
Por causa do dinheiro que dantes voltou nos nossos sacos,
fomos trazidos aqui,
para nos incriminar
e cair sobre nós,
para que nos tome por servos,
e a nossos jumentos.
Gn 43:19 Por isso chegaram-se ao homem
que estava sobre a casa de José,
e falaram com ele à porta da casa,
Gn 43:20 E disseram:
Ai! senhor meu,
certamente descemos dantes a comprar mantimento;
Gn 43:21 E aconteceu que, chegando à estalagem,
e abrindo os nossos sacos,
eis que o dinheiro de cada um estava na boca
do seu saco, nosso dinheiro por seu peso;
e tornamos a trazê-lo em nossas mãos;
Gn 43:22 Também trouxemos outro dinheiro em nossas mãos,
para comprar mantimento;
não sabemos quem tenha posto o nosso dinheiro
nos nossos sacos.
Gn 43:23 E ele disse:
Paz seja convosco, não temais;
o vosso Deus,
e o Deus de vosso pai,
vos tem dado um tesouro nos vossos sacos;
o vosso dinheiro me chegou a mim.
E trouxe-lhes fora a Simeão.
Gn 43:24 Depois levou os homens à casa de José,
e deu-lhes água,
e lavaram os seus pés;
também deu pasto aos seus jumentos.
Gn 43:25 E prepararam o presente,
para quando José viesse ao meio dia;
porque tinham ouvido que ali haviam de comer pão.
Gn 43:26 Vindo, pois, José à casa,
trouxeram-lhe ali o presente que tinham em suas mãos;
e inclinaram-se a ele até à terra.
Gn 43:27 E ele lhes perguntou como estavam, e disse:
Vosso pai, o ancião de quem falastes, está bem?
Ainda vive?
Gn 43:28 E eles disseram:
Bem está o teu servo,
nosso pai vive ainda.
E abaixaram a cabeça,
e inclinaram-se.
Gn 43:29 E ele levantou os seus olhos,
e viu a Benjamim, seu irmão, filho de sua mãe, e disse:
Este é vosso irmão mais novo de quem falastes?
Depois ele disse:
Deus te dê a sua graça, meu filho.
Gn 43:30 E José apressou-se,
porque as suas entranhas comoveram-se por causa do seu irmão,
e procurou onde chorar;
e entrou na câmara,
e chorou ali.
Gn 43:31 Depois lavou o seu rosto,
e saiu;
e conteve-se, e disse:
Ponde pão.
Gn 43:32 E serviram-lhe à parte,
e a eles também à parte,
e aos egípcios,
que comiam com ele, à parte;
porque os egípcios não podem comer pão com os hebreus,
porquanto é abominação para os egípcios.
Gn 43:33 E assentaram-se diante dele,
o primogênito segundo a sua primogenitura,
e o menor segundo a sua menoridade;
do que os homens se maravilhavam entre si.
Gn 43:34 E apresentou-lhes as porções
que estavam diante dele;
porém a porção de Benjamim era
cinco vezes maior do que as porções deles todos.
E eles beberam,
e se regalaram com ele.

O que se passou na mente de seus irmãos todos ali reunidos quando viram a porção de Benjamim cinco vezes maior que de seus irmãos? Que tratamento era aquele que eles estavam recebendo? O que estava acontecendo e o que iria acontecer com todos eles? Tornar-se-iam escravos para sempre, todos? Ninguém sabia! E, engraçado, todos estavam em suas mãos!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.