domingo, 8 de setembro de 2013

Gênesis 33: 1-20 – JACÓ SE ENCONTRA COM ESAÚ.

Neste capítulo veremos como foi o encontro dos irmãos Jacó e Esaú depois de mais de 20 anos do ocorrido quando Jacó tomou a bênção de seu irmão e fugiu para Harã para Esaú não matá-lo, pois tinha jurado fazê-lo, e a chegada de Jacó, não em Seir, mas em Sucote, onde a primeira coisa que faz é edificar um altar ao Senhor naquela terra de suas peregrinações.
Jacó já não era mais o mesmo, pois agora manquejava depois daquele encontro com aquele homem no qual passou a noite lutando e ainda prevaleceu sobre ele, pois dizia que não o largaria até que por ele fosse abençoado e também agora tinha outro nome Israel, porque como príncipe lutara com Deus e prevalecera.
Duas novas características em Jacó desse encontro com Deus. Um novo nome e, agora, manco de uma perna. Antes ele era Jacó, ou seja, seu nome significava suplantador e agora era Israel; antes era todo suficiente, agora tinha uma marca de Deus para jamais esquecer.
Nós também ao nos encontrarmos com Deus temos a nossa vida e história mudada e recebemos o Espírito Santo como marca e selo da propriedade exclusiva de Deus. Nós também em Cristo Jesus tivemos nosso encontro com Deus em algum lugar que nos deixou marcados para sempre e por toda a eternidade. “Mancar é o modo de andar de um santo que não vive pela força física, mas pela força espiritual” – BEG.
Agora já sendo novo homem marcado por Deus, vai ao encontro de seu irmão que vinha também ao seu encontro com mais de 400 homens. Ao encontrar-se com ele, sete vezes se inclina sob a terra em sinal de submissão.
Eles se abraçam, riem, choram, se emocionam e se admiram de ver as bênção que Deus lhes tinha proporcionado a ambos os irmãos. Esaú surpreso pergunta o que significava tantos animais que a ele são oferecidos e Jacó lhe diz que são presentes porque Deus tinha sido muito generoso com ele.
Ele então conhece toda família de Jacó, suas esposas, servas, servos, filhos e filha, animais e muitas bênçãos e quer seguir viagem com ele ou deixar com ele alguns de seus homens, mas Jacó usando a desculpa de que são lentos fica sozinho e promete encontrá-lo mais adiante e assim, parte Esaú de volta para Seir e Jacó segue para Sucote – em hebraico significa refúgios -, cidades próxima e lá se estabelece em Siquem, que está na terra de Canaã, onde logo enfrentará problemas com aquele povo e com o seu.
Aquele medo e problema que existia somente em sua mente e que o deixava ansioso acabou em definitivo. Esaú não se constituiu a ele ameaça alguma e agora tinha paz para prosseguir sua vida em sua jornada naquela terra.
Gn 33:1 E levantou Jacó os seus olhos,
e olhou, e eis que vinha Esaú,
e quatrocentos homens com ele.
Então repartiu os filhos
entre Lia, e Raquel, e as duas servas.
Gn 33:2 E pôs as servas e seus filhos na frente,
e a Lia e seus filhos atrás;
porém a Raquel e José os derradeiros.
Gn 33:3 E ele mesmo passou adiante deles
e inclinou-se à terra sete vezes,
até que chegou a seu irmão.
Gn 33:4 Então Esaú correu-lhe ao encontro,
e abraçou-o,
e lançou-se sobre o seu pescoço,
e beijou-o;
e choraram.
Gn 33:5 Depois levantou os seus olhos,
e viu as mulheres, e os meninos, e disse:
Quem são estes contigo?
E ele disse:
Os filhos que Deus graciosamente tem dado a teu servo.
Gn 33:6 Então chegaram as servas;
elas e os seus filhos,
e inclinaram-se.
Gn 33:7 E chegou também Lia com seus filhos,
e inclinaram-se;
e depois chegou José e Raquel
e inclinaram-se.
Gn 33:8 E disse Esaú:
De que te serve todo este bando que tenho encontrado?
E ele disse:
Para achar graça aos olhos de meu senhor.
Gn 33:9 Mas Esaú disse:
Eu tenho bastante, meu irmão;
seja para ti o que tens.
Gn 33:10 Então disse Jacó:
Não, se agora tenho achado graça em teus olhos,
peço-te que tomes o meu presente da minha mão;
porquanto tenho visto o teu rosto,
como se tivesse visto o rosto de Deus,
e tomaste contentamento em mim.
Gn 33:11 Toma, peço-te, a minha bênção,
que te foi trazida;
porque Deus graciosamente ma tem dado;
e porque tenho de tudo.
E instou com ele,
até que a tomou.
Gn 33:12 E disse:
Caminhemos, e andemos,
e eu partirei adiante de ti.
Gn 33:13 Porém ele lhe disse:
Meu senhor sabe que estes filhos são tenros,
e que tenho comigo ovelhas e vacas de leite;
se as afadigarem somente um dia,
todo o rebanho morrerá.
Gn 33:14 Ora passe o meu senhor adiante de seu servo;
e eu irei como guia pouco a pouco,
conforme ao passo do gado que vai adiante de mim,
e conforme ao passo dos meninos,
até que chegue a meu senhor em Seir.
Gn 33:15 E Esaú disse:
Permite então que eu deixe contigo alguns da minha gente.
E ele disse:
Para que é isso?
Basta que ache graça aos olhos de meu senhor.
Gn 33:16 Assim voltou Esaú aquele dia pelo seu caminho a Seir.
Gn 33:17 Jacó, porém, partiu para Sucote
e edificou para si uma casa;
e fez cabanas para o seu gado;
por isso chamou aquele lugar Sucote.
Gn 33:18 E chegou Jacó salvo à Salém,
cidade de Siquém,
que está na terra de Canaã,
quando vinha de Padã-Arã;
e armou a sua tenda diante da cidade.
Gn 33:19 E comprou uma parte do campo
em que estendera a sua tenda,
da mão dos filhos de Hamor,
pai de Siquém,
por cem peças de dinheiro.
Gn 33:20 E levantou ali um altar,
e chamou-lhe:
Deus, o Deus de Israel.
Seguindo o caminho de seus pais, de Abraão e de Isaque, agora Jacó constrói um altar ao Senhor na terra das suas peregrinações, onde agora estava habitando em reconhecimento as muitas benevolências e graças que o Senhor tinha dado a ele e a sua família.
Sem mais o medo de seu irmão e agora totalmente homem novo, marcado por Deus e com novo nome fazendo a sua história.

Foi em Siquém também que o patriarca Abraão ergueu o primeiro altar quando chegou na Terra Prometida de Canaã, junto ao carvalho de Manre. 
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.