terça-feira, 3 de setembro de 2013

Gênesis 28: 1-22 – A VISÃO DA ESCADA.

Ouvindo as instruções sábias de Rebeca, Isaque chama Jacó e o abençoa e lhe ordena que parta para as terras de seu tio, irmão de sua mãe, Labão e de lá tome para si esposa para não acontecer de tomar esposa das filhas de Canaã.
Jacó, cuja vida estava em perigo por causa do furor de seu irmão e por causa da jura que fizera a si mesmo que Rebeca descobriu devido a delação de alguém - Gn 27.42 -, imediatamente partiu para Padã-Arã em obediência ao seu pai que seguia as instruções de Rebeca.
Ainda antes de sair, o despede abençoando-o e lhe confirmando as promessas dizendo que ele herdará as bênçãos de Abraão e será ele pai de numerosa multidão e ainda que possuirá toda a terra das suas peregrinações. Com certeza, Jacó se despede da mãe que lhe prepara as malas e ele sai sozinho.
Esaú observa as conversas e sabe das instruções do pai e das preocupações da mãe e age justamente ao contrário, justamente para causar mais dor e pesar no coração de ambos. Ele vai e toma por mulher além das duas estrangeiras uma outra, filha de Ismael, mas apenas para provocar seus pais.
Jacó partiu e na estrada, a noite, teve sono e parou para descansar e dormir e apanha uma pedra que faz dela um suave travesseiro e, cansado da viagem, dorme profundamente. É neste exato momento, em que adormecera e se encontra longe de casa sozinho e preocupado com seu futuro que ele tem um sonho impressionante.
Deus nos fala de diversas maneiras e com Jacó foi por meio de um sonho. Do local onde ele estava até onde está Deus uma escada de acesso na qual descem e sobem anjos de Deus. O Senhor se encontrava em cima, no topo, e de lá fala com Jacó.
A escada ligando os céus e a terra e anjos descendo e subindo onde ele se encontrava significa que Deus estava com ele e o assistia e o guardava. A escada liga a terra aos céus, assim, para ele não faltaria acesso a Deus, nem Deus deixaria de ter acesso a ele.
O Senhor está nos céus, por isso que de lá falou a ele e confirmou as promessas que ele já sabia e toda as palavra que certamente já ouvira muitas vezes das bocas de seus pais, avós, bisavós. O falar a ele diretamente deu um significado mais profundo para Jacó que se encontrava mal com tudo o que recentemente acontecera.
Além das coisas já conhecidas relacionadas à sua descendência e posse da terra, Deus fala a ele de proteção especial para ele e que o guardaria em vida e o prosperaria fazendo ele retornar da terra das suas peregrinações no devido tempo da sua volta.
Deus mesmo prometeu para ele que não o deixaria até que tudo que ele falou se cumprisse. Foi realmente uma boa palavra e um sonho reconfortante para Jacó que com aquilo ganhou mais força e vigor para seguir a sua jornada e seus sonhos.
Ele acorda do seu sonho assustado e pensativo e logo pega a pedra, deita azeite sobre ela e a transforma num memorial ou pedra de fundamento para tempos depois fundar ali um templo ao Senhor. Ele chamou aquele lugar de Betel.
Inebriado pelo Espírito que estava nele, faz uma promessa a Deus de que Deus seria o seu Deus se ele lograsse êxito em tudo que fora fazer e que daria a Deus o dízimo de tudo.
Gn 28:1 E Isaque chamou a Jacó,
e abençoou-o,
e ordenou-lhe,
e disse-lhe:
Não tomes mulher de entre as filhas de Canaã;
Gn 28:2 Levanta-te,
vai a Padã-Arã, à casa de Betuel, pai de tua mãe,
e toma de lá uma mulher das filhas de Labão,
irmão de tua mãe;
Gn 28:3 E Deus Todo-Poderoso te abençoe,
e te faça frutificar,
e te multiplique,
para que sejas uma multidão de povos;
Gn 28:4 E te dê a bênção de Abraão,
a ti e à tua descendência contigo,
para que em herança possuas a terra
de tuas peregrinações,
que Deus deu a Abraão.
Gn 28:5 Assim despediu Isaque a Jacó,
o qual se foi a Padã-Arã,
a Labão, filho de Betuel, arameu, irmão de Rebeca,
mãe de Jacó e de Esaú.
Gn 28:6 Vendo, pois, Esaú que Isaque abençoara a Jacó,
e o enviara a Padã-Arã,
para tomar mulher dali para si,
e que, abençoando-o,
lhe ordenara, dizendo:
Não tomes mulher das filhas de Canaã;
Gn 28:7 E que Jacó obedecera a seu pai e a sua mãe,
e se fora a Padã-Arã;
Gn 28:8 Vendo também Esaú
que as filhas de Canaã eram más aos olhos de Isaque seu pai,
Gn 28:9 Foi Esaú a Ismael,
e tomou para si por mulher,
além das suas mulheres,
a Maalate filha de Ismael,
filho de Abraão, irmã de Nebaiote.
Gn 28:10 Partiu, pois, Jacó de Berseba,
e foi a Harã;
Gn 28:11 E chegou a um lugar onde passou a noite,
porque já o sol era posto;
e tomou uma das pedras daquele lugar,
e a pôs por seu travesseiro,
e deitou-se naquele lugar.
Gn 28:12 E sonhou:
e eis uma escada posta na terra,
cujo topo tocava nos céus;
e eis que os anjos de Deus
subiam e desciam por ela;
Gn 28:13 E eis que o SENHOR
estava em cima dela, e disse:
Eu sou o SENHOR Deus de Abraão teu pai,
e o Deus de Isaque;
esta terra, em que estás deitado,
darei a ti e à tua descendência;
Gn 28:14 E a tua descendência será como o pó da terra,
e estender-se-á ao ocidente, e ao oriente, e ao norte, e ao sul,
e em ti e na tua descendência serão benditas
todas as famílias da terra;
Gn 28:15 E eis que estou contigo,
e te guardarei por onde quer que fores,
e te farei tornar a esta terra;
porque não te deixarei,
até que haja cumprido o que te tenho falado.
Gn 28:16 Acordando, pois, Jacó do seu sono, disse:
Na verdade o SENHOR está neste lugar;
e eu não o sabia.
Gn 28:17 E temeu, e disse:
Quão terrível é este lugar!
Este não é outro lugar senão a casa de Deus;
e esta é a porta dos céus.
Gn 28:18 Então levantou-se Jacó pela manhã de madrugada,
e tomou a pedra que tinha posto por seu travesseiro,
e a pôs por coluna,
e derramou azeite em cima dela.
Gn 28:19 E chamou o nome daquele lugar Betel;
o nome porém daquela cidade antes era Luz.
Gn 28:20 E Jacó fez um voto, dizendo:
Se Deus for comigo,
e me guardar nesta viagem que faço,
e me der pão para comer,
e vestes para vestir;
Gn 28:21 E eu em paz tornar à casa de meu pai,
o SENHOR me será por Deus;
Gn 28:22 E esta pedra que tenho posto por coluna
será casa de Deus;
e de tudo quanto me deres,
certamente te darei o dízimo.
Graças a Deus que temos hoje o Espírito de Deus que foi enviado pelo Filho que está em nós e que se constitui no nosso penhor da nossa salvação e que também nos dá a certeza de que será conosco e nos guardará na viagem, nos dará também pão para comermos e vestes para vestirmos a fim de que em paz nos tornemos para casa de nossa pai, sendo a pedra, a Rocha da Esquina, o próprio Cristo. A Deus igualmente, como fez Jacó, daremos de tudo o que temos recebido o dízimo devido.

Isso me faz lembrar de Paulo que pelo mesmo Espírito Santo que está em nós e que esteve nele, disse: I Timóteo 6:8 “Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.”. Certamente que Paulo ao nos falar e ao nos instruir por meio da instrução que estava dando a Timóteo, pelo Espírito Santo, estava se lembrando dessa oração e voto de Jacó nas suas peregrinações.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.