terça-feira, 27 de agosto de 2013

Gênesis 21: 1-34 – O NASCIMENTO DE ISAQUE.

Finalmente, depois de longos anos de espera a grande e esperada bênção de Abraão e Sara havia chegado. Deus a visitara e ela estava grávida e já ia ter seu lindo bebê, Isaque, com a idade de 90 anos, ainda os seus seios revigorados pelo Senhor, foram capazes de alimentar aquele varão, presente de Deus e herdeiro da promessa, da semente messiânica.
Seu nome significa “risos” e foi o próprio Senhor quem sugeriu este nome porque ele mesmo fez de forma que tudo foi muito engraçado mesmo. Eu me ri da história e bem assim Abraão e Sara e tantos quanto ouvirem acharão muito engraçada. Oh, como Deus é maravilhoso e cheio de graça!
Ainda a criança estava com 8 dias e Abraão entendendo o que Deus lhe pedira, cumpre a sua parte e circuncida a criança. “Deus empregou esse sinal para os meninos para mostrar que aquelas crianças eram “santas” – isto é, consagradas, separadas do mundo e pertencentes à comunidade da aliança – Rm 11:16; I Co 7:14.
Deus continua a usar a instituição da família – At 16.31 – como um meio de aumentar a sua comunidade da aliança. O ritual de iniciação na comunidade da aliança hoje é o batismo – Cl 2:11,12.” – BEG, adaptado.
O significado simbólico da circuncisão era multiforme. Primeiro era ritual de incisão semelhante ao do corte de animais em outras cerimônias da aliança. Desse modo simbolizava a maldição que cairia sobre a pessoa que deliberadamente quebrasse a aliança. Segundo, quando o homem se submetera a esse ritual, o órgão da procriação era consagrado a Deus.
“Não sei falar bem”, no original é “incircunciso” – Ex 6:12. “Vedado”, no original, é “incircunciso” – Lv 19:23. Deus queria o coração e os ouvidos consagrados a ele – Dt 10:16, 30:6; Jr 4:4, 6:10; Ex 44:7-9. Aqueles sob a aliança antiga tinham de entender que a simples circuncisão da carne era insuficiente para agradar a Deus – Gn 17:11-14; Dt 30:6; Jr 9:25, 26.” – BEG.
O batismo com água foi instituído como substituto da circuncisão, como sacramento de iniciação na igreja visível de Cristo na nova aliança, visto não ser mais necessário o derramamento de sangue. É, portanto, “a circuncisão de Cristo(cristã).” – Referência: http://www.monergismo.com/textos/batismo/batismo_anglada.htm - É um excelente artigo que irá enriquecer bastante o leitor.
Abraão feliz da vida faz um banquete no dia em que o menino havia desmamado. Isso se deu por volta dos 3 anos de vida e marcava a passagem da criança para a fase da infância. Em seguida Sara rejeita a Hagar e a seu filho e isso vinha do próprio Senhor.
Abraão não gostou disso e achou má a atitude de Sara, mas os meninos não cresceriam juntos nem haveria disputas pela herança porque somente seria herdeiro Isaque.
Deus não abandona a criança, mas a socorre no meio do deserto como já a socorrera quando a criança havia nascido. Seu socorro se dá por meio de anjos. São então abertos os olhos de sua mãe e ela vê água para ela e o menino e recebe a promessa de Deus de que ele seria uma forte e grande nação e que Deus o protegeria.
O registro bíblico é de que Deus ouviu a voz do menino! E de fato Deus foi com ele e ele se tornou flecheiro. Sua mãe providencia para ele uma mulher do Egito e eles vão morar no deserto de Parã.
Eu fico pensando no que se passou no coração de Abraão quando vai se despedir do menino e acordando de madrugada providencia a eles pães e água para a jornada, mas a jornada seria para o deserto.  Ele tinha cuidado com eles, mas eles iriam embora. Deus havia dado uma palavra para ele acerca de Ismael, mas Hagar e Ismael estavam indo para o deserto.
Tanto os pães como a água iriam acabar e depois disso o que aconteceria? Não iriam morrer? Será que Abraão pensou que Deus daria um jeito nisso? Por mais que confiássemos em Deus, certamente não poderíamos fazer isso sem que estivéssemos sob a orientação de Deus e crentes nele.
Agora é o povo filisteu com Abimeleque que faz alianças com Abraão por reconhecer que ele é poderoso e a bênção do Senhor está em sua vida. Abraão separa sete cordeiras do rebanho e com elas entra em acordo acerca de um poço que fica em Berseba.
Gn 21:1 E o SENHOR visitou a Sara,
como tinha dito;
e fez o SENHOR a Sara
como tinha prometido.
Gn 21:2 E concebeu Sara,
e deu a Abraão um filho na sua velhice,
ao tempo determinado,
que Deus lhe tinha falado.
Gn 21:3 E Abraão pôs no filho que lhe nascera,
que Sara lhe dera,
o nome de Isaque.
Gn 21:4 E Abraão
circuncidou o seu filho Isaque,
quando era da idade de oito dias,
como Deus lhe tinha ordenado.
Gn 21:5 E era Abraão da idade de cem anos,
quando lhe nasceu Isaque seu filho.
Gn 21:6 E disse Sara:
Deus me tem feito riso;
todo aquele que o ouvir se rirá comigo.
Gn 21:7 Disse mais:
Quem diria a Abraão que Sara daria de mamar a filhos?
Pois lhe dei um filho na sua velhice.
Gn 21:8 E cresceu o menino,
e foi desmamado;
então Abraão fez um grande banquete no dia em que Isaque foi desmamado.
Gn 21:9 E viu Sara que o filho de Agar,
a egípcia, o qual tinha dado a Abraão,
zombava.
Gn 21:10 E disse a Abraão:
Ponha fora esta serva e o seu filho;
porque o filho desta serva não herdará com Isaque,
meu filho.
Gn 21:11 E pareceu esta palavra muito má aos olhos de Abraão,
por causa de seu filho.
Gn 21:12 Porém Deus disse a Abraão:
Não te pareça mal aos teus olhos
acerca do moço e acerca da tua serva;
em tudo o que Sara te diz,
ouve a sua voz;
porque em Isaque será chamada a tua descendência.
Gn 21:13 Mas também do filho desta serva farei uma nação,
porquanto é tua descendência.
Gn 21:14 Então se levantou Abraão pela manhã de madrugada,
e tomou pão e um odre de água
e os deu a Agar, pondo-os sobre o seu ombro;
também lhe deu o menino e despediu-a;
e ela partiu,
andando errante no deserto de Berseba.
Gn 21:15 E consumida a água do odre,
lançou o menino debaixo de uma das árvores.
Gn 21:16 E foi assentar-se em frente,
afastando-se à distância de um tiro de arco; porque dizia:
Que eu não veja morrer o menino.
E assentou-se em frente,
e levantou a sua voz,
e chorou.
Gn 21:17 E ouviu Deus a voz do menino,
e bradou o anjo de Deus a Agar desde os céus, e disse-lhe:
Que tens, Agar?
Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino
desde o lugar onde está.
Gn 21:18 Ergue-te,
levanta o menino
e pega-lhe pela mão,
porque dele farei uma grande nação.
Gn 21:19 E abriu-lhe Deus os olhos,
e viu um poço de água;
e foi encher o odre de água,
e deu de beber ao menino.
Gn 21:20 E era Deus com o menino,
que cresceu;
e habitou no deserto,
e foi flecheiro.
Gn 21:21 E habitou no deserto de Parã;
e sua mãe tomou-lhe mulher da terra do Egito.
Gn 21:22 E aconteceu naquele mesmo tempo que Abimeleque,
com Ficol, príncipe do seu exército, falou com Abraão, dizendo:
Deus é contigo em tudo o que fazes;
Gn 21:23 Agora, pois, jura-me aqui por Deus,
que não mentirás a mim,
nem a meu filho,
nem a meu neto;
segundo a beneficência que te fiz,
me farás a mim, e à terra onde peregrinaste.
Gn 21:24 E disse Abraão:
Eu jurarei.
Gn 21:25 Abraão, porém,
repreendeu a Abimeleque por causa de um poço de água,
que os servos de Abimeleque haviam tomado à força.
Gn 21:26 Então disse Abimeleque:
Eu não sei quem fez isto;
e também tu não mo fizeste saber,
nem eu o ouvi senão hoje.
Gn 21:27 E tomou Abraão ovelhas e vacas,
e deu-as a Abimeleque;
e fizeram ambos uma aliança.
Gn 21:28 Pôs Abraão, porém,
à parte sete cordeiras do rebanho.
Gn 21:29 E Abimeleque disse a Abraão:
Para que estão aqui estas sete cordeiras,
que puseste à parte?
Gn 21:30 E disse:
Tomarás estas sete cordeiras de minha mão,
para que sejam em testemunho que eu cavei este poço.
Gn 21:31 Por isso se chamou aquele lugar Berseba,
porquanto ambos juraram ali.
Gn 21:32 Assim fizeram aliança em Berseba.
Depois se levantou Abimeleque e Ficol,
príncipe do seu exército,
e tornaram-se para a terra dos filisteus.
Gn 21:33 E plantou um bosque em Berseba,
e invocou lá o nome do SENHOR, Deus eterno.
Gn 21:34 E peregrinou Abraão na terra dos filisteus muitos dias.

Novamente abraão está indo celebrar ao Senhor e agora o invoca ali em Berseba onde peregrinou na terra dos filisteus por muitos dias. É bem provável que os Palestinos hoje em Gaza são os descendentes dos antigos Filisteus aos quais Davi enfrentou e venceu definitivamente.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br
...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.