segunda-feira, 1 de julho de 2013

Provérbios 15:1-33 segmentado

Neste capítulo, temos 33 versículos falando de contrastes que edificam e nos instruem para evitarmos o caminho mal e nos apegarmos ao temor do Senhor. O primeiro deles é muito interessante, principalmente porque estamos sempre a discutir com alguém sobre alguma coisa, ainda que seja, de início, apenas sobre coisas tolas como é o futebol.
Que edificação traz para nossas vidas estarmos diante de uma TV por 2 horas para assistirmos 22 homens correndo atrás de uma bola? É puro lazer e mais nada... que nossos jovens se apaixonem pelos esportes, isso é sadio uma vez que nossas vidas são tão sedentárias. Mas voltemos às discussões para falarmos do primeiro versículo.
Quando estamos discutindo queremos que nossa opinião prevaleça ou seja a melhor por isso que elevamos as nossas vozes e queremos nos impor sobre o outro de alguma forma, mas a palavra de Deus nos instrui a termos respostas brandas e elas irão desviar o furor. É o caso de quando um não quer, dois não brigam.
Já o contrário, palavras duras, impositivas e gritadas apenas suscitam a ira e a tendência é a resposta na mesma medida da ignorância proclamada. Errado! Vamos nos conter para ensinar ao nosso amado irmão com quem começamos uma peleja que o certo é a resposta branda para a manutenção do diálogo e o aprendizado de todos.
Eu poderia comentar cada versículo, mais isso seria muito para o que me proponho neste breve momento. Prefiro novamente falar em termos gerais ainda que repetidos, mas procurando não repetir de forma alguma. São tantos os contrastes aqui que não há uma temática certa, mas diversas delas.
Quem anda com Deus e o segue tem de observar cada instrução dessas e se aprimorar cada vez mais para não se desviar delas, mas o que rejeita o conhecimento do santo será também rejeitado e não receberá a instrução que poderia salvá-lo de astúcias.
Pv 15:1 A resposta branda desvia o furor,
mas a palavra dura suscita a ira.
Pv 15:2 A língua dos sábios adorna a sabedoria,
mas a boca dos tolos derrama a estultícia.
Pv 15:3 Os olhos do SENHOR estão em todo lugar,
contemplando os maus e os bons.
Pv 15:4 A língua benigna é árvore de vida,
mas a perversidade nela deprime o espírito.
Pv 15:5 O tolo despreza a instrução de seu pai,
mas o que observa a repreensão se haverá prudentemente.
Pv 15:6 Na casa do justo há um grande tesouro,
mas nos ganhos do ímpio há perturbação.
Pv 15:7 Os lábios dos sábios derramam o conhecimento,
mas o coração dos tolos não faz assim.
Pv 15:8 O sacrifício dos ímpios é abominável ao SENHOR,
mas a oração dos retos é o seu contentamento.
Pv 15:9 O caminho do ímpio é abominável ao SENHOR,
mas ao que segue a justiça ele ama.
Pv 15:10 Correção severa há para o que deixa a vereda,
e o que odeia a repreensão morrerá.
Pv 15:11 O inferno e a perdição estão perante o SENHOR;
quanto mais os corações dos filhos dos homens?
Pv 15:12 O escarnecedor não ama aquele que o repreende,
nem se chegará aos sábios.
Pv 15:13 O coração alegre aformoseia o rosto,
mas pela dor do coração o espírito se abate.
Pv 15:14 O coração entendido buscará o conhecimento,
mas a boca dos tolos se apascentará de estultícia.
Pv 15:15 Todos os dias do oprimido são maus,
mas o coração alegre é um banquete contínuo.
Pv 15:16 Melhor é o pouco com o temor do SENHOR,
do que um grande tesouro onde há inquietação.
Pv 15:17 Melhor é a comida de hortaliça, onde há amor,
do que o boi cevado, e com ele o ódio.
Pv 15:18 O homem iracundo suscita contendas,
mas o longânimo apaziguará a luta.
Pv 15:19 O caminho do preguiçoso é cercado de espinhos,
mas a vereda dos retos é bem aplanada.
Pv 15:20 O filho sábio alegra seu pai,
mas o homem insensato despreza a sua mãe.
Pv 15:21 A estultícia é alegria para o que carece de entendimento,
mas o homem entendido anda retamente.
Pv 15:22 Quando não há conselhos os planos se dispersam,
mas havendo muitos conselheiros eles se firmam.
Pv 15:23 O homem se alegra em responder bem,
e quão boa é a palavra dita a seu tempo!
Pv 15:24 Para o entendido, o caminho da vida leva para cima,
para que se desvie do inferno em baixo.
Pv 15:25 O SENHOR desarraiga a casa dos soberbos,
mas estabelece o termo da viúva.
Pv 15:26 Abomináveis são para o SENHOR os pensamentos do mau,
mas as palavras dos puros são aprazíveis.
Pv 15:27 O que agir com avareza perturba a sua casa,
mas o que odeia presentes viverá.
Pv 15:28 O coração do justo medita no que há de responder,
mas a boca dos ímpios jorra coisas más.
Pv 15:29 O SENHOR está longe dos ímpios,
mas a oração dos justos escutará.
Pv 15:30 A luz dos olhos alegra o coração,
a boa notícia fortalece os ossos.
Pv 15:31 Os ouvidos que atendem à repreensão da vida
farão a sua morada no meio dos sábios.
Pv 15:32 O que rejeita a instrução menospreza a própria alma,
mas o que escuta a repreensão adquire entendimento.
Pv 15:33 O temor do SENHOR é a instrução da sabedoria,
e precedendo a honra vai a humildade.
O último versículo fala do temor do Senhor que é a instrução da sabedoria que tantos desejam e o penúltimo fala da rejeição da instrução por parte dos rejeitadores de Deus que menosprezam a própria alma.
Uma frase atribuída a Carl Sagan diz que acreditar em Deus é desprezar todos os mistérios do mundo e todos os desafios a nossa inteligência. Simplesmente desliga-se a mente e se diz: - foi Deus quem fez! É lamentável tal pensamento de uma mente que gosta de estudar os mistérios de Deus. Eu já entendo o contrário: acreditar em Deus é amar todos os mistérios e todos os desafios. Nossa mente se liga e diz: a Deus toda glória! Como deve ser o Criador de tudo isso?
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 346 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 764 dias para 05/05/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.