quarta-feira, 3 de julho de 2013

Provérbios 17: 1-28 segmentado


Continuando a lição iniciada lá no provérbios 7 ao “Filho meu” onde ele diz para guardar as suas palavras, e esconde-las dentro dele os seus mandamentos, passamos pelos capítulos, 8 e 9 que falavam e davam testemunho da excelência da sabedoria e do capítulo 10 em diante aqui estamos com diversos contrastes demonstrando sempre quais as boas e as más escolhas que podemos fazer.
Ler provérbios e nele meditar é um presente valioso para a alma que quer se dar bem em tudo o que faz. Agradeço a Deus a oportunidade de ter a minha disposição este deliciosos manjar que muitos por ai sofrem e não podem desfrutar por ser proibido o seu uso e meditação como são os casos nos países mais radicais do Islamismo ou do Comunismo e outros “ismos” por ai.
Todos os versículos nos trazem grandes lições, mesmo aqueles considerados menores, mas alguns são especiais para os momentos que vivemos e ganham mais força ainda por causa de nossas circunstâncias. Por exemplo, o verso de número 15 deste provérbios:
Tanto uma como a outra, ambas as situações são detestáveis diante de Deus: justificar o ímpio e punir o inocente. Dentro dessas duas tragédias a mais grave para mim é punir o inocente. Eu já trabalhei na Auditoria e na Inspeção dos Correios, principalmente nas piores épocas quando ocorreu o escândalo envolvendo um chefe de departamento Maurício Marinho, em 2005.
Também já participei de diversas sindicâncias e apurações, mesmo na liderança delas e a busca pelos culpados era primordial. Nos meus trabalhos, eu sempre tive o cuidado de ser justo de forma que não deixasse o culpado escapar, sem com isso ser pesado demais punindo a inocentes.
Hoje sou Analista de Modelagem de Processos e trabalho na área de tecnologia e comunicação – TIC, longe das apurações e sindicâncias. Aos meus colegas auditores e inspetores com os quais convivi uns 18 anos deixo este versículo como guia deles em seus trabalhos necessários e importantes à ECT: Pv 17:15.
Pv 17:1 É melhor um bocado seco, e com ele a tranqüilidade,
do que a casa cheia de iguarias e com desavença.
Pv 17:2 O servo prudente dominará sobre o filho que faz envergonhar;
e repartirá a herança entre os irmãos.
Pv 17:3 O crisol é para a prata, e o forno para o ouro;
mas o SENHOR é quem prova os corações.
Pv 17:4 O ímpio atenta para o lábio iníquo,
o mentiroso inclina os ouvidos à língua maligna.
Pv 17:5 O que escarnece do pobre insulta ao seu Criador,
o que se alegra da calamidade não ficará impune.
Pv 17:6 A coroa dos velhos são os filhos dos filhos;
e a glória dos filhos são seus pais.
Pv 17:7 Não convém ao tolo a fala excelente;
quanto menos ao príncipe, o lábio mentiroso.
Pv 17:8 O presente é, aos olhos dos que o recebem, como pedra preciosa;
para onde quer que se volte servirá de proveito.
Pv 17:9 Aquele que encobre a transgressão busca a amizade,
mas o que revolve o assunto separa os maiores amigos.
Pv 17:10 A repreensão penetra mais profundamente no prudente
do que cem açoites no tolo.
Pv 17:11 Na verdade o rebelde não busca senão o mal;
afinal, um mensageiro cruel será enviado contra ele.
Pv 17:12 Encontre-se o homem com a ursa roubada dos filhos,
mas não com o louco na sua estultícia.
Pv 17:13 Quanto àquele que paga o bem com o mal,
não se apartará o mal da sua casa.
Pv 17:14 Como o soltar das águas é o início da contenda,
assim, antes que sejas envolvido afasta-te da questão.
Pv 17:15 O que justifica o ímpio, e o que condena o justo,
tanto um como o outro são abomináveis ao SENHOR.
Pv 17:16 De que serviria o preço na mão do tolo para comprar sabedoria,
visto que não tem entendimento?
Pv 17:17 Em todo o tempo ama o amigo
e para a hora da angústia nasce o irmão.
Pv 17:18 O homem falto de entendimento compromete-se,
ficando por fiador na presença do seu amigo.
Pv 17:19 O que ama a transgressão ama a contenda;
o que exalta a sua porta busca a ruína.
Pv 17:20 O perverso de coração jamais achará o bem;
e o que tem a língua dobre vem a cair no mal.
Pv 17:21 O que gera um tolo para a sua tristeza o faz;
e o pai do insensato não tem alegria.
Pv 17:22 O coração alegre é como o bom remédio,
mas o espírito abatido seca até os ossos.
Pv 17:23 O ímpio toma presentes em secreto
para perverter as veredas da justiça.
Pv 17:24 No rosto do entendido se vê a sabedoria,
mas os olhos do tolo vagam pelas extremidades da terra.
Pv 17:25 O filho insensato é tristeza para seu pai,
e amargura para aquela que o deu à luz.
Pv 17:26 Também não é bom punir o justo,
nem tampouco ferir aos príncipes por eqüidade.
Pv 17:27 O que possui o conhecimento guarda as suas palavras,
e o homem de entendimento é de precioso espírito.
Pv 17:28 Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio;
e o que cerra os seus lábios é tido por entendido.
Até quando continuaremos a negligenciar a instrução e a sabedoria que todos os dias nos ensina novas coisas? É triste vermos que o homem moderno se achando mais sábio, tornou-se mais tolo. Tecnicamente, evoluímos muito, mas moralmente, regredimos. Sem Deus não há como progredirmos, será que isso não é percebido?
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 344 dias para a Copa, sem álcool nos estádios.... também faltam 762 dias para 05/05/2015, quando eu irei concluir a Segmentação de toda a Bíblia.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.