segunda-feira, 27 de maio de 2013

Salmo 130: 1-22 - DAS PROFUNDEZAS, CLAMO AO SENHOR E ELE ME OUVE


Podemos clamar a Deus hoje de qualquer lugar, em qualquer situação. Basta estarmos ligados que já teremos acesso ao Trono Celestial e assim apresentaremos ao Senhor nossas orações, clamores, pedidos desesperados de livramentos. Na situação deste salmo, o salmista fala das profundezas.
Ele está clamando a Deus das profundezas! Pedindo ao Senhor que o escute e lhe dê a devida atenção à situação que ele está enfrentando. Então ele se lembra das iniquidades e nessa lembrança vem à sua mente que ele é pecador.
Como pode um pecador ter acesso ao Trono da graça a fim de achar socorro em tempos oportunos? Ele não pode! É necessário um mediador, um sacerdote que apresente a Deus em seu lugar sacrifícios pela sua condição de pecador.
O homem tinha um sacerdote e um sistema de sacrifícios que ano a ano se repetia para que o sumo-sacerdote pudesse entrar no Santo dos Santos para fazer expiação pelos pecados do povo. Mas este sacerdote também era pecador e para entrar na presença de Deus uma vez ao ano e uma única vez na sua vida – no ano seguinte ter-se-ia de trocar o sacerdote -, tinha que ter amarrado na sua cintura uma corda.
Se morresse na ministração era somente puxar a corda e retirar o sumo-sacerdote. Havia um ritual todo cheio de detalhes acerca disso. Ano a ano eram então oferecidos sacrifícios sem conta ao Senhor pelos nossos pecados, até que veio Jesus Cristo, nosso Mediador, nosso Sacerdote e Sumo-sacerdote para sempre.
Ele lançou fora as nossas iniquidades e pela sua vida nos justificou diante de Deus nos tornando aceitáveis à presença de Deus, no Santo dos Santos, em sua máxima presença. Somente um homem poderia morrer por outro homem: Jesus Cristo era esse homem. Somente um Deus poderia satisfazer a Deus: Jesus Cristo era esse Deus. Tornou-se, então, nosso Sumo-Sacerdote, eterno.
É por isso que com Deus está o perdão. Ele nos perdoou, mas colocou uma condição para recebermos o perdão: perdoarmos nossos irmãos!
Calvino em seu comentário, na sua introdução, comenta dizendo que se o Profeta neste Salmo ora em seu próprio nome, em particular, ou representa toda a Igreja, é manifesto, que se encontrando sobrecarregado com as adversidades, ele suplica a libertação com ardor apaixonado.
Apesar de reconhecer que ele é justamente castigado pela mão de Deus, ele incentiva a si mesmo e todos os crentes genuínos para acalentar boa esperança, pois Deus é o libertador eterno de seu povo, e tem sempre em prontidão os meios de efetuar o resgate da morte.
Se o Profeta neste Salmo ora em particular em seu próprio nome, ou representa toda a Igreja, é manifesto, que se encontra subjugado com adversidades, ele suplica a libertação com ardor apaixonado. E, embora reconheça que ele é justamente castigado pela mão de Deus, ele encoraja a si mesmo e a todos os crentes genuínos a apreciar a boa esperança, já que Deus é o libertador eterno de seu povo, e sempre está preparado para impedir o resgate da morte.
Uma canção de graus.
Sl 130:1 Das profundezas
clamo a ti, SENHOR.
Sl 130:2 Escuta,
Senhor,
a minha voz;
estejam alertas os teus ouvidos
às minhas súplicas.
Sl 130:3 Se observares,
SENHOR,
iniqüidades,
quem, Senhor, subsistirá?
Sl 130:4 Contigo, porém,
está o perdão,
para que te temam.
Sl 130:5 Aguardo o SENHOR,
a minha alma o aguarda;
eu espero na sua palavra.
Sl 130:6 A minha alma anseia pelo Senhor
mais do que os guardas pelo romper da manhã.
Mais do que os guardas pelo romper da manhã,
Sl 130:7 espere Israel no SENHOR,
pois no SENHOR há misericórdia;
nele, copiosa redenção.
Sl 130:8 É ele quem redime
a Israel de todas as suas iniqüidades.

Finalmente, pede para esperarmos com paciência porque no Senhor há misericórdia e graça abundante para nossa redenção total. Deus seja louvado!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.