domingo, 19 de maio de 2013

Salmo 122: 1-9 - VAMOS À IGREJA RENDER GRAÇAS A DEUS

Começa o salmista estando alegre com o convite feito a ele para irem à Casa do Senhor. Assim, também nós devemos nos alegrar quando vamos à igreja. Principalmente aos domingos, no dia do Senhor e poderemos aproveitar para estarmos dedicados a Deus.
Neste salmo, o povo, as tribos, os que habitam Jerusalém, todos estão indo para renderem graças ao Senhor. Quando nos reunimos também em nossas igrejas nos domingos, a multidão sobe para ir adorar ao Senhor.
Não há nada que temos que não recebemos de alguém. Somente damos valor a algo que temos quando perdemos este algo. Quando perdemos, entristecemos e o desespero nos assalta. Se achamos de volta, nos alegramos; se não, iremos atrás de algo para substitui-lo que certamente custará algum valor.
Tudo o que temos vem das mãos de Deus devido a sua graça e amor, mas não agradecemos a Deus, antes reclamamos e lamentamos tudo. Deus nos ensina a render graças em tudo, por isso que neste salmo, o salmista está alegre subindo em direção ao Senhor para render-lhe graças.
A ingratidão é tão ruim e maligna que todos os nossos esforços nos deveriam levar para a gratidão. Quem escolhe a ingratidão e tem nela seu escape e vive reclamando de tudo, não conhece a Deus. Ninguém vive do que não tem, antes vivemos com o que temos. Se reclamamos do que não temos e não agradecemos o que temos, nunca estaremos satisfeitos com nada.
Eu entendo então que a gratidão e a ingratidão são sim escolhas que fazemos que irão comprometer as demais fases de nossas vidas. Vamos aproveitar o momento para agradecer a Deus pelo Espírito Santo de Deus que está conosco como penhor da nossa salvação.
Calvino, em seu comentário, na sua introdução, fala de Davi que está se parabenizando a si mesmo e toda a Igreja, sobre o fato de que agora tinham um lugar para a arca da aliança e para se reunirem em adoração a Deus. Depois, para incitar e encorajar os fiéis a participar na adoração do santuário, ele declara brevemente, que a condição próspera das pessoas dependia de Deus ter escolhido a sede da realeza para estar em Jerusalém, de onde era seu propósito de defender, manter e ajudar o seu povo
Neste salmo, Davi agradece a si mesmo e a toda a Igreja sobre o fato de que um lugar foi designado para a arca da aliança e que Deus escolheu um lugar onde seu nome deveria ser continuamente chamado. Em seguida, para incitar e encorajar os fiéis a se envolverem no culto do santuário, ele declara brevemente que a condição próspera do povo dependia de que Deus tivesse escolhido a sede da realeza em Jerusalém, de onde era seu propósito defender, manter e ajudar seu povo.
Uma canção dos graus de Davi.
Sl 122:1 Alegrei-me quando me disseram:
Vamos à Casa do SENHOR.
Sl 122:2 Pararam os nossos pés junto às tuas portas,
ó Jerusalém!
Sl 122:3 Jerusalém,
que estás construída como cidade compacta,
Sl 122:4 para onde sobem as tribos,
as tribos do SENHOR,
como convém a Israel,
para renderem graças
ao nome do SENHOR.
Sl 122:5 Lá estão os tronos de justiça,
os tronos da casa de Davi.
Sl 122:6 Orai pela paz de Jerusalém!
Sejam prósperos os que te amam.
Sl 122:7 Reine paz dentro de teus muros
e prosperidade nos teus palácios.
Sl 122:8 Por amor dos meus irmãos e amigos,
eu peço:
haja paz em ti!
Sl 122:9 Por amor da Casa do SENHOR,
nosso Deus,
buscarei o teu bem.

Suas palavras finais são o pedido de paz por Jerusalém e de prosperidade por todos os que a amam e é por isso que ele, Davi, por amor da Casa do Senhor, empenhará por ter seus esforços concentrados na busca do bem. Assim nós também como Davi neste salmo tenhamos o mesmo desejo e empenho.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.