segunda-feira, 6 de maio de 2013

Salmo 109: 1-31 - DAVI ORA A DEUS POR SOCORRO, SALVAÇÃO E JUSTIÇA

Dividimos este salmo em três partes. Onde na primeira veremos a queixa de Davi, o autor deste salmo, seguidas de diversas imprecações. Davi não se sente errado ou em dívida para com ninguém e a sua queixa não é bem um queixume, uma murmuração, mas uma oração a Deus.
É como se ele estivesse intercedendo e orando a Deus de forma que Deus pudesse ser dele o seu vingador, pois que Deus tudo vê e sabe que ele, seu escolhido, não têm abusado de nada, mas esperado com paciência e está ainda em confiança total com Deus.
É como se ele dissesse, meu Deus estou limpo, mas estão vindo contra mim e de forma tão cruel, ajude-me e me de vitórias. Davi sente o peso ali porque também ele é um tipo de Cristo que sofreu injustamente pelos pecadores.
A sua invocação inicial é digna de imitação: ó Deus do meu louvor! Sim, Davi sabe que quem está por trás de todas as coisas permitindo ou refreando as coisas é Deus. Ele não questiona a justiça de Deus, mas sente o peso injusto de uma perseguição absurda e injusta. Não é por menos que ele sofre porque ele traz em si a semente messiânica.
Eu vi a primeira parte como tendo a queixa de Davi e as suas imprecações fortes que servem de sinal a todos os que desprezam a Deus, pois este será o fim dos que insistem em rejeitar o conhecimento de Deus.
Depois de expor o mal, na segunda parte, ele ainda se dirigindo a Deus faz uma oração pedindo a justiça de Deus a seu favor e não é isso favorecimento, mas justiça mesmo. Ai ele se justifica diante de Deus a quem ora, jejua e espera o socorro.
Na terceira parte vem o seu pedido de socorro e de salvação.
Calvino comenta deste salmo em sua introdução dizendo que ele está dividido em três partes. Que começa com o salmista se queixando, em seguida enumera uma série de imprecações e e então vem a oração com uma expressão de gratidão.
Este salmo consiste em três partes. Começa com uma queixa; Em seguida, segue uma enumeração de várias imprecações; e depois vem uma oração com uma expressão de verdadeira gratidão. E, embora Davi aqui se queixa das lesões que ele sofreu, ainda assim, como ele era um personagem típico, tudo o que se expressa no salmo deve ser aplicado corretamente a Cristo, ao Chefe da Igreja e a todos os fiéis, na medida em que eles são seus membros; de modo que, quando injustamente tratados e atormentados pelos inimigos, podem pedir ajuda a Deus, a quem a vingança pertence.
Sl 109:1 Ó Deus do meu louvor,
não te cales!
Sl 109:2 Pois contra mim se desataram lábios maldosos e fraudulentos;
com mentirosa língua falam contra mim.
Sl 109:3 Cercam-me com palavras odiosas
e sem causa me fazem guerra.
Sl 109:4 Em paga do meu amor,
me hostilizam;
eu, porém,
oro.
Sl 109:5 Pagaram-me
o bem com o mal;
o amor, com ódio.
Sl 109:6 Suscita contra ele um ímpio,
e à sua direita esteja um acusador.
Sl 109:7 Quando o julgarem,
seja condenado;
e, tida como pecado, a sua oração.
Sl 109:8 Os seus dias sejam poucos,
e tome outro o seu encargo.
Sl 109:9 Fiquem órfãos os seus filhos,
e viúva, a sua esposa.
Sl 109:10 Andem errantes os seus filhos
e mendiguem;
e sejam expulsos das ruínas de suas casas.
Sl 109:11 De tudo o que tem,
lance mão o usurário;
do fruto do seu trabalho,
esbulhem-no os estranhos.
Sl 109:12 Ninguém tenha misericórdia dele,
nem haja quem se compadeça dos seus órfãos.
Sl 109:13 Desapareça a sua posteridade,
e na seguinte geração se extinga o seu nome.
Sl 109:14 Na lembrança do SENHOR,
viva a iniquidade de seus pais,
e não se apague o pecado de sua mãe.
Sl 109:15 Permaneçam ante os olhos do SENHOR,
para que faça desaparecer da terra a memória deles.
Sl 109:16 Porquanto não se lembrou de usar de misericórdia,
mas perseguiu
o aflito
e o necessitado,
como também o quebrantado de coração,
para os entregar à morte.
Sl 109:17 Amou a maldição;
ela o apanhe;
não quis a bênção;
aparte-se dele.
Sl 109:18 Vestiu-se de maldição
como de uma túnica:
penetre, como água,
no seu interior
e nos seus ossos,
como azeite.
Sl 109:19 Seja-lhe
como a roupa que o cobre
e como o cinto com que sempre se cinge.
Sl 109:20 Tal seja,
da parte do SENHOR,
o galardão dos meus contrários
e dos que falam mal contra a minha alma.
Sl 109:21 Mas tu, SENHOR Deus,
age por mim,
por amor do teu nome;
livra-me,
porque é grande a tua misericórdia.
Sl 109:22 Porque estou aflito e necessitado
e, dentro de mim, sinto ferido o coração.
Sl 109:23 Vou passando,
como a sombra que declina;
sou atirado para longe,
como um gafanhoto.
Sl 109:24 De tanto jejuar,
os joelhos me vacilam,
e de magreza
vai mirrando a minha carne.
Sl 109:25 Tornei-me para eles
objeto de opróbrio;
quando me vêem,
meneiam a cabeça.
Sl 109:26 Socorre,
SENHOR, Deus meu!
Salva-me
segundo a tua misericórdia.
Sl 109:27 Para que saibam vir isso das tuas mãos;
que tu, SENHOR, o fizeste.
Sl 109:28 Amaldiçoem eles,
mas tu, abençoa;
sejam confundidos
os que contra mim se levantam;
alegre-se, porém,
o teu servo.
Sl 109:29 Cubram-se de ignomínia
os meus adversários,
e a sua própria confusão
os envolva como uma túnica.
Sl 109:30 Muitas graças darei ao SENHOR
com os meus lábios;
louvá-lo-ei
no meio da multidão;
Sl 109:31 porque ele se põe à direita do pobre,
para o livrar dos que lhe julgam a alma.

Ele encerra, como sempre, dando graças a Deus no meio da multidão, isto é, fazendo questão de que suas graças sejam públicas e notórias entre o seu povo.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br


...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.