quinta-feira, 18 de abril de 2013

Salmo 91: 1-16 - SOB A SOMBRA DO ALTÍSSIMO

Tão famoso este salmo 91... Eu mesmo já o decorei há muitos anos, mais de 30 anos e as vezes que já o citei, perdi a conta. Ele também é usado como amuleto contra o mal ou como receita de pré-sucesso diante de um grande problema ou situação difícil. Até em outras religiões não cristãs, ele é recitado contra o mal e a sua presença.
Eu amo este salmo pelo seu conteúdo e por suas palavras inspiradas pelo Espírito Santo. Por que toda palavra de Deus é útil e aproveitável para o ensino e repreensão. Eu gosto muito de parafraseá-lo, citando na terceira pessoa, na primeira, na segunda. Ele também para mim é um verdadeiro modelo de oração.
Temos o costume de usar a prática de orações para resolver problemas. É como se a oração fosse a chave que abrirá as portas da problemática e pronto, temos a solução de tudo. Este salmista começou a sua oração fazendo a si mesmo declarações sobre o seu Deus relativas à proteção dos que creem nele. Deus é portanto seu refúgio; nele, ele confia porque ele já tem a experiência e a certeza dos livramentos e da graça diária da assistência divina na sua vida.
Não poderá orar assim aquele que não conhece a Deus ou que antes foi conhecido por Deus e resgatado do seu vil modo de proceder para agora pertencer a outro e não mais ao pecado que o dominava e o escravizava a ele por causa do medo da morte. Por isso Cristo morreu: para matar a morte!
Na sua introdução em seu comentário, Calvino pouco falou deste salmo e apenas deu a ênfase sobre a proteção e a segurança que Deus provê aos seus filhos.
Neste salmo, somos ensinados que Deus vigia a segurança de seu povo, e nunca os deixa na hora do perigo. Eles são exortados a avançar através de todos os perigos, protegendo a confiança de sua proteção. A verdade inculcada é de grande utilidade, pois embora muitos falem bastante da providência de Deus e professam acreditar que ele exerce uma tutela especial sobre seus próprios filhos, poucos são encontrados realmente dispostos a confiar sua segurança a ele.
Sl 91:1 O que habita no esconderijo do Altíssimo
e descansa à sombra do Onipotente Sl 91:2 diz ao SENHOR:
Meu refúgio
e meu baluarte,
Deus meu,
em quem confio.
Sl 91:3 Pois ele
te livrará do laço do passarinheiro
e da peste perniciosa.
Sl 91:4 Cobrir-te-á com as suas penas,
e, sob suas asas, estarás seguro;
a sua verdade é pavês e escudo.
Sl 91:5 Não te assustarás do terror noturno,
nem da seta que voa de dia,
Sl 91:6 nem da peste que se propaga nas trevas,
nem da mortandade que assola ao meio-dia.
Sl 91:7 Caiam mil ao teu lado,
e dez mil, à tua direita;
tu não serás atingido.
Sl 91:8 Somente com os teus olhos
contemplarás e verás
o castigo dos ímpios.
Sl 91:9 Pois disseste:
O SENHOR é o meu refúgio.
Fizeste do Altíssimo a tua morada.
Sl 91:10 Nenhum mal te sucederá,
praga nenhuma chegará à tua tenda.
Sl 91:11 Porque aos seus anjos
dará ordens a teu respeito,
para que te guardem em todos os teus caminhos.
Sl 91:12 Eles te sustentarão nas suas mãos,
para não tropeçares nalguma pedra.
Sl 91:13 Pisarás o leão e a áspide,
calcarás aos pés o leãozinho e a serpente.
Sl 91:14 Porque a mim se apegou com amor,
eu o livrarei;
pô-lo-ei a salvo,
porque conhece o meu nome.
Sl 91:15 Ele me invocará,
e eu lhe responderei;
na sua angústia
eu estarei com ele,
livrá-lo-ei
e o glorificarei.
Sl 91:16 Saciá-lo-ei
com longevidade
e lhe mostrarei a minha salvação.

A finalização deste salmo cabe a Deus a qual o salmista atribui a sua fala. A palavra de Deus é de vitórias e de sua presença garantida juntamente àqueles que o invocam; que na angústia, o buscam; que conhecem o seu nome; e, que a Deus se apegam com amor. Eu vejo aqui Deus mostrando o Senhor Jesus como a salvação de todos aqueles que creem.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.