sexta-feira, 12 de abril de 2013

Salmo 85: 1-13 - VAMOS PEDIR O PERDÃO A DEUS?


Salmo dos filhos de Corá que começa com afirmações sobre o que Deus fez por nós: favorecimento, restauração, perdão, encobrimento dos pecados, retenção da ira divina, desvio de furor. 

Tudo isso são ações tomadas por Deus a nosso favor que nos permitem receber mais ainda de sua graça. O salmo foi escrito após o retorno do povo do cativeiro na Babilônia.
Somos ingratos de natureza e somente sentimos que algo da graça de Deus nos falta quando ela nos falta e ai sim, sofremos. Ninguém se lembra de dar graças a Deus, por exemplo, pelo alimento do dia por que temos a ilusão de que o alimento foi provido por nossa própria força e poder quando na verdade é a graça de Deus que nos faz alimentarmos bem.
O salmista tem a visão de Deus muito bem construída em sua mente e coração e reconhece a graça abundante de Deus na sua vida, por isso fala dos favores de Deus, por isso começa falando do que Deus fez por nós e ainda continua fazendo. Ele também tem firme a ideia da soberania de Deus, pois tudo vem dele.
É somente depois disso que ele pede a Deus o restabelecimento do povo de Deus, a retirada de sua ira. É engraçada a sua declaração no verso 5: “Estarás para sempre irado contra nós? Prolongarás a tua ira por todas as gerações?”. A sensação do salmista é que a dor do sofrimento decorrente da ira divina está durando muito... No entanto, como é pequena a sua ira comparada a sua graça e misericórdia!
O livro de salmos é um depositório eterno de orações nas quais meditando nelas de dia e de noite aprenderemos também a orar como oravam esses grandes homens de Deus que o Espírito Santo preservou para nossa orientação e ensino.
Olha que engraçado, primeiro ele reconhece as ações da graça de Deus, depois pede a Deus essa graça por causa da ira divina e por fim exalta e adora a Deus pela certeza do socorro que virá.
Ele fala do encontro da verdade com a justiça! Embora eu entenda o conceito absoluto da verdade, eu vejo nessa declaração do verso 10 esse encontro das duas pessoas que estão em Cristo Jesus. Uma procedente da terra e outra do céu.
Saiu no post do “O Tempora, O Mores” (http://tempora-mores.blogspot.com.br/): “Esta raiva que determinados liberais têm contra a ideia de que existe verdade absoluta e que a mesma pode ser entendia e transmitida mediante conceitos, argumentos, declarações e proposições chega ao ponto de quererem separar Jesus do registro que foi feito dele pelos seus próprios apóstolos, a mando e orientação do próprio Jesus.
Calvino contextualiza e explica nessa introdução alguns detalhes importantes deste salmo:
Deus tendo afligido o seu povo com novos problemas e calamidades, depois de retornarem do seu cativeiro na Babilônia, eles, em primeiro lugar, fazem menção de sua libertação como argumento por que ele não deve deixar inacabada a obra de sua graça. Então eles se queixam da longa continuação de suas aflições. E, em terceiro lugar, inspirados com esperança e confiança, triunfam com a bem-aventurança prometida; por sua restauração em seu próprio país estava ligado ao reino de Cristo, do qual eles anteciparam uma abundância de todas as coisas boas.
Para o principal músico, um salmo dos filhos de Corá.
Sl 85:1 Favoreceste,
SENHOR,
a tua terra;
restauraste
a prosperidade de Jacó.
Sl 85:2 Perdoaste
a iniquidade de teu povo,
encobriste
os seus pecados todos.
Sl 85:3 A tua indignação,
reprimiste-a toda,
do furor da tua ira
te desviaste.
Sl 85:4 Restabelece-nos,
ó Deus da nossa salvação,
e retira de sobre nós a tua ira.
Sl 85:5 Estarás para sempre
irado contra nós?
Prolongarás a tua ira
por todas as gerações?
Sl 85:6 Porventura,
não tornarás a vivificar-nos,
para que em ti se regozije o teu povo?
Sl 85:7 Mostra-nos, SENHOR,
a tua misericórdia
e concede-nos a tua salvação.
Sl 85:8 Escutarei o que Deus, o SENHOR, disser,
pois falará de paz ao seu povo
e aos seus santos;
e que jamais caiam em insensatez.
Sl 85:9 Próxima está a sua salvação
dos que o temem,
para que a glória assista em nossa terra.
Sl 85:10 Encontraram-se
a graça e a verdade,
a justiça e a paz se beijaram.
Sl 85:11 Da terra
brota a verdade,
dos céus
a justiça baixa o seu olhar.
Sl 85:12 Também o SENHOR
dará o que é bom,
e a nossa terra produzirá o seu fruto.
Sl 85:13 A justiça irá adiante dele,
cujas pegadas ela transforma em caminhos.

Neste lindo salmo, a graça e a verdade e a justiça e a paz se encontrando e andando na terra transformando suas pegadas em caminhos e abençoando a terra para que produza frutos. Jesus Cristo é a resposta de Deus ao homem em todas as gerações. Tudo o que você precisa para viver e viver bem nesta terra, estão em Jesus Cristo.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.