quinta-feira, 11 de abril de 2013

Salmo 84: 1-12 segmentado


Um pequeno, mas grande salmo de Davi, mas dito como sendo dos filhos de Corá, que apresenta a Deus a sua oração na qual podemos tomar por modelo, principalmente pela abordadem que faz em sua introdução antes mesmo de fazer o seu pedido.
Todos nós sabemos, por exemplo, que uma boa abordagem pode nos conduzir ao êxito em nosso empreendimento e uma abordagem relaxada pode nos trazer problemas. Até o ímpio quando vai realizar o seu assalto ele precisa de saber abordar a sua vítima. Ele não assalta a pessoa do outro lado da rua anunciando o assalto, antes, ela procura por oportunidade para bem se aproximar e quando se sente seguro anuncia seu assalto.
Este salmista nos dá exemplo de uma excelente abordagem. Primeiro ele se aproxima de Deus o exaltando, o adorando e mostrando seu coração desejoso de Deus, mais do que Deus pode fazer por ele. Seu exemplo das andorinhas e do pardal refletem qual deve ser o propósito do homem pelo qual Deus o criou.
Deus nos criou para estarmos diante dele em adoração! Por isso que o homem encontra sua segurança, abrigo, conforto somente nos átrios do Senhor. Isso é muito profundo. Longe do Senhor, seremos como esses pássaros do exemplo, longe de seus ninhos, perdidos e abandonados, podendo ser tragados pelos predadores naturais.
Nós também temos um predador que tem interesse em acabar com a nossa imagem e semelhança de Deus, satanás, a antiga serpente, o diabo. Ele está ávido por acabar conosco. Antes, ele perseguia a semente para evitar que ela nascesse e cumprisse a profecia de Deus de que ela esmagaria a sua cabeça. Agora, ele faz guerra aos santos procurando devorar os filhos da mulher.
Depois de falar de duas bem aventuranças destinadas aos que habitam na casa de Deus e tem nele a sua força, ai sim, que ele apresenta sua oração, seu pedido para que Deus escute sua oração: olha, Deus e contempla o rosto do teu ungido. Contempla também meu rosto Senhor e permita que eu não saia de seus átrios perpetuamente.
Calvino contextualiza e dá maiores detalhes sobre o salmo.
The Psalmist complains that nothing proved to him a source of greater distress than his being prevented from coming to the tabernacle, and his being banished from the assembly of the saints, where God was called upon. And yet he shows, that nothing can withstand the longing desires of the godly; and that, surmounting all obstacles, they will be constantly engaged in seeking God, and, so to speak, will make a way for themselves where there is none. [452] At length he expresses his desire to be restored to the tabernacle of God, and again testifies that a day spent in the tabernacle was in his estimation more to be prized [453] than to live for a long time in the society of unbelievers.
To the chief musician upon Gittith. A Psalm of [454] the sons of Korah. [455]
The title of this psalm does not bear the name of David; but as its subject-matter is applicable to him, he was in all probability its author. Some think that it was composed by the sons of Korah, for his particular use; but to prove the groundlessness of this opinion, it is only necessary to advert to this one consideration, that David in his time was so eminently distinguished by the gift of prophecy as to be under no necessity of employing the Levites to perform a service for which he himself was so well qualified. The only difficulty to our ascribing it to David is, that mention is made of mount Zion, to which the ark of the covenant was not brought until he was put in peaceable possession of the kingdom. how after that, he was never deprived of the liberty of appearing before the ark with others, except once, and then only for a short time; namely, when he was under the necessity of betaking himself to flight on account of the rebellion raised against him by his son Absalom. [456] The contents of the psalm, however, indicate, that at the time of its composition, he had been compelled to wander long in different places as an exile. If we reflect that David recorded in psalms the persecutions he endured under Saul long after he was delivered from them, we will not be surprised to find him making mention of Zion in connection with them. Of the word Gittith, I have already spoken on the eighth psalm.
Sl 84:1 Quão amáveis são os teus tabernáculos,
SENHOR dos Exércitos!
Sl 84:2 A minha alma suspira
e desfalece pelos átrios do SENHOR;
o meu coração e a minha carne
exultam pelo Deus vivo!
Sl 84:3 O pardal
encontrou casa,
e a andorinha,
ninho para si, onde acolha os seus filhotes;
eu,
os teus altares, SENHOR dos Exércitos,
Rei meu
e Deus meu!
Sl 84:4 Bem-aventurados
os que habitam em tua casa;
louvam-te perpetuamente.
Sl 84:5 Bem-aventurado
o homem cuja força está em ti,
em cujo coração se encontram os caminhos aplanados,
Sl 84:6 o qual,
passando pelo vale árido,
faz dele um manancial;
de bênçãos
o cobre a primeira chuva.
Sl 84:7 Vão indo
de força em força;
cada um deles aparece diante de Deus em Sião.
Sl 84:8 SENHOR, Deus dos Exércitos,
escuta-me a oração;
presta ouvidos,
ó Deus de Jacó!
Sl 84:9 Olha,
ó Deus, escudo nosso,
e contempla o rosto do teu ungido.
Sl 84:10 Pois um dia nos teus átrios
vale mais que mil;
prefiro estar à porta da casa do meu Deus,
a permanecer nas tendas da perversidade.
Sl 84:11 Porque o SENHOR Deus
é sol e escudo;
o SENHOR
dá graça e glória;
nenhum bem sonega
aos que andam retamente.
Sl 84:12 Ó SENHOR dos Exércitos,
feliz o homem que em ti confia.
Você tem falta de algum bem? A palavra de Deus diz que Deus não sonega bem algum aos que andam retamente e além disso dá de sua graça e glória, sendo dos seus grande escudo. A estes que assim confiam em Deus, a Escritura diz, neste salmo 84, que são felizes. Deus é tremendo!
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 17 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 11/04/2013) e 427 dias para a Copa, sem álcool nos estádios....
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.