quinta-feira, 28 de março de 2013

Salmo 70: 1-5 - PETIÇÃO POR AUXÍLIO DIVINO

Salmo de Davi que como sempre, sempre estava diante de Deus apresentando a sua oração e a sua vida nos inspirando a buscar a Deus mais um pouquinho. Vale à pena, irmãos, termos paciência e lutarmos sem jamais desistirmos.
Diante das mazelas e circunstâncias de nossas vidas, devemos ser como ele foi que logo a Deus apresentava a sua oração. Praza-te, dá-te pressa... era seu pedido por causa da agonia das perseguições e contratempos que enfrentava. Seu pedido era por livramento e por socorro por que havia uma perseguição brutal contra a sua pessoa.
Quem dera fôssemos gerenciadores das nossas próprias circunstâncias e pudéssemos escolher entre uma ou outra, ou nenhuma, no entanto, não podemos e ainda devemos, nelas, glorificar a Deus, uma vez que para isso vivemos, para isso estamos aqui, para isso nos deixou Deus ao nos salvar e não nos levou logo embora consigo, antes permite que aqui ainda estejamos nessa terra.
Sendo assim, não vivemos para comprar, vender, casar, investir, mas para glorificarmos a Deus em todas essas coisas que enfrentaremos na qual necessitaremos comprar, vender, casar, investir. Eu quero dizer que o foco e o objetivo de nossa vida não está nas coisas, nem no sucesso, nem na fama, nem nos resultados, antes em Cristo.
Quando temos Cristo por alvo para sermos como ele foi, como propõe o livro “Em seus passos, o que faria Jesus?”, então estaremos glorificando a Deus em tudo o que fizermos, sermos ou termos.
Ele finalmente contrasta o fim de cada um. Vergonha, vexame, ignomínia, retrocesso aos que se comprazem no mal e folguedo, rejubilo aos que buscam e aos que amam a salvação de Deus.
No comentário de Calvino, em sua introdução, vemos que este salmo é apenas uma parte do quadragésimo salmo, e a inscrição ‘para chamar à lembrança’ talvez tenha sido feito para acomoda-los para ser usado em alguma outra ocasião especial.
Este salmo é apenas uma parte do quadragésimo, e a inscrição, para chamar a lembrança, talvez seja projetada para indicar isso; Davi tirou esses cinco versos desse outro salmo e os acomodou para serem usados em alguma ocasião particular. Só devo aqui repetir as palavras do texto; e encaminharia o leitor para a interpretação para o lugar apropriado.
Ao músico-chefe de David, para chamar a lembrança..
Sl 70:1 Praza-te,
ó Deus,
em livrar-me;
dá-te pressa,
ó SENHOR,
em socorrer-me.
Sl 70:2 Sejam envergonhados
e cobertos de vexame
os que me demandam a vida;
tornem atrás e cubram-se de ignomínia
os que se comprazem no meu mal.
Sl 70:3 Retrocedam por causa da sua ignomínia os que dizem:
Bem-feito! Bem-feito!
Sl 70:4 Folguem e em ti se rejubilem
todos os que te buscam;
e os que amam a tua salvação digam sempre:
Deus seja magnificado!
Sl 70:5 Eu sou pobre e necessitado;
ó Deus,
apressa-te em valer-me,
pois tu és o meu amparo
e o meu libertador.
SENHOR,
não te detenhas!

A certeza do salmista é expressa no último versículo quando afirmando ser pobre e necessitado, põe toda a sua confiança e esperança em Deus que vai se apressar em ampará-lo e em libertá-lo, apesar dele mesmo. O Senhor não se deterá por nada! Qual é a sua certeza, caro leitor?
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

...


Reações:

1 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.