sábado, 16 de março de 2013

Salmo 58: 1-11 - DEUS JULGA NA TERRA

O salmo é um apelo e uma certeza de que haverá justiça na terra, pois no presente momento não há. Assim é o que vê o salmista ao analisar a conduta dos ímpios. O salmo é também de Davi que deseja a justiça que demonstra a sua integridade e que anuncia o fim dos ímpios e todos os injustos de sobre a terra.
Quando alguns discípulos querendo arranjar um lugar de destaque diante de Jesus no seu reino o procuraram em particular e ainda levaram uma intercessora que por eles falasse, a própria mãe deles, seu pedido foi muito claramente censurado por Jesus. O sentar-se à sua direita cabia tão-somente ao Pai designar e não seria assim escolhido ali. Os demais discípulos se indignaram com esses dois e começou uma pequena confusão e disputa.
Jesus aproveita para ensinar a todos eles algo muito profundo. No reino de Deus as coisas são diferentes das coisas feitas e arranjadas na terra. Querendo destaque na terra, os homens se aproximam das autoridades e fazem conchaves, acordos, tramoias e há muitas brigas, disputas, enganos, mentiras e falsidades. Querendo destaque nos céus, Jesus os orientou a ser o último e não o primeiro; Jesus ensinou a serem servos e não líderes; Jesus ensinou eles a serem humildes e terem confiança em Deus.
A injustiça ocorre aonde se não entre os homens? Assim, não devemos ser como os outros homens que não conhecem a Deus, não o temem e querem se dar bem a todo custo passando por cima dos outros. Somos diferentes e agora somos filhos de Deus: eu tenho certeza de quem me defende é Deus e que por fim se levantará a meu favor. Não preciso de políticos, de favores, de homens influentes, eu preciso é de Deus! Davi entendia isso neste salmo.
Calvino em seu comentário, apenas na introdução diz que o salmo está dividido em duas partes onde na primeira entende Davi falando de sua integridade diante das calúnias lançadas por seus inimigos diante dele e depois de ter assim expressado ele conclui apelando a Deus que execute a justiça na terra.
O seguinte salmo consiste em duas partes. No começo, Davi reivindica sua integridade pessoal das calúnias lançadas sobre ele por seus inimigos. Tendo expressado o sentimento das graves feridas que haviam infligido, a sua crueldade e sua traição, ele conclui com um apelo ao julgamento de Deus e orando para que possam ser visitados com a devida destruição.
Para o principal músico, não destrua, Michtam de David..
Sl 58:1 Falais verdadeiramente justiça,
ó juízes?
Julgais com retidão
os filhos dos homens?
Sl 58:2 Longe disso;
antes,
no íntimo engendrais iniqüidades
e distribuís na terra a violência de vossas mãos.
Sl 58:3 Desviam-se os ímpios
desde a sua concepção;
nascem
e já se desencaminham,
proferindo mentiras.
Sl 58:4 Têm peçonha
semelhante à peçonha da serpente;
são como a víbora surda,
que tapa os ouvidos,
Sl 58:5 para não ouvir a voz dos encantadores,
do mais fascinante em encantamentos.
Sl 58:6 Ó Deus,
quebra-lhes os dentes na boca;
arranca, SENHOR,
os queixais aos leõezinhos.
Sl 58:7 Desapareçam como águas que se escoam;
ao dispararem flechas,
fiquem elas embotadas.
Sl 58:8 Sejam como a lesma,
que passa diluindo-se;
como o aborto de mulher,
não vejam nunca o sol.
Sl 58:9 Como espinheiros,
antes que vossas panelas sintam deles o calor,
tanto os verdes como os que estão em brasa
serão arrebatados como por um redemoinho.
Sl 58:10 Alegrar-se-á o justo
quando vir a vingança;
banhará os pés
no sangue do ímpio.
Sl 58:11 Então, se dirá:
Na verdade,
há recompensa para o justo;
há um Deus,
com efeito,
que julga na terra.

O fim desse salmo é a minha crença! Ainda que eu não seja visto diante do reino dos homens e não tenha tido as oportunidades que são compradas por um pedaço ou uma parte de nossas honras, ainda assim, eu creio que há recompensa para o justo e que há um Deus que julga na terra.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

...


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.