quinta-feira, 14 de março de 2013

Salmo 56: 1-13 segmentado

Salmo de Davi onde ele mistura suas queixas com suas orações. É engraçado como ele enfrenta as adversidades que vem sobre ele. Ele entende que Deus está no controle de tudo, mas não entende por que tem de ser perseguido e viver assim encurralado não tendo feito nada que merecesse isso.

Então ele invoca a Deus e apresenta suas queixas. Ele não cobra nada de Deus como se Deus lhe fosse um devedor de bênçãos. As bênçãos de Deus não são dívidas, mas dádivas gratuitas dele para nós, no presente momento.

Saul o perseguia como louco. Satanás tinha em mente somente uma coisa destruir aquele que era o portador da semente messiânica, por isso, ferozmente e cruelmente o perseguia e tentava o oprimir de forma que ele pudesse se desesperar e cair em seus laços.

Davi era o escolhido de Deus e bem poderia ter se levantado contra Saul e o derrotado, mas sua visão não era comum, humana. Ele temia a Deus e isso fez a diferença. Quem iria cuidar de Saul e exterminá-lo não seria ele, apesar de todas as promessas, mas o próprio Deus, no seu tempo certo.

Veja que Calvino fala com propriedade sobre a introdução deste salmo além de procurar contextualizá-lo para melhor aprendermos com o Espírito Santo. Ele fala de Aquis, conforme Samuel: I Sm 21:10 Levantou-se Davi, naquele dia, e fugiu de diante de Saul, e foi a Aquis, rei de Gate, e do comportamento estranho de Davi se fazendo passar por louco. Isso tudo por que fugia de Saul.

In this psalm David mixes complaint with prayer, and assuages the distress of his mind by meditation upon the mercy of God. He pray, that he may experience the divine help under the persecutions to which he was subjected by Saul, and his other enemies; and expresses his confidence of success. It is possible, however, that the psalm may have been written after the dangers to which he alludes were past, and in thanksgiving for a deliverance which he had already received.

To the chief musician upon the silent dove in distant places, [324] Michtam of David, when the Philistines took him in Gath.

The portion of history referred to in the title is recorded in 1 Samuel 21. Being driven from every hiding-place in which he had hitherto found safety, he fled to King Achish. He speaks here of having been apprehended; and that he was so, may be gathered from the inspired narrative, where Achish is represented as saying, "Lo, ye see the man is mad; wherefore, then, have ye brought him to me?" It is probable that they suspected him of some sinister design in the visit. He escaped upon that occasion by feigning madness; but this psalm proves that he must have been engaged in fervent supplication, and that faith was secretly in exercise even when he betrayed this weakness. He would not appear to have been under that inordinate agitation of mind, which instigates men to adopt methods of relief which are positively sinful; but in the desperate emergency to which he was reduced, he was compelled through fear to employ an artful device, which might save his life, although it would lower his dignity in the eyes of the world. If he lost the praise of magnanimity, it is at least apparent from this psalm, what a strenuous contest there was between faith and fear in his heart. The words, upon the silent dove, are supposed by some to have formed the commencement of a song well known at the time. Others have thought that David is here compared to a dove; and this conjecture is borne out by the propriety of the metaphor in his present circumstances, [325] especially as it is added, in distant places, for he had been driven to an enemy's country by the fury of his persecutors. The meaning which some have attached to the word, translating it a palace, is farfetched. I have already given my views of the term Michtam. [326] I would not pretend to say anything dogmatically on a point upon which even Hebrew interpreters are not agreed in opinion; but the probability is, that it was a particular kind of tune, or a musical instrument.Salmos 56:1 Tem misericórdia de mim, ó Deus, porque o homem procura ferir-me; e me oprime pelejando todo o dia.

Sl 56:1 Tem misericórdia de mim,

ó Deus,

porque o homem procura ferir-me;

e me oprime pelejando todo o dia.

Sl 56:2 Os que me espreitam

continuamente querem ferir-me;

e são muitos os que atrevidamente me combatem.

Sl 56:3 Em me vindo o temor,

hei de confiar em ti.

Sl 56:4 Em Deus,

cuja palavra eu exalto,

neste Deus

ponho a minha confiança

e nada temerei.

Que me pode fazer um mortal?

Sl 56:5 Todo o dia

torcem as minhas palavras;

os seus pensamentos

são todos contra mim para o mal.

Sl 56:6 Ajuntam-se,

escondem-se,

espionam os meus passos,

como aguardando a hora de me darem cabo da vida.

Sl 56:7 Dá-lhes a retribuição

segundo a sua iniqüidade.

Derriba os povos,

ó Deus, na tua ira!

Sl 56:8 Contaste os meus passos

quando sofri perseguições;

recolheste as minhas lágrimas no teu odre;

não estão elas inscritas no teu livro?

Sl 56:9 No dia em que eu te invocar,

baterão em retirada os meus inimigos;

bem sei isto:

que Deus é por mim.

Sl 56:10 Em Deus,

cuja palavra eu louvo,

no SENHOR,

cuja palavra eu louvo,

Sl 56:11 neste Deus

ponho a minha confiança

e nada temerei.

Que me pode fazer o homem?

Salmos 56:12 Os votos que fiz,

eu os manterei, ó Deus;

render-te-ei ações de graças.

Salmos 56:13 Pois da morte me livraste a alma,

sim,

livraste da queda os meus pés,

para que eu ande na presença de Deus,

 na luz da vida.

Com certeza as orações de Davi em forma de salmos o ajudava a enfrentar tantos momentos difíceis. Ele estava sempre certo de que no final iria prevalecer a vontade de Deus, assim vive a render graças e a declarar palavras de vitórias para ele mesmo.

p.s.: link da imagem original:

Contagem regressiva: Faltam 45 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 14/03/2013) e 455 dias para a Copa, sem álcool nos estádios....

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.