sexta-feira, 1 de março de 2013

Salmo 43: 1-6 - DESEJOS PELO SANTUÁRIO

Muito parecido com o salmo precedente, este salmo também de Davi começa com seu apelo à justiça de Deus. Davi tem uma causa e tem ela sido apresentada ao seu Deus, mas não entende porque ainda não foi julgada e por que ele está a sofrer tamanha perseguição contra ele.
Na sua mente, tudo o que fez, foi correto e somente trouxe alegrias a Saul. Ele também o respeitou em tudo e jamais quis afrontá-lo ou usurpar dele qualquer coisa, no entanto o que recebia em troca do bem, da justiça, do amor que lhe devotava, apenas perseguições, ódio cruel e ameaças de morte.
Ele conhece bem a Deus e sabe que ele responde suas orações por isso insiste em que Deus lhe faça alguma coisa e se aproxima de Deus clamando por justiça e pedindo socorro. Não eram os lamentos de Davi como lamúrias e queixas de morte como se ele fosse um desgraçado. Davi sabia que havia a graça de Deus nele.
Em nosso mundo não existem desgraçados por que todos nós temos recebidos de graça da graça de Deus que nos dá mais um dia de vida. Antes de se lamentar de sua sorte, faça como Davi fazia. Sendo perseguido e odiado injustamente, aproximava-se de seu Pai em inteira certeza de fé, crendo que logo ele julgaria a sua causa.
Calvino comenta isso muito bem em sua introdução abaixo deste Salmo.
Este salmo é muito semelhante ao precedente. Davi, que provavelmente foi o autor dele, sendo perseguido e expulsado de seu país pela injusta violência e tirania de seus inimigos, invoca a Deus para vingança e se encoraja a esperar pela restauração.
Sl 43:1 Faze-me justiça,
ó Deus,
e pleiteia a minha causa
contra a nação contenciosa;
livra-me
do homem fraudulento e injusto.
Sl 43:2 Pois tu és o Deus da minha fortaleza.
Por que me rejeitas?
Por que hei de andar eu lamentando
sob a opressão dos meus inimigos?
Sl 43:3 Envia a tua luz e a tua verdade,
para que me guiem
e me levem ao teu santo monte
e aos teus tabernáculos.
Sl 43:4 Então,
irei ao altar de Deus,
de Deus, que é a minha grande alegria;
ao som da harpa eu te louvarei,
ó Deus, Deus meu.
Sl 43:5 Por que estás abatida,
ó minha alma?
Por que te perturbas dentro de mim?
Espera em Deus,
pois ainda o louvarei,
a ele, meu auxílio e Deus meu.

Ele termina este salmo do mesmo jeito que terminou o salmo anterior com uma palavra de esperança para sua alma. Minha alma espera mais um pouquinho que ainda louvarei o Deus da graça que de graça nos dá de graça todas as coisas.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.