domingo, 24 de fevereiro de 2013

Salmo 38: 1-22 segmentado


Outro belo salmo de Davi em que sua queixa é bem forte e sua angústia aumentada por causa das aflições e perseguições de seu coração tanto internamente, por causa de seus pecados, quanto externamente por causa dos seus inimigos.
Como ele mesmo diz, ele está sendo perseguido pelo seu próprio Senhor, mas ao invés de endurecer o seu coração como é bem o nosso costume quanto somos advertidos e censurados pelo amor de nosso Deus, Davi se derrete diante de Deus como a cera diante do sol.
O Senhor que é rico em misericórdia e graça, recebe seus lamentos e queixas em forma de salmo que é cantado e orado no mais profundo de seu coração.  
Calvino na sua introdução sobre este salmo vai falar disso.
David, suffering under some severe and dangerous malady, as may be conjectured, acknowledges that he is chastened by the Lord, and entreats him to turn away his anger from him. In order the more effectually to induce God to have mercy upon him, he bewails before him the severity of his afflictions in a variety of particulars. These we shall consider separately, and in order.
A Psalm of David to bring to remembrance. [48]
The title of this psalm refers to its subject. Some suppose that it is the beginning of a common song, because in other psalms the beginning of the song, to the tune of which they were set, is commonly prefixed: but such an interpretation is unnatural, and without foundation. Instead of this, I rather think that the title indicates that David composed this psalm as a memorial for himself, as well as others, lest he should too soon forget the chastisement by which God had afflicted him. He knew how easily and speedily the chastisements with which God visits us, and which ought to serve as a means of instruction to us all our life, pass away from the mind. He was also mindful of his own high calling; for, as he was appointed master and teacher over the whole Church, it was necessary that whatever he had himself learned in particular by divine teaching should be made known, and appropriated to the use of all, that all might profit thereby. Thus we are admonished that it is a very profitable exercise often to recall to remembrance the chastisements with which God has afflicted us for our sins.
Sl 38:1 Não me repreendas,
SENHOR, na tua ira,
nem me castigues
no teu furor.
Sl 38:2 Cravam-se em mim as tuas setas,
e a tua mão recai sobre mim. Sl 38:3
Não há parte sã na minha carne,
por causa da tua indignação;
não há saúde nos meus ossos,
por causa do meu pecado.
Sl 38:4 Pois já se elevam acima de minha cabeça as minhas iniqüidades;
como fardos pesados,
excedem as minhas forças.
Sl 38:5 Tornam-se infectas e purulentas as minhas chagas,
por causa da minha loucura.
Sl 38:6 Sinto-me encurvado
e sobremodo abatido,
ando de luto o dia todo.
Sl 38:7 Ardem-me os lombos,
e não há parte sã na minha carne.
Sl 38:8 Estou aflito e mui quebrantado;
dou gemidos por efeito do desassossego do meu coração.
Sl 38:9 Na tua presença,
Senhor,
estão os meus desejos todos,
e a minha ansiedade não te é oculta.
Sl 38:10 Bate-me excitado o coração,
faltam-me as forças,
e a luz dos meus olhos,
essa mesma já não está comigo.
Sl 38:11 Os meus amigos e companheiros
afastam-se da minha praga,
e os meus parentes ficam de longe.
Sl 38:12 Armam ciladas contra mim
os que tramam tirar-me a vida;
os que me procuram fazer o mal
dizem coisas perniciosas
e imaginam engano todo o dia.
Sl 38:13 Mas eu,
como surdo,
não ouço
e, qual mudo,
não abro a boca.
Sl 38:14 Sou, com efeito,
como quem não ouve
e em cujos lábios não há réplica.
Sl 38:15 Pois em ti, SENHOR, espero;
tu me atenderás, Senhor, Deus meu.
Sl 38:16 Porque eu dizia:
Não suceda que se alegrem de mim
e contra mim se engrandeçam quando me resvala o pé.
Sl 38:17 Pois estou prestes a tropeçar;
a minha dor está sempre perante mim.
Sl 38:18 Confesso a minha iniqüidade;
suporto tristeza por causa do meu pecado.
Sl 38:19 Mas os meus inimigos
são vigorosos e fortes,
e são muitos os que sem causa me odeiam.
Sl 38:20 Da mesma sorte,
os que pagam o mal
pelo bem são meus adversários,
porque eu sigo o que é bom.
Sl 38:21 Não me desampares,
SENHOR;
Deus meu,
não te ausentes de mim.
Sl 38:22 Apressa-te em socorrer-me,
Senhor,
salvação minha.
Quando meditamos neste salmo podemos pensar a princípio que somente há lamentos e queixas e dores e um pedido de misericórdia final feito juntamente com um misto de esperança que não se sabe nem o quê nem o porquê de tais coisas. No entanto, não é assim. Temos aqui um homem segundo o coração de Deus que sabia o que fazia e por que fazia.
Seu pedido ao Senhor de socorro e pressa e para não desampara-lo reflete na sua alma o tamanho e a dificuldade que ele estava passando. Davi sabia, era um homem de fé, que Deus estava no controle de tudo.
p.s.: link da imagem original:
Contagem regressiva: Faltam 63 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 24/02/2013) e 473 dias para a Copa, sem álcool nos estádios....
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdetehttp://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.