domingo, 10 de fevereiro de 2013

Salmo 24: 1-10 - A VINDA DO REI DA GLÓRIA

Somos todos do Senhor e aqui estamos na terra que ele criou para compartilharmos os recursos que ele nos proporcionou. Que pena que nos tornamos tão egoístas e exploramos o que Deus nos dá de graça para obtermos vantagens juntos aos nossos irmãos, nosso próximo, que conosco habitam confiadamente.
Tudo pertence ao Senhor, a terra, o mundo, os que nele habitam, os mares e as correntes de águas. Cada um de nós estamos aqui por que Deus permitiu e não porque somos alguma coisa. A graça de Deus é tão boa que nos alcança em todos os lugares por onde andamos. Fico encantado com a natureza e como ela sustenta a criação de Deus.
Enquanto meditava neste salmo, eu estava em um acampamento evangélico, o do Bregildo[1], acampado junto com amigos e irmãos em Cristo, em sete barracas, próximo a um córrego que possui correnteza, tirolesa, árvores, animais... muitos insetos. Já tínhamos enfrentado chuvas, ventos, tínhamos feito churrasco, fogueira, brincamos com nossos colchões de ar que funcionaram como botes, cantamos e entoamos muitos louvores, comemos, bebemos e muito nos divertimos.
Os sons dos pássaros, da natureza, o sol que estava a todo vapor, muitos gritos e risos de brincadeiras de jovens, adultos e crianças. Tudo era tão perfeito! Glórias a Deus! Uma coisa boa ali é que logo na entrada se vê escrito uma advertência feita pelos administradores deste local de que é proibida a entrada de bebidas alcoólicas, o uso de carros de som exagerados e músicas não evangélicas.
É tão bom estarmos na natureza, melhor ainda adorarmos a Deus nessa natureza. E quem subirá ao monte do Senhor e haverá de permanecer no seu santo lugar? Se já é muito bom a natureza, apesar de corrompida pelo pecado, imaginem o monte do Senhor e o santo lugar? Amados, em nossa corrida junto ao prêmio de nossa soberana vocação, permaneçamos fieis, sem jamais desistirmos. A Deus toda a glória!
O que Calvino comentou em seus comentários, somente a parte introdutória?
Como Deus está relacionado com toda a humanidade como seu Criador e Governador, Davi, a partir desta consideração, magnifica o favor especial que Deus manifestou em relação aos filhos de Abraão, escolhendo-os para ser seu povo peculiar, de preferência ao resto da humanidade, e ao erguer seu santuário como sua casa para que ele pudesse habitar entre eles. Ele mostra, ao mesmo tempo, que, embora o santuário fosse aberto a todos os judeus, Deus não estava perto de todos eles, mas apenas para aqueles que o temeram e o cumprimentaram com sinceridade e que se purificaram das poluições da mundo, para se dedicar à santidade e à justiça. Além disso, como a graça de Deus se manifestava mais claramente depois que o templo foi construído, ele celebra essa graça em uma estirpe de poesia esplêndida, para encorajar os verdadeiros crentes com a maior perseverança no exercício de atendê-lo e honrá-lo.
Um salmo de David.
Sl 24:1 Ao SENHOR
pertence a terra
e tudo o que nela se contém,
o mundo
e os que nele habitam.
Sl 24:2 Fundou-a ele
sobre os mares
e sobre as correntes a estabeleceu.
Sl 24:3 Quem subirá
ao monte do SENHOR?
Quem há de permanecer
no seu santo lugar?
Sl 24:4 O que é limpo de mãos
e puro de coração,
que não entrega a sua alma à falsidade,
nem jura dolosamente.
Sl 24:5 Este obterá do SENHOR
a bênção
e a justiça do Deus da sua salvação.
Sl 24:6 Tal é a geração
dos que o buscam,
dos que buscam
a face do Deus de Jacó.
Sl 24:7 Levantai,
ó portas,
as vossas cabeças;
levantai-vos,
ó portais eternos,
para que entre o Rei da Glória.
Sl 24:8 Quem é o Rei da Glória?
O SENHOR,
forte e poderoso,
o SENHOR,
poderoso nas batalhas.
Sl 24:9 Levantai,
ó portas,
as vossas cabeças;
levantai-vos,
ó portais eternos,
para que entre o Rei da Glória.
Sl 24:10 Quem é esse Rei da Glória?
O SENHOR dos Exércitos,
ele é o Rei da Glória.
É o Senhor o Rei da Glória, o Senhor dos Exércitos. Portas e portais devem estar abertos, devem estar preparados para a entrada do Rei da Glória, o poderoso Senhor dos Exércitos.



[1] O autor se refere a um acampamento no carnaval de 2013.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.