sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Salmo 15: 1-5 - QUEM, SENHOR, HABITARÁ NO TEU TABERNÁCULO?

Mais um salmo de Davi e aqui ele fala dos habitantes, daqueles que irão morar no tabernáculo e no santo monte do Senhor. Obviamente que isso requer a presença de Deus onde habita o bem, a justiça e o amor.
Quem pratica a justiça é justo, assim como ele é o único justo. Quem anda no temor do Senhor fará isso tudo e muito mais. Não que em nós há a capacidade de cumprirmos a justiça que Deus requer, mas por causa de Cristo Jesus, o justo, somos justificados e preparados para toda boa obra.
Vejam o que nos diz as primeiras linhas do Comentário de Calvino sobre este lindo salmo de Davi:
Este salmo ensina-nos sobre em que condição Deus escolheu os judeus para ser seu povo, e colocou seu santuário no meio deles. Esta condição era que eles deveriam se mostrar serem pessoas peculiares e sagradas, conduzindo uma vida justa e correta.
Uma canção de David..
A pergunta de Davi é respondida a seguir por ele mesmo e ele passa a citar práticas que são deveres gerais de todos os homens que vivem junto com outros homens aos quais devemos respeitar por causa de nosso temor a Deus.

Sl 15:1 Quem,
SENHOR,
habitará no teu tabernáculo?
Quem
há de morar no teu santo monte?
Sl 15:2 O que vive com integridade,
e pratica a justiça,
e, de coração, fala a verdade;
Sl 15:3 o que não difama com sua língua,
não faz mal ao próximo,
nem lança injúria contra o seu vizinho;
Sl 15:4 o que, a seus olhos,
tem por desprezível ao réprobo,
mas honra aos que temem ao SENHOR;
o que jura com dano próprio
e não se retrata;
Sl 15:5 o que não empresta o seu dinheiro
com usura,
nem aceita suborno
contra o inocente.
Quem deste modo procede
não será jamais abalado.
Davi não está falando neste salmo 15 de ermitões, mas daqueles que vivem em sociedade e que juntos precisam conviver. O segredo da convivência está na tolerância, na paciência e no amor. Não somos todos iguais, nem podemos exigir de cada um que seja igual a nós mesmos, mas cada um de nós deve ser à imagem e à semelhança de Deus.
Se formos, poderemos conviver; se não, imperará o egoísmo, o orgulho, a vaidade que são exclusivistas: Provérbios 18:1 O solitário busca o seu próprio interesse e insurge-se contra a verdadeira sabedoria.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.