quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Salmo 6: 1-10 - SALMO DE LAMENTOS 1/7 – DAVI RECORRE À MISERICÓRDIA DE DEUS

Neste salmo Davi está sofrendo muito. Tudo indica ser por causa das consequências de seus pecados, independentemente se o que o persegue são inimigos ou doenças e enfermidades. O que impressiona é como Davi se volta para Deus em oração.
Ensina-nos Senhor a orar como Davi orou e aprenderemos!
Vejam o que nos diz as primeiras linhas do Comentário de Calvino sobre este lindo salmo de Davi:
Davi, afligido pelas mãos de Deus, reconhece que ele provocou a ira divina pelos seus pecados e, portanto, para obter alívio, ele pede perdão. Ao mesmo tempo, ele lamenta que, sendo tirado do mundo, ele seria privado de uma oportunidade de louvar a Deus. Então, tendo obtido confiança, ele comemora a graça de Deus e dirige seu discurso para seus inimigos, que triunfaram sobre suas calamidades.
Ao mestre de canto, com instrumentos de oito cordas. Salmo de Davi.
Na BEG, o seu comentário geral, diz: “o salmo é um lamento pessoal. Como acontece em muitos lamentos, no final o salmista expressou a sua confiança no Senhor. A motivação original para o salmo talvez tenha sido uma enfermidade – vs 2, 5 -. Esse salmo é um dos sete salmos penitenciais – junto com 32, 38, 51, 102, 130 e 143.
Ao final do salmo, enquanto lamentava sua dor e se queixava ao Senhor não como cobrando algo do Senhor, mas como aquela cera que se derrete diante do sol, de repente, por um momento, vem a palavra do Senhor ao seu coração e ele entende que já foi ouvido e atendido. Precisamos orar assim.
Sl 6:1. Senhor,
não me repreendas na tua ira,
nem me castigues no teu furor.
Sl 6:2. Tem compaixão de mim,
Senhor,
porque sou fraco;
sara-me,
Senhor,
porque os meus ossos estão perturbados.
Sl 6:3. Também a minha alma está muito perturbada;
mas tu, Senhor,
até quando?...
Sl 6:4. Volta-te,
Senhor,
livra a minha alma;
salva-me
por tua misericórdia.
Sl 6:5. Pois na morte não há lembrança de ti;
no Seol quem te louvará?
Sl 6:6. Estou cansado do meu gemido;
toda noite faço nadar em lágrimas a minha cama,
inundo com elas o meu leito.
Sl 6:7. Os meus olhos estão consumidos pela mágoa,
e enfraquecem por causa de todos os meus inimigos.
Sl 6:8. Apartai-vos de mim
todos os que praticais a iniquidade;
porque o Senhor
já ouviu a voz do meu pranto.
Sl 6:9. O Senhor
já ouviu a minha súplica,
o Senhor
aceita a minha oração.
Sl 6:10. Serão envergonhados
e grandemente perturbados
todos os meus inimigos;
tornarão atrás
e subitamente
serão envergonhados.
Esta mesma frase será dita pelo Senhor no julgamento: “Apartai-vos de mim todos os que praticais a iniquidade”. Aqui, neste salmo, Davi diz isso repentinamente enquanto apresentava suas ansiedades ao Senhor. Ato contínuo, ele entendeu que foi ouvido e, portanto, aceita a sua oração.
Mateus 7:23 Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade.
Mateus 25:41 Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.
Lucas 13:27 Mas ele vos dirá: Não sei donde vós sois; apartai-vos de mim, vós todos os que praticais iniquidades.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.