domingo, 27 de janeiro de 2013

Salmo 10: 1-18 O FIM DOS ÍMPIOS

Aqui Davi está indignado com a prosperidade do ímpio e de sua segurança e arrogância, pois mal nenhum parecem sofrer e ainda zombam de tudo e de todos os que têm em Deus a sua confiança.
Então Davi se lamenta, queixa, apresenta sua oração a Deus o comportamento deles pedindo a Deus que tenha misericórdia e que execute a justiça. Por que te conservas longe? É assim que às vezes nos sentimos quando estamos em aflição. Parece mesmo que o Senhor se ausentou e foi para bem longe, mas é justamente neste momento que ele nos carrega em seus braços fortes.
Vejam o que nos diz as primeiras linhas do Comentário de Calvino sobre este lindo salmo de Davi:
David aqui se queixa, em seu próprio nome, e em nome de todos os piedosos, sobre o fato de que a fraude, a extorsão, a crueldade, a violência e todo tipo de injustiça prevaleceu em todo o mundo. A causa que ele atribui por isso é que homens ímpios e perversos, intoxicados com a prosperidade, desprezaram todo o medo de Deus e pensam que podem fazer o que quiserem com impunidade.
Consequentemente, ele implora sinceramente a Deus que o ajude e que possa remediar suas desesperadas calamidades. No final, ele se consola e também ao resto dos fiéis com a esperança de obter a resposta no devido tempo.
Essa descrição representa, como no espelho, uma imagem viva de um estado de sociedade amplamente corrupto e desorganizado. Quando, portanto, vemos a iniquidade como um dilúvio, a estranheza de tal tentação não pode abalar a fé dos filhos de Deus e fazer com que eles caiam em desespero. Eles devem aprender a olhar para este espelho.
Ele tende a aliviar a tristeza, a considerar que nada nos acontece neste dia que a Igreja de Deus não experimentou nos dias antigos. Sim, sim, somos chamados a participar dos mesmos conflitos com os quais David e os outros santos patriarcas foram exercitados.
Mais adiante, os fiéis são admoestados a recorrer a Deus em um mundo tão confuso; Pois, a menos que estejam convencidos de que pertencem a Deus para socorrê-los, e para remediar tal situação, eles não ganharão nada se se entregarem a murmúrios confusos e a rasgarem o ar com seus gritos e queixas.
Nós temos de ter uma mente igual a de Davi que é um bom exemplo de homem pecador para nós, não por causa de seus erros ao cair nas tentações que caiu e que foram graves, mas na sua luta contra o seu pecado, contra todo mal e injustiça e na sua confiança em Deus.
Sl 10:1 Por que, SENHOR,
te conservas longe?
E te escondes nas horas de tribulação?
Sl 10:2 Com arrogância,
os ímpios perseguem o pobre;
sejam presas
das tramas que urdiram.
Sl 10:3 Pois o perverso
se gloria da cobiça de sua alma,
o avarento
maldiz o SENHOR
e blasfema contra ele.
Sl 10:4 O perverso,
na sua soberba,
não investiga;
que não há Deus
são todas as suas cogitações.
Sl 10:5 São prósperos
os seus caminhos em todo tempo;
muito acima e longe dele
estão os teus juízos;
quanto aos seus adversários,
ele a todos ridiculiza.
Sl 10:6 Pois diz lá no seu íntimo:
Jamais serei abalado;
de geração em geração,
nenhum mal me sobrevirá.
Sl 10:7 A boca,
ele a tem cheia
de maldição, enganos e opressão;
debaixo da língua,
insulto e iniquidade.
Sl 10:8 Põe-se de tocaia nas vilas,
trucida os inocentes nos lugares ocultos;
seus olhos espreitam o desamparado.
Sl 10:9 Está ele de emboscada,
como o leão na sua caverna;
está de emboscada
para enlaçar o pobre:
apanha-o
e, na sua rede,
o enleia.
Sl 10:10 Abaixa-se,
rasteja;
em seu poder,
lhe caem os necessitados.
Sl 10:11 Diz ele, no seu íntimo:
Deus se esqueceu,
virou o rosto
e não verá isto nunca.
Sl 10:12 Levanta-te, SENHOR!
Ó Deus, ergue a mão!
Não te esqueças dos pobres.
Sl 10:13 Por que razão
despreza o ímpio a Deus,
dizendo no seu íntimo
que Deus não se importa?
Sl 10:14 Tu, porém,
o tens visto,
porque atentas aos trabalhos e à dor,
para que os possas tomar em tuas mãos.
A ti se entrega
o desamparado;
tu tens sido
o defensor do órfão.
Sl 10:15 Quebranta
o braço do perverso e do malvado;
esquadrinha-lhes
a maldade,
até nada mais achares.
Sl 10:16 O SENHOR
é rei eterno:
da sua terra
somem-se as nações.
Sl 10:17 Tens ouvido,
SENHOR,
o desejo dos humildes;
tu lhes
fortalecerás o coração
e lhes acudirás,
Sl 10:18 para fazeres justiça
ao órfão
e ao oprimido,
a fim de que o homem,
que é da terra,
já não infunda terror.

Davi, apesar de tudo, era homem de oração que conhecia a Deus e que acreditava nele. Muitos de nós até conhecem a Deus, mas não creem nele; muitos de nós dizem que amam a Deus, mas não se importam com ele. Podemos perceber em seus escritos, principalmente em Salmos, que Davi respirava o Espírito Santo!
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – 
http://www.jamaisdesista.com.br

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.