segunda-feira, 30 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 132/365

Minha LBH: Li até o capítulo 27 de 2 Crônicas e no livro NÃO ERA PARA SER ASSIM – Um resumo da dinâmica e natureza do pecado, de Cornelius Platinga Jr, ed. Cultura Cristã, avancei para a página 105/204. As Institutas de João calvino, parte III, apenas iniciei. Amanhã, no caminho de meu trabalho, no meu UNO, irei ouvir bastante.

 

Hoje, 30/11/2009, é comemorado o dia do evangélico no Distrito Federal. Eu, sinceramente, apesar de ser evangélico não acho boa essa idéia, pois abre precedentes justos para outras crenças pleitearem o mesmo. Também não concordo com certos feriados católicos em nosso país que nos obrigam a, indiretamente, uma certa veneração a outros deuses estranhos. Eu sou a favor do estado laico. O Estado não tem de ter religião oficial.

 

Ontem, o Pr. Raimundo pregou novamente sobre a humildade. Ele disse que a humildade não é uma virtude, mas a mãe de todas as virtudes. Interessante. Humildade! Primeiro fez uma apresentação de Deus como ser supremo e maioral que governa e administra todas as coisas. É o Deus soberano, sábio e bom.

 

Depois falou do homem e procurou demonstrar de todos os modos que o homem é vaso. Não existe excelência no vaso. Todo vaso é oco e se destina a conter algo. Todo vaso que estiver cheio, não poderá conter mais nada. Vaso vazio é vaso útil; vaso cheio é vaso inútil. A excelência do poder pertence a Deus, sempre; nunca, nunca estará no vaso. O homem que Deus procura. O homem que para Deus é útil é o homem vaso, mas vaso vazio. Somente seremos úteis a Deus e ao seu Reino e à sua Justiça, se formos vasos, vasos vazios.

 

O vaso nada pode demonstrar nem ter sem que tenha recebido. O homem foi criado unicamente para a glória de Deus. Eu sou vaso. Vaso vazio é vaso útil. Vaso cheio, não serve. Vaso cheio é vaso inútil. A humildade diz que eu sou vaso. Somente sirvo para servir se eu for vaso, vaso vazio. Vaso vazio. Deus enche o vaso vazio. A excelência do poder agora é de Deus, sempre foi, sempre será. Eu continuarei vaso. Eu continuarei vazio para continuar útil. É Deus quem continua a encher o vaso. Vaso cheio é vaso de Deus. O óleo jamais irá faltar na botija (2 Re 4: 1-7) enquanto houver botija, botija vazia, vazia para ser cheia. Botija ou vaso, não importa, tem de estar vazio. Vaso vazio, humildade. Vaso vazio, vaso útil. Vaso útil, vaso de Deus! Aleluias! Glórias a Deus!

 

Como vaso que irá pregar a palavra de Deus em um púlpito ou em alguma tribuna ou em algum local qualquer, eu não tenho de pregar bem, nem mal (eu não fui chamado para pregar nem bem, nem mal); eu não tenho de pregar de forma agradável, nem desagradável. Eu simplesmente tenho de ser vaso, vaso vazio. O recado, a palavra não é do vaso, do vaso vazio, mas de Deus, do dono do vaso. É Deus que usando o vaso, o vaso vazio transmite o seu recado. Se eu não for, vaso, vaso vazio, eu não serei usado, mas um abusado. Deixe Deus te urar vaso, vaso de Deus!

 

A Deus toda a glória.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.