segunda-feira, 2 de novembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 104/365

Minha LBH vai até I Re 19. Aleluias! Hoje é mais um dia que o Senhor nos fez: alegremo-nos nele! Será que temos motivos para nos alegrarmos nele? Sim, temos! Por pior que seja a nossa situação, no momento, nós podemos nos alegrar nele. Se não fosse assim, Deus não nos teria dito em Fp 4:4 "alegrai-vos no ;senhor, outra vez digo, alegrai-vos". A alegria é um sinal de que você confia nele, no Senhor.

 

Dos 104 versículos constantes da carta de Filipenses, 14 deles há a palavra alegria ou gozo ou regozijo. É quase um apelo do Espírito Santo por meio de Paulo que, naquele momento, estava preso em Roma com cadeias. Como pode um homem privado de sua liberdade, em cadeias, falar de alegria e nos exortar assim? É por que o apóstolo Paulo conhecia em quem ele estava crendo e sabia em quem a sua vida esta depositada.

 

Nossa vida, meus irmãos, está nas mãos de Deus e dele ninguém pode tirar. Isso não é bom? Se ele tem você nas palmas de sua mão e te dá todos os dias o fôlego de vida, refeição para te alimentares e descanso para o teu corpo, além de muitas outras dádivas, porque te angustia e te sobem dúvidas ao teu coração sobre o amor de Deus por você? Não temas! Deus não tem prazer no teu sofrimento. Ele não permite que as circunstâncias a que está sujeito sejam para te ferir, te causar dano ou  te machucar.

 

Existem diversos motivos para nos desesperarmos e nos angustiarmos nessa nossa vida moderna. Se não temos Deus em nossa vida ou se ele é, como disse meu ex-chefe de Auditoria nos Correios "... uma peça descartável no processo...", sim, teremos então motivos de sobra para nos desesperarmos e, de todas as nossas forças e sem escrúpulos, buscarmos qualquer tipo de ajuda, inclusive fazendo uso da mentira, da violência, do engano, da falsidade, do medo, da ameaça, da chantagem.

 

Quem não tem Deus em sua vida ou ele parece sempre distante e desinteressado, facilmente entra no desespero, na angústia e para sair da situação complicada comete loucuras ou se não, facilmente é presa de doenças modernas como o stress, a depressão e a angústia.

 

Deus está vivo! Aliás , ele é o único que podemos dizer que vive, pois nós somente temos vida por causa da vida dele, de Deus. Não temos vida própria indepentente de Deus. Não dá para colocarmos Deus em um lado e nós no outro e separarmos as coisas. Não podemos nós subsistirmos sem ele. Sem Deus nada do que existe, existe, pois é ele quem dá, por sua graça, amor e bondade, vida e sentido a todas as coisas. Deus não é nem jamais foi ou será uma peça descartável em qualquer que seja o processo considerado, pelo contrário, sempre ativo.

 

Embora não possamos ser nem existir sem Deus, não vamos confundir as coisas pensando que somos Deus. Deus, sim, pode e tem vida independente, pois é auto-suficiente,  a si mesmo se basta, é completo e perfeito em tudo o que faz e permite. Nós não podemos ter vida sem Deus, mas não somos Deus. Ao nos criarmos à sua imagem e à sua semelhança, ele nos fez especiais e capazes de refletirmos a sua glória. O homem não foi criado para viver triste e derrotado por problemas, mas para se alegrar no Senhor. Alegrai-vos, outra vez digo, alegrai-vos, alegrai-vos no Senhor, alegrai-vos!

 

A alegria é, junto com mais outros 8, fruto do Espírito Santo.

 

Estar alegre é saber que Deus está no comando de tudo. É o grande administrador da vida e de todas as coisas. Ontem achei emgraçado a preocupação dos cientistas com relação ao clima na terra e a temperatura do sol que se aumentar um, dois ou três graus a mais, o nível das águas do oceano irá subir uns metros e isso seria catastrófico. Quem disse que Deus precisa agora, nos tempos modernos, do homem para manter a vida e as condições de sua existência? Encerro aqui a meditação de hoje. A Deus toda a glória. Amém!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.