quinta-feira, 24 de setembro de 2009

365 dias de propósito! Dia 65/365

A LB de hoje: até Js 4:24. Por uns instantes eu parei para refletir na vida destes gigantes homens de Deus que a Bíblia cita de uma forma tão natural sem aquele zelo de preservar a imagem destes homens para serem exemplos de pessoas que jamais erram, mas não, ela faz questão de ressaltar que eles são como nós sujeitos as mesmas falhas.
 
Por exemplo, Abraão, o pai da fé, não vacilou ao aceitar a proposta de sua mulher para ter um filho com sua serva Agar? E Moisés que falava com Deus face-a-face e que teve revelações profundas não vacilou e perdeu a paciência esquecendo-se de glorificar ao Senhor quando bateu na Rocha duas vezes para que saísse água da rocha para o povo que estava sedento? E Josué que vacilou não consultando ao Senhor e por isso caiu no conto dos Gibeões e com eles fizeram aliança coisa essa que Deus não queria? E Davi que se deixou se enlaçar pela beleza de Bete-Saba e acabou cometendo não somente o adultério, mas também o assassinato de seu mario Urias?
 
Poderia citar mais nomes, exemplos, mas estes já bastam para provar, entre outras coisas, 2 fatos, primeiro, que nós somos “totalmente dependentes” de Deus e que, por mais que nos esforcemos, poucos ou raros de nós seremos como José ou como Daniel e tantos outros que não deixaram exemplos de queda em suas vidas; segundo, que Deus é aquele Deus bom que perdoa as nossas falhas e nos dá novas chances de prosseguir sempre avante, no entanto, as conseqüências de nossos pecados sempre nos acharão!
 
Há pouco tempo recebi um email de um palestrante não sei se chinês, coreano ou japonês que está fazendo o maior sucesso no mundo e que, por muitos, está sendo considerado maior que o próprio Sigmund Freud. Ao ler suas frases objetivas e precisas com recados claros, confesso que a primeira vista fiquei encantado e gostei muito. Até iniciei uma tímida distribuição dos seus escritos entre alguns amigos prometendo que faria ainda uma investigação melhor antes de coloca-lo em meu blog. Um de meus amigos, o Pr. Nelsinho examinou o assunto e disse:
 
Prezados de Cristo, graça e paz! Blogar?!? Cuidado... "Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo "como" leão, e procurando a quem possa tragar..." (I Pe 5.8). Não quero ser extremista, mas pesquisei e vi que esse camarada têm sutis tendências budistas/espíritas! No site dele eu vi que no campo "currículum" ele menciona que tem como um de seus ídolos: Dalai-lama, e no campo "link" tem um item direcionando para a LBV (Legião da Boa Vontade - do Paiva Neto). Caso queiram confirmar, segue: http://www.tiba.com.br. A Bíblia tbm diz: "pelo fruto é que se conhece a árvore..." - Mt 7.16. Então, partindo daí, apesar da sensatez de seus ensinamentos, no fundo tbm difundem tendências "espiritualistas e orientais"... Assim como tbm existem coisas que parecem, mas não são (Como por exemplo o diabo... que ruge "como" Leão, mas não o é - DENOREX)!! Por isso, da nossa parte, cuidado com a difusão dos ensinamentos dele! Sugiro pesquisa a bons escritores evangélicos desse tema! Em Cristo, Nelsinho
 
Quem é que querendo conquistar pessoas irá dizer barbaridades ou coisas insensatas? A verdade sempre será verdade mesmo que esteja na boca de um mentiroso. Portanto falar bem, macio, sensata e logicamente não é suficiente para atestar se aquela pessoa está servindo a Deus ou ao Diabo. A verdade pertence a Deus, assim como a ciência, o conhecimento, o mundo (os céus e a terra) e tudo o que neles há. Assim se eu estou falando a verdade e usando a ciência para a edificação e construindo coisas boas, eu estou sendo instrumento de Deus. Apenas estou sendo seu instrumento não sou eu a verdade. E que mal há nisso, você poderia me perguntar?
 
Bem, quando eu sustento de todas as formas que o bem e o mal são forças antagônicas que não existem independentes uma da outra e que necessitam se equilibrar, eu estou, implicitamente, dizendo “não há Deus” (“disse o néscio em seu coração: não há Deus” – Sl 53:1). Deus, o Deus em que creio é soberano. Deus está acima do mal e do bem. Sabem por que Deus não pode ser tentado pelo mal? Lembram-se de John Owen? Aquele que se sente atraído pelo pecado já entrou em tentação; não caiu ainda, mas já entrou em tentação. O passo seguinte e lógico, se ele não escapar, será o cair, pecar e o pecado gerará a morte e etc... Deus nunca irá pecar porque não pode nem nunca será atraído pelo mal. Deus está acima de todas essas coisas. Deus também é bom. Se pudéssemos personificar a bondade, sabem qual seria o seu nome? Isso mesmo: Deus! Somente Deus é bom!
 
Assim, falar a verdade e ser instrumento de Deus, em um dado momento, todo nós podemos, mas isso não prova que eu sou de Deus ou que eu aprovo a idéia escriturística acerca de Deus. Pense nisso e “Amados, não creiais a todo espírito...” (I Jo 4:1). A glória somente a Deus pertence.
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.