sábado, 22 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 16 - Faltam 553 dias para 26/04/13 e 964 dias para a Copa

Antes de tudo, meus parabéns ao Ministério Batista Ebenézer, da Igreja Batista Ebenézer, liderada pelo servo de Deus, Pr. Jeová de Aquino, que faz hoje seus 18 anos de existência e que já conta com 22 igrejas constituídas, mais duas prestes a nascer e em franco crescimento. Deus abençoe a todos!

Os egípcios humilhados e derrotados, totalmente destruídos por um "povinho que era escravo e queria um Deus estranho e único e verdadeiro" não suportaram tamanha afronta e acharam ter feito mal deixando o povo hebreu ir embora e assim, loucamente, sem reconhecerem o temor a Deus, num ato de puro orgulho e vaidade, já se esqueceram das 10 pragas, saem com fúria a perseguirem Israel.

O raciocínio era muito simples: eles não tinham carros de guerra e saíram a pé caminho do deserto, assim logo alcançaríamos e o derrotaríamos e assim saíram. Israel avista o povo egípcio em seu encalce e começa o murmúrio entre eles e vão para cima de seu líder que os conduzia buscando nele uma saída.

Era impossível uma saída naquela situação. Adiante deles o mar vermelho. Atrás deles o exército de Faraó todo equipado. Era o fim! Teriam de voltar a ser escravos e temeram muito. Quantas vezes, em nossas vidas, não estamos na mesma situação e a saída não existe e a lógica e a razão apontam o caminho mais provável: o fim?

Você já esteve sem saída alguma diante do inimigo? E agora? Moisés ficou aterrado e o que fez? Nada! Nadinha de novo. Não havia nada ao alcance daquele grande homem de Deus que pudesse ser feito a não ser buscar uma saída com aquele que os conduzia no deserto e que os fez seguir aquele caminho e que os tirou do Egito com mão forte, o grande Eu Sou que lhe apareceu no deserto, na sarça ardente. Moisés foi clamar ao Senhor!

Aqui eu vejo porque Moisés foi um grande homem. Ele sabia a quem servia e de quem era servo. Isso faz uma diferença enorme em qualquer um de nós que estamos habitando a terra. Moisés não estava só e entregue ao acaso, pois conhecia o Senhor que toma conta de todos os casos. Na hora de nosso desespero e situação como a que o povo hebreu estava enfrentando, nós sabemos a quem estamos servindo e quem está nos dirigindo?

Moisés sabia e isso fez tamanha diferença que logo, logo, uma saída, de onde não havia saída, haveria de surgir e, com ânimo, diz ao povo que já desfalecia:

Êxodo 14:13 Moisés, porém, respondeu ao povo: Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do SENHOR que, hoje, vos fará; porque os egípcios, que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver. Êxodo 14:14 O SENHOR pelejará por vós, e vós vos calareis.

Quando se achega ao Senhor, o Senhor ainda lhe dá uma bronca como se esperasse mais de seu servo Moisés: Êxodo 14:15 Disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.

Quem anda com Deus deve ser como Moisés, como Abraão, como Davi, como José e tantos outros. Primeiro, que nunca estarão sozinhos em suas caminhadas que, diga de propósito, nem é sua própria, mas daquele que disse "vá!". Tais homens sempre reconheceram ao Senhor por onde andaram. Continuarei depois.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 15 - Faltam 554 dias para 26/04/13 e 965 dias para a Copa

O ritual das pragas era mais ou menos assim: Deus anunciava a praga a Moisés que anunciava a Faraó sempre acompanhada com o discurso de que Faraó deveria deixar os israelitas, mas sempre Faraó tinha seu coração endurecido e não atendia a Moisés e por conta disso, a praga assolava o Egito, destruindo-o aos poucos.
Quem mandava as pragas era Deus, quem ordenava as pragas era Deus, quem escolhia as pragas era Deus, Moisés somente obedecia ao Senhor e fazia o seu papel, junto com Arão seu irmão diante de Faraó. Cada uma daquelas pragas tinha um endereço certo e visava afrontar cada uma daquelas divindades egípcias. Uma a uma eram humilhadas e expostas à ignomínia.
O efeito sobre os egípcios era de que os seus deuses não eram de fato deuses e sobre o povo de Israel trazia-lhes libertação daqueles deuses que estiveram expostos por longo tempo. Só o Senhor é Deus. As pragas eram tão aterradoras e faladas entre os povos que os israelitas já estavam completamente aceitando a Moisés que no início tiveram dificuldades.
A palavra de Moisés não era a palavra de Moisés, mas as palavras de Jeová, do “Eu Sou”, que anunciadas previamente tinham o seu cumprimento fiel. Isso exaltava a Moisés e era o atesto de Deus de que Deus o escolhera para fazer a sua obra no Egito.
Depois de tanto cansaço de tantas pragas agora seria realizada a última, a mais terrível delas pois afetava o deus Faraó, pois mataria os seus primogênitos, todos eles, inclusive dos animais. Somente escapariam os hebreus, desde que obedecessem as instruções de Moisés, isto é de Deus. Foi instituída a páscoa. Um cordeiro deveria ser morto e seu sangue ser passado nos umbrais das portas de cada casa dos hebreus para que o anjo da morte não ferisse também os israelitas.
A refeição da páscoa deveria ser comida às pressas, pois Deus ali, na décima praga, iria tirar os hebreus do jugo dos egípcios, mas o povo não iria sair de mãos vazias. Assim, cada família recebeu das famílias dos egípcios ouro, prata, bens. Foi um saqueamento consentido por parte dos egípcios, pois os deixaram sair e ainda levarem os despojos, como numa guerra.
Deus então tira o povo do Egito pelas mãos de Moisés e Arão e os conduzem para Canaã, mas entre a escravidão e a libertação, havia um deserto. Tanta coisa aconteceu naquele deserto! O povo, então, sai vitorioso, triunfante com o Egito desfalcado, destruído, humilhado, saqueado. Faraó se desperta e resolve ainda perseguir o povo hebreu para os destruir e os levarem de volta cativos.
Não temeram ao Senhor! Não temeram porque Deus quis destruir de vez aquele exército, junto com Faraó. Fica para amanhã...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 14 - Faltam 555 dias para 26/04/13 e 966 dias para a Copa

Novamente pergunto: o que fez e quem foi Moisés na libertação do povo hebreu do Egito? Lembremos que o povo estava sendo oprimido e clamava a Deus por livramento. A linhagem messiânica estava ali e Deus tinha nisso um particular interesse e promessa.
A iniciativa de libertar o povo do jugo do Egito nunca foi de Moisés mas de Deus! Foi Deus quem levou o povo para o Egito e o sustentou em Gozén. Foi Deus que levantou Moisés e o fez conhecer tudo do Egito. Foi Deus quem chamou a Moisés por meio de uma maravilha de um fogo que não se consumia que chamou a atenção de Moisés para aquela coisa estranha.
Como pode um fogo que nunca consome a sarça? Que mistério é este? Eu fico imaginando um pouco de senso de humor em Deus em tudo o que ele faz. Fogo consome tudo e como pode um fogo que não consome? É Deus se manifestando dizendo que é ele o Criador e que tem controle sobre tudo.
Deus interfere agora na vida de Moisés e quando este está com seus 80 anos de idade. Moisés quis sair fora e sugerir a Deus que buscasse outro e se encheu de evasivas. Há 40 anos ele era bem ao contrário e se antecipou a Deus querendo ir libertar o seu povo. Não, não, não Senhor envia outro que há de ir, menos eu. Eu não quero.
Como é o chamado de Deus na nossa vida? Não há regras gerais, Deus chama cada um conforme a psicologia de cada um. Com Moisés Deus o chamou daquela maneira e ele acabou, com relutância, aceitando, mas conseguiu um parceiro, seu irmão, Arão, que iria com ele até a Faraó para falar o que Deus queria que falasse, para dizer o que Deus queria dizer, para retirar o povo do jeito que Deus queria fazer.
O método foi totalmente de Deus e todas as falas e discursos e previsões de resultados da reação de Faraó foram preditas por Deus a Moisés. Tudo estava no controle absoluto de Deus. Moisés se deleitava em cumprir e obedecer a Deus.
Quando somos chamados por Deus para fazermos as obras de Deus, somos instrumentos de Deus e as ações, com certeza, serão feitas, planejadas de acordo com os padrões de Deus. Engana-se quem acha que a obra de Deus é feita com métodos e inteligências humanas. As estratégias de Deus, sim, de fato, são inteligentes e metódicas, mas não glorificam ao homem e sim a Deus.
A glória de Deus é de Deus e não do homem que é instrumento apenas nas mãos de Deus. Eu pergunto o que fez Moisés até aqui se não obedecer e fazer exatamente o que Deus comandava? Cada praga de Deus enviada tinha um endereço certo e cada deus daqueles do Egito eram humilhados, um a um. O povo hebreu que estava acostumado com aquelas cerimônias egípcias, agora viam que tudo aquilo não poderia livrá-los.
Amanhã...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 13 - Faltam 556 dias para 26/04/13 e 967 dias para a Copa

O que fez e quem foi Moisés na libertação do povo hebreu do Egito? O povo estava sendo oprimido e clamava a Deus por livramento. A linhagem messiânica estava ali, provavelmente, com Arão ou Anri que depois gerou Admim, Aminadabe, Naasson, Salá, o trisavô de Davi!
Faraó queria eliminar as crianças hebréias e deu ordens para as parteiras, mas esta temeram a Deus e não cumpriram suas ordens demoníacas. Ele se ira ainda mais e ordena que se matem os meninos que venham a nascer, mas Moisés foi poupado e lançado no rio, dentro de um cesto. Qual seria a lógica disso? O fim daquela criança! No entanto, Deus estava no governo daquela situação e fez com as águas levassem a criança para a filha de Faraó que se encantou com o bebê formoso.
Sua irmã, Mirian, esperta que só, que acompanhava o cesto com Moisés dentro dele, aproxima-se da filha de Faraó, vê o seu interesse pela criança e lhe propõe arrumar uma mãe de leite hebréia para aquela criança formosa. A filha de Faraó gosta de sua sugestão e lhe dá as ordens e a criança que iria parar nos braços da morte, vai parar aonde? Nos braços da sua própria mãe que o gerou. E não somente isso, mas começou a receber salário por isso. Aleluias! Que Deus maravilhoso!
Deus controla tudo e todos. Por que desesperamos tanto e nos perdemos? Por que duvidamos de Deus? Por que somos tão fracos na fé? Ah  que vergonha de minha falta de fé, incredulidade, dúvidas, medos, inseguranças e imprecações que soltamos desenfreadamente quando estamos em estado de luta e dor?
Moisés agora é filho da filha de Faraó e recebe educação e treinamento egípcios da mais alta qualidade. Cresce, se torna homem e quando tinha 40 anos bem vividos, sente o chamado de Deus e vai em toda a sua força querendo fazer justiça com seu povo e libertá-los, mas,... mas, é incrível como Deus faz as suas coisas do seu jeito e não do nosso ou como pensamos, nada dá certo e Moisés fica sem alternativa e foge do Egito depois de assassinar um egípcio em defesa dos hebreus.
Eu sinto tanto a vontade de fazer a obra de Deus! Mas devo aprender com Moisés e com muitos outros homens de Deus que tiveram que esperar o tempo de Deus. Deus não quer, parece-me, a nossa força, a nossa obra, mas a nossa fé, obediência, mansidão. Sem fé e sem mansidão e obediência, do que nos vale a nossa força ou a força de nossos cavalos e armas de guerra?
A nossa força e obra são, sim, importantes, mas debaixo da fé, da obediência e do temor a Deus. Moisés então passa mais 40 anos e agora com 80, creio, deveria estar pensando que sua vida estaria chegando ao final e já começa, quem sabe, a viver a sua aposentadoria. Ele tinha saído do Egito e tinha abandonado seu povo, mas em seu coração havia ainda uma certa esperança.
A iniciativa de libertar o povo do jugo do Egito nunca foi de Moisés mas de Deus... amanhã, certo?
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

terça-feira, 18 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 12 - Faltam 557 dias para 26/04/13 e 968 dias para a Copa

Abraão gerou Isaque de Sara que gerou Esaú e Jacó de Rebeca. Jacó após enganar a seu pai Isaque e receber a bênção no lugar de seu irmão, por orientação da mãe, foge para Padã-Arã, à casa de Labão, filho de Betuel, o arameu, irmão de Rebeca, mãe de Jacó e de Esaú. Compare com Gênesis 25:20 era Isaque de quarenta anos, quando tomou por esposa a Rebeca, filha de Betuel, o arameu de Padã-Arã, e irmã de Labão, o arameu.
Deus deu a Isaque, por mulher, a filha de Betuel, o arameu, de Padã-Arã. Labão era irmão de Rebeca. Deus também deu a Jacó, por mulher, Raquel, filha de Labão, neta de Betuel, o arameu. A esposa de Jacó era sobrinha da mãe de Jacó, portanto sua prima. Tudo em família. É de se refletir a importância deste arameu, Betuel, que acabou gerando duas esposas que foram as mães dos descendentes de Deus.
Quem sabe, numa outra oportunidade, não venhamos a estudar um pouco mais dessa família e desse povo arameu. Se não me falhe a memória a língua aramaica vem deles. Jacó então se encanta com Raquel, mas seu primogênito vem de Lia, sua irmã. Foi uma luta conseguir filhos com Raquel e, novamente, a batalha de oração do esposo pela esposa que também era estéril.
Novamente Deus dizendo para nós que é ele quem controla todas as coisas e que governa com seu poder e força e faz do seu jeito. Depois de muita luta, Raquel concebeu, mas a escolha de Deus não caiu sobre os filhos de Raquel, mas sobre o quarto filho de Lia: Judá! De Raquel, veio aquele que iria ser levantado por Deus para preparar o povo para ir passar um tempinho no Egito. José era seu nome. A história de José é linda e ocupa boa parte de Gênesis e ela mostra a providência de Deus cuidando de seu povo, no entanto não irei me aprofundar ou comentar algo a mais.
A história se desenvolve e o povo depois de uma fome terrível vai parar no Egito. Jacó então vai para o Egito com os seus descendentes. Exodus 1:5 diz que os que descenderam de Jacó que foram para o Egito foram 70, Atos 7:14 fala que foram 75 pessoas ao todo, mas eu não sei ao certo quantas pessoas fora para o Egito. Na verdade, nem me aprofundei na pesquisa. Uma coisa é certa: eles eram mais do que 70 e foram habitar na terra do Egito, na região de Gósen.
Ali, naquela terra, Deus permitiu o crescimento populacional de seu povo que começou a ameaçar os egípcios e tiveram medo. Razão pela qual articularam oprimirem o povo para evitar que crescessem ainda mais, mas o resultado foi o contrário do planejado e então houve a ordem para eliminar as crianças hebréias. Nessa época, Deus levanta um homem, Moisés.
E a linhagem messiânica? Nós tínhamos chegado em Jacó, Judá e entramos na história do povo hebreu no Egito. Sem entrar em detalhes, e há muitas histórias interessantes e mensagens a pesquisar e estudar, depois de Judá, teremos, Péres, Esrom, Arão ou Arni, Admim, Aminadabe, Naasson. Foram contemporâneos de Moisés, provavelmente, Arão, Admim, Aminadabe, Naasson e talvez Salá, o trisavô de Davi!
A história da libertação do povo hebreu do Egito é muito engraçada. Deus fez tudo, tudo... Amanhã,  prosseguiremos...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 11 - Faltam 558 dias para 26/04/13 e 969 dias para a Copa

De Isaque e Rebeca vem Jacó e Esaú, ou, na ordem, Esaú e Jacó. No entanto, não foi nada fácil. Rebeca era estéril e Isaque teve de pagar o preço em oração para que Deus a tornasse fértil. Gênesis 25:21 Isaque orou ao SENHOR por sua mulher, porque ela era estéril; e o SENHOR lhe ouviu as orações, e Rebeca, sua mulher, concebeu. Novamente parecia que a semente da mulher não iria nascer ou que estava muito comprometida. Que luta!
Nova espera para que se cumpra a palavra da promessa. Sara era estéril, Rebeca estéril e até, futuramente, a Raquel, veremos isso em breve, será estéril e todas elas foram as mães dos descendentes que nos levaram até a semente, Cristo. Nisso o Espírito Santo está falando, ou mesmo gritando, que é dele que vem a bênção e não do homem, nem de seu esforço.
Nasce então dois, os gêmeos, e em seu ventre, Rebeca testemunha a luta deles. Esaú vem primeiro, mas no seu calcanhar, Jacó. Deus amou a Jacó e desprezou a Esaú. No devido tempo, Esaú rejeita a sua primogenitura e a vende ao astuto Jacó por um simples prato de lentilha por que estava com fome.
Satanás fica oferecendo assim muitos pratos de lentilha para nós e nós estamos aceitando trocar as bênçãos de Deus por um prato que somente satisfaz ali, na hora. Esaú se entristeceu e com lágrimas buscou a cura, mas não a encontrou, por que não achou lugar para arrependimento em seu coração tomado pelo engano do pecado.
No livro que estou lendo atualmente, A ESPIRAL HERMENÊUTICA – uma nova abordagem à interpretação bíblica, de Grant R. Osborne, ed. Vida Nova, pg 131, encontrei uma explicação interessante apontando a diferenciação entre os termos arrependimento, remorso e conversão. Vou tentar reproduzir:
Arrependimento: é originário de um mau comportamento, mais o sentimento de tristeza por isso, mais uma mudança de comportamento.
Remorso: é originário de um mau comportamento, mais o sentimento de tristeza por isso. (Não há uma mudança de comportamento, conseqüente).
Conversão: é originário por causa de um mau comportamento, mais uma mudança de comportamento. (Não há sentimento de tristeza presente).
Esaú, como Judas q      eu traiu a Jesus, apenas sentiram remorso e não se arrependeram. Devemos cuidar de nossos corações para que o peso do pecado não nos engane e nos afaste da simplicidade do evangelho fazendo com que sintamos remorsos e não arrependimento.
Esaú nos tempos atuais correspondem ao povo do Líbano que está em conflito com Israel pela Palestina? É incrível como até hoje Esaú persegue Israel e como eles não se entendem, apesar do pai comum, Isaque. O livro do profeta Obadias fala de profecias terríveis envolvendo Esaú...
Voltando à linhagem messiânica, vamos para Jacó que depois de enganar a Isaque recebe a bênção da primogenitura e foge de sua terra para ir para uma terra onde Deus está preparando a Raquel para ser a mãe do herdeiro que continuará a propagar a semente que esmagará a cabeça da serpente.
Com tudo isso, ainda estamos adorando outros deuses, lamentavelmente... Amanhã,  prosseguiremos...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

TERAPIA DO ELOGIO !!!

Realmente, criticamos tanto, tanto, que esquecemos de elogiar, incentivar, amar....

domingo, 16 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 10 - Faltam 559 dias para 26/04/13 e 970 dias para a Copa

Estamos há alguns dias navegando na nossa história, na história contada pelo Espírito Santo que está na Bíblia. Começamos com a criação e entramos na queda, onde estamos atualmente. No entanto, já demos, rapidamente, uma passada pela redenção e também pela consumação, mas o foco atual é o da queda.
Reparem que na história é sempre Deus agindo. Como é que dizem que Deus não interfere e que criou tudo o que neles há e nos deixou escravos de suas leis? Até aqui eu vejo sempre Deus agindo, criando, interferindo, executando o juízo, salvando. Ele escolheu Abraão e não Abraão que o escolheu. Ele fez alianças com Noé, com Abraão e lhe fez promessas de que a sua descendência seria inúmera, como já vimos acima em outras postagens.
O que fez Abraão? Creu! Ele creu e isso lhe foi imputado como justiça, mas há algo mais que ele fez, juntamente com a Sara. Como a promessa estava tardando, não tiveram paciência e cometeram um ato que não deveria ocorrer. Sara mesmo propõe a ele que se aposse de Hagar e com ela tenha um filho. Abraão cede.
Eva também cometeu aquele ato que resultou na queda e Adão também cedeu. Isso me fez lembrar  ainda de Jó e do conselho de sua mulher, mas que Jó não cedeu e foi vitorioso. Todo conselho contra a palavra de Deus, mesmo que vindo da mulher que mais amamos e honramos, não pode ser seguido. Agora é Abraão que tem um filho com Hagar e nasce Ismael, o pai hoje dos árabes. Deus adverte ele que esse não será o herdeiro, mas que também será abençoado.
Deus escolhe, interfere, age, conduz a vitória, faz alianças, promessas, mas o homem insiste em querer ajudar a Deus como se ele precisasse ser servido e como pudéssemos resolver problemas para ele. É um desastre querer ajudar a Deus, mas a ele devemos nos submeter sempre.
Deus então restaura Abraão já idoso e Sara e lhes dá vigor e desejo um pelo outro de forma que se inflamam e nasce Isaque, o herdeiro e a semente messiânica tem o seu prosseguimento. Isaque (risos) foi dado por Deus a Abraão e a Sara. Não tem como não rir dessa história e por isso que este recebe o nome de Isaque.
Isso me parece com bom humor da parte de Deus. O seu recado para nós é tão claro e alto que não tem como não ouvir o que ele está nos dizendo: eu sou Deus, eu o Senhor, eu faço, eu crio, eu abro e eu fecho portas. É, realmente, a porta fechada de Sara e também de Abraão foi aberta por Deus. A história que estamos contando é a história que o Espírito Santo vai construindo.
De Abraão, vamos para Isaque e já Deus lhe prepara uma esposa, Rebeca, filha de Betuel, o arameu de Padã-Arã, e irmã de Labão, o arameu. A escolha da esposa de Isaque para que deles a semente messiânica continue é fantástica e uma espécie de tipo ou alegoria que retrata a volta de Cristo. Há sermões que exploram justamente esse encontro maravilhoso de Isaque e de Rebeca que foi conduzida pelo servo de Abraão.
Reparem e vejam se não é Deus como está escrito em Isaías: Isaías 26:12 SENHOR, concede-nos a paz, porque todas as nossas obras tu as fazes por nós. É Deus fazendo a obra por nós.
Com tudo isso, ainda estamos adorando outros deuses, lamentavelmente... Amanhã,  prosseguiremos...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sábado, 15 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 9 - Faltam 560 dias para 26/04/13 e 971 dias para a Copa

Agora em nossa jornada imaginária, chegamos em Abrão que se tornou Abraão e Sarai que se tornou em Sara. De quem foi a iniciativa e a escolha e a palavra lançada?

Reparem que nessa estrada da vida, é sempre Deus que fez ou faz as coisas. Isso me lembra de Isaias quando diz em Isaías 26:12 SENHOR, concede-nos a paz, porque todas as nossas obras tu as fazes por nós. Sim, Deus tudo faz por nós.

Deus escolheu Abraão paa ser o pai da fé e ele é dos descendentes, aliás essa nossa viagem nada mais é do que seguir os descendentes. Eu creio que a serpente também perseguiu cada um e de todas as formas tentou parar eles, pois não queria ver o Messias, uma vez que o Messias anunciado em Gênesis iria por fim a ele.

Deus escolhe Abrão de Ur dos Caldeus e o retira do meio de sua parentela e lhe diz para ir para uma terra que ele iria lhe mostrar. Abrão segue a sua jornada e vai. Deus se afeiçoa cada vez mais com Abrão e lhe muda o nome tanto dele como de Sarai. Agora abraão é o pai de muitas nações e com ele, com Abraão, faz uma aliança e lhe faz promessas de um herdeiro e de herdeiros que ele não poderia nem comparar com o pó da areia do mar, nem com o número de estrelas nos céus.

É óbvio que isso é figurado na literatura, pois se não for, imaginem quão grande não será esse número? Aqui vem um novo desafio de física, qual é o maior: os grãos de areia da terra ou o número de estrelas nos céus? Vamos novamente chamar o cientista amado e homem de Deus, Adauto Lourenço. Se não me falha a mémoria a sua tese de doutorado aborda a quantidade de gás hélio presente no universo.

Eu já tenho a resposta dele que eu já tive a oportunidade de assistir em suas palestras que ele dá por ai e a resposta é que o número de estrelas nos céus é maior que o número de grãos de areia de toda a terra. Isso não é assombroso e assustador? Qual é o tamanho desse nosso Deus? Qual é a o seu poder? Do que não é ele capaz?

Com tudo isso, adoramos outros deuses, lamentavelmente... Amanhã,  prosseguiremos...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 8 - Faltam 561 dias para 26/04/13 e 972 dias para a Copa

O povo se espalha pelo mundo formando hoje quem somos: filhos de Noé, de Cão, Sem e Jafé. É interessante que quando chegamos em Jesus Cristo, filho de Maria, filho da mulher, filho natural de Deus e filho adotivo do homem, José, seu pai, a reprodução cessa. Jesus não teve esposa. Jesus não teve relacionamento com uma mulher, nem deixou descendência. Ele foi o último.
É possível, desde Adão, constituirmos a sua descendência. Vamos para o livro de Lucas (de Paulo!) e façamos isso:
Jesus, José,  Eli,  Matate,  Levi,  Melqui,  Janai,  José,  Matatias,  Amós,  Naum,  Esli,  Nagai,  Maate,  Matatias,  Semei,  José,  Jodá,  Joanã,  Resa,  Zorobabel,  Salatiel, Neri,  Melqui,  Adi,  Cosã,  Elmadã, Er,  Josué,  Eliézer,  Jorim,  Matate, Levi,  Simeão,  Judá,  José,  Jonã,  Eliaquim,  Meleá,  Mená,  Matatá,  Natã,  Davi,  Jessé,  Obede,  Boaz,  Salá,  Naassom,  Aminadabe,  Admim,  Arni,  Esrom,  Perez,  Judá,  Jacó,  Isaque,  Abraão,  Tera,  Naor,  Serugue,  Ragaú,  Faleque,  Éber,  Salá,  Cainã,  Arfaxade,  Sem,  Noé,  Lameque,  Metusalém,  Enoque,  Jarede,  Maalalel,  Cainã,  Enos,  Sete,  Adão,  Deus.
Considerando Adão, o primeiro, avançando na contagem dos descendentes, chegaremos em Jesus Cristo, o 77º (7x11) descendente, aquele que ferirá mortalmente a serpente na cabeça, mas que a serpente iria lhe ferir o calcanhar. Outra curiosidade é Abraão, o 21º (3x7) e Davi, o 35º (5x7).
A história do homem começou com Adão e terminou com Jesus, o chamado último Adão, mas que na verdade, novamente, é o primeiro, pois Jesus é o primeiro de milhares de milhares e de milhões de milhões, pois com seu sangue comprou para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação. “Apocalipse 5:9 e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação”.
Apesar de Jesus não ter descendentes segundo a carne, no entanto, nós continuamos a nos multiplicarmos e continuamos a gerar filhos e filhas, descendentes de Noé, de Sem, Cão e Jafé. Como em Jesus houve uma parada, eu creio, particularmente, que essa nossa geração oriunda de Noé também haverá de cessar com o último homem (quem será?).
Jesus Cristo teve de passar pela morte, para por sua morte gerar a nossa vida, nos fazer reviver. É um mistério muito grande a pessoa e a obra de Jesus. Infelizmente, estamos com nossos olhos entorpecidos e não compreendemos o mistério que está diante de nossos olhos e ficamos, como diz John Piper correndo atrás de miséria e migalhas quando Deus nos oferece verdadeiros banquetes.
Ele é anunciado diante da serpente, de Adão, de Eva, dos anjos e por meio dos descendentes vai se perpetuando até Cristo quando atinge a plenitude e já não mais pode morrer. Abraão podia morrer e morreu, Davi poderia morrer e morreu, todos eles poderiam morrer e morreram, mas todos geraram descendentes e Deus preservou a linhagem messiânica. É mesmo como uma longa linha até chegar a Cristo. Agora o seu reino é eterno e durará para sempre.
Ah que mistério e que maravilha o conhecimento de Jesus Cristo! Amanhã,  prosseguiremos...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 7 - Faltam 562 dias para 26/04/13 e 973 dias para a Copa

Em Gênesis ainda, depois da expulsão do homem do jardim do Éden, encontraremos a continuação da narrativa bíblica sendo que já saímos da criação e agora entramos na queda. Lembrando: criação – queda – redenção – consumação. 
Vivemos o momento da redenção, pois o Senhor se manifestou para salvar os que caíram e a sua profecia anunciada em Gênesis pelo próprio Deus se cumpriu em Cristo Jesus. Mas em nossa viagem pela Bíblia, acabamos de sair do Paraíso e entramos na queda. Ocorre então a corrupção do gênero humano e a maldade prolifera.
Eram continuamente más as imaginações dos corações dos homens (Gênesis 6:5 Viu o SENHOR que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração;). A maldade havia se multiplicado. Terrível coisa é o homem entregue a si mesmo para fazer o que está em seu coração.
Resolveu Deus então destruir toda a humanidade e de um justo começar tudo novamente. Qual seria a população do mundo na época do dilúvio? O que nos diria o cientista e presbítero Adauto Lourenço sobre esse número? Vamos, então consultá-lo. Aproveito a oportunidade para parabenizar tanto o Adauto quanto o seu site http://www.universocriacionista.com.br/, pois a minha questão foi prontamente respondida. Veja abaixo, em destaque a sua resposta:
O crescimento populacional mundial, independente da época, está relacionado com as muitas variáveis.Por exemplo, na primeira metade do século passado ela cresceu extraordinariamente devido a produção mecanizada da agricultura e o desenvolvimento da medicina.
Atualmente a taxa de crescimento mundial vem diminuindo. Portanto, existem vários modelos de crescimento mundial a serem adotados.
Um modelo simples que pode ser adotado (devido a falta de dados populacionais relacionados com o relato bíblico) é o Malthusiano. Ele funciona muito bem para períodos não muito longos, pois não existe nada que cresça constantemente indefinitivamente.
P(t) = Po x exp(r x t)
P(t): população após o número de anos desejados
Po: população inicial
r: taxa de crescimento (crescimento anual)
t: tempo (anos)
P(t) = P0ert
exemplo:
Po = 2 (Adão e Eva)
t = 1656 anos (de Adão até o dilúvio)
r = 0,013 (metade da taxa de crescimento mundial anual do século passado)
População na época do dilúvio:
P(1656) = 2 x exp (0,013 x 1656) = 4,472,203,962.557104 ou 4,5 bilhões de pessoas
Esse modelo não leva em consideração epidemias, guerras, etc.
Levando-se em consideração esses aspectos, a taxa de crescimento poderia chegar a um valor mínimo de 0,0118, que daria uma população no ano do dilúvio de cerca de 700 milhões de habitantes.
Lembre-se que estamos trabalhando com um grande número de incertezas. O que podemos apenas é traçar os limites máximo (absoluto) e mínimo (relativo).
Um outro, o Modelo Logístico (conhecido também como Curva-S) utiliza-se de algumas variáveis que o texto bíblico não oferece.
Reparem que nos cálculos, o cientista, servo de Deus, considerou um tempo decorrido de aproximadamente 1656 anos de Adão até o dilúvio. E a população? Bem, podemos dizer, então, que ela varia entre uns 700 milhões e uns 4,5 bilhões de pessoas. Desse total, apenas 8 passaram para a fase pós-dilúvio. Misericórdias! Temos de tomar muito cuidado, pois um novo Barco está preparado e ainda recebendo pessoas que querem se salvar: este Barco é Jesus Cristo! Não perca esta viagem!
Os ascendentes de Noé foram: 1º ADÃO, 2º SETE, 3º ENOS, 4º CAINÃ, 5º MAALALEL, 6º JAREDE, 7º ENOQUE, 8º METUSALEM, 9º LAMEQUE, seu pai. Noé somente não foi contemporâneo de Adão, Sete e de Enoque, mas seu pai, Lameque, que com ele conviveu quase 600 anos, conheceu a todos, inclusive a Adão.
No dilúvio também foram enterradas todas aquelas culturas. Somente Noé, sua esposa e seus três filhos com suas esposas sobreviveram e começaram uma nova geração. De Noé, Sem Cam (ou Cão) e Jafé todos nós descendemos. Somos hoje filhos de Noé, filhos de Sem, filhos de Cam e filhos de Jafé, como diz muito bem a canção abaixo.
Esta canção linda é de Atilano Murada que fala inclusive dos povos que se originaram. O nome da canção é GENEALOGIA. Veja a sua letra (eu iria colocar aqui o vídeo do YouTube com ele cantando Genealogia, mas não localizei. Procurem por Genealogia.mp3, de Atilano Muradas que você encontrará essa linda canção no mundo virtual. Vale a pena!):
Jafé gerou a Gômer, depois Magogue,
Depois Madai, depois Javã, depois Tubal
Depois Meseque, depois a Tiras.
Javã gerou Elisá, depois a Társis,
Depois Quitim, depois Dodanim.
Gômer gerou Rifá, depois de Asquenaz,
Depois Togarma.
E todos habitaram a Ásia Menor
E as ilhas do Mediterrâneo.
Formaram o povo grego, o povo celta,
O povo persa, o povo medo, o povo cita.
 
Cão gerou a Cuxe, depois Mizraim,
Depois a Pute, depois Canaã, que gerou Sidom,
Depois a Hete e o povo cananeu
Cuxe gerou Havilá, Raamá, Sebá,
Sabtecá, depois Sabtá,
Depois gerou Ninrode, caçador valente
Diante do Senhor:
Fundou a Babilônia e Nínive;
Foi grande herói e guerreiro.
Mizraim teve sete filhos. Do sexto filho,
Casluim, foi que nasceram os filisteus.
 
Sem gerou Elão e Assur,
Lude, Arfaxade e Arã;
De onde vieram os Assírios
Elamitas e Arameus.
 
E eles moraram na Ásia
Desde o Oceano Índico
Até as praias do Mar,
Do Mar Mediterrâneo.
 
Arfazade gerou Salá, que gerou a Héber,
Que gerou Peleque, que gerou Réu, que gerou Seruque,
Que gerou Naor, que gerou Terá.
Terá gerou Abrão que teve dois irmãos:
Naor e Harã que gerou a Ló.
Abrão desposou Sarai e Naor a Milca, sua sobrinha.
Terá, Abrão, Sarai e Ló partiram de Ur
E foram morar em Harã.
São estas as gerações que descenderam
De Noé, em suas línguas e nações.
 
Todas as nações da terra são
Filhas de Noé;
Sem, Cão e Jafé.
Atilano Muradas tem outras letras muito boas que valem a pena conhecer e refletir: 1. A construção do Tabernáculo; 2. Abre-alas; 3. Brasileiros; 4. Candeia; 5. Casar; 6. Como Te agradar; 7. Fingir; 8. Genealogia; 9. Hagar e Ismael; 10. Levítico; 11. Minha geração; 12. Nóe; 13. O Grande Deus; 14. Oração pelo povo; 15. Orar; 16. Pagodeiro; 17. Sambão; 18. Sementinha; 19. Solução; 20. Tangrei Com Arte. Ref.: http://www.letrasnaweb.com.br/atilano_muradas/
Depois do dilúvio a nossa história continua e novas aventuras vão se desenrolando. Agora veio a pretensão do homem de contruir uma torre que se elevasse até os céus. Deus então desce dos céus e confunde as línguas de todos os povos de forma que um não entende mais a língua do outro.
Amanhã, prosseguiremos...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

Aconselhamento Bíblico: Princípios e processos

ACONSELHAMENTO BÍBLICO: PRINCÍPIOS E PROCESSOS
O programa de graduação em Teologia da Sociedade de Estudos Bíblicos Interdisciplinares oferecerá, a partir deste sábado, o módulo sobre aconselhamento bíblico, que visa preparar cristãos vocacionados, de forma introdutória, para atuarem como conselheiros bíblicos diante das crises existenciais da alma.
Período: 15 de Outubro à 12 de Novembro, aos sábados, totalizando 5 sábados.

Horário: das 8:00 às 13:00
Investimento: R$ 120,00
Curso certificado pela SEBI
Informações e inscrição: (61) 3257 8596, 8198 1854 ou 8595 7673

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 6 - Faltam 563 dias para 26/04/13 e 974 dias para a Copa

Ah, se soubéssemos o que é sermos filhos de Deus! Que pena que estamos embrutecidos pelo engano do pecado e correndo atrás de coisas que não satisfazem e se contentando com migalhas e bagatelas quando Deus tem para nós um banquete. Ele nos chama diariamente para o banquete de sua presença, mas o desprezamos.

Eu escutei uma parte das pregações do John Piper e de Augustus Nicodemus da CONFERÊNCIA FIEL na semana passada e foi muito edificante. Graças a Deus serão reprisadas e poderemos ter a oportunidade de assistir novamente, com possibilidades de gravar para meditar um pouco mais.

A programação de reprise das mensagens da CONFERÊNCIA FIEL 2011, da Editora Fiel (http://www.editorafiel.com.br/aovivo/), serão reprisadas, conforme a seguir:

-         Sábado, 15/10/2011: Augustus Nicodemus - 10h e Franklin Ferreira - 14h

-         Sábado, 22/10/2011: John Piper - 10h e R. W. Glenn - 14h

-         Sábado, 29/10/2011: Stuart Olyott - 10h e Mauro Meister - 14h

Pois bem,  John Piper falou muito sobre a alegria e da alegria de Deus. Ele quis dizer para nós que corremos atrás da felicidade e da alegria e de suas bênçãos que estamos correndo em vão por não o reconhecermos e assim estamos subestimando a sua pessoa que requer de nós muito mais atenção e dedicação.

Nossa natureza parece exigir que para recebermos algo de Deus, primeiramente teremos de oferecer a ele algo grande, como se ele dependesse disso. Não há nada que eu possa ofertar ao Senhor que possa comprar o seu favor, mas se eu me aproximar dele como a fonte das águas, eu irei me sacear nele e a minha satisfação nele é o que ele quer nos dar.

Quando eu me satisfaço e sou pleno em Deus e me alimento dele e me saceio nele, então a minha adoração é completa, perfeita, boa. Somos como um garoto que fica muito feliz brincando com areia molhada e uma lata de água sendo que Deus nos deu a praia e o mar para brincarmos. Ele, Deus, é tão maior que tudo que nada pode se comparar a ele.

Nada do que o homem corre atrás e conquista se pode comparar ao que Deus tem preparado para nós, mas que desprezamos. Nos alegramos com tão pequenas coisas. Nos satisfazemos com tão pouco. Ah, se soubéssemos o que significa sermos filhos de Deus e que bênção ele tem nos reservado.

Em Gênesis ainda depois da expulsão do homem do jardim do Éden continuaremos a nossa saga, mas irei falar disso mais adiante.

Amanhã, prosseguiremos...

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

terça-feira, 11 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 5 - Faltam 564 dias para 26/04/13 (Inicio: 31/07/10). (hoje: 11/10/11) e 975 dias para a Copa

Continuando nossa história, agora somos filhos de Deus, da família de Deus, feitos filhos de Deus, por intermédio do Filho de Deus que morreu e ressuscitou. Temos agora ainda o pecado em nosso corpo mortal, mas já foi e está condenado. Na sua morte, ocorrerá a morte da carne do pecado e a vivificação do espírito e seremos feitos imortais.
Nosso corpo será revestido e quando o que for corruptível for revestido da incorruptibilidade então se cumprirá a Escritura, conforme a seguir: I Coríntios 15:53 Porque é necessário que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que o corpo mortal se revista da imortalidade. I Coríntios 15:54 E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória.
A história que Deus está escrevendo com nossas vidas e em nossas vidas é fantástica. Mas o que é ser revestido? Porque seremos revestidos? Para sermos revestidos, não precisamos primeiramente estarmos vestidos? Se não seríamos vestidos e não revestidos. "se revista", "se revestir", no grego, νδύσηται - endusētai  - will have put = to clothe or be clothed with (in the sense of sinking into a garment).
O fato é que teremos um novo corpo à semelhança do atual, mas sem a corrupção, sem o pecado e sem possibilidade de pecar. Na verdade sem o livre-arbítrio, mas dessa vez não inclinados para o mal, mas para o bem. Isso é demais! Glórias a Deus.
Jesus Cristo, na carne, não teve pai natural, mas celestial. Na terra, teve pai adotivo dentre os humanos. A sua mãe não foi adotiva, mas natural. Nós temos pai natural, na terra, mas temos pai adotivo que é Deus. José não gerou a Jesus. Jesus não gerou a ninguém. Teotínio, meu pai, gerou Daniel, eu. Daniel gerou Gabriel e outros. Daniel é filho de Deus, irmão de Jesus, filho de Deus, nós somos filhos de Deus, mas não filhos de Teotínio. Somente eu sou filho de Teotínio, no entanto, Teotínio, Daniel e Gabriel são filhos de Deus, irmãos de Jesus.
Pertencer a uma família é participar dessa família e ter os direitos que todos tem na família. Deus não somente nos salvou e nos livrou da morte, mas nos fez parte de sua família, da família de Deus. Ah, se eu soubesse o que é ser filho de Deus!
Ah, se soubéssemos o que é sermos filhos de Deus! Que pena que estamos embrutecidos pelo engano do pecado e correndo atrás de coisas que não satisfazem e se contentando com migalhas e bagatelas quando Deus tem para nós um banquete.
Amanhã, prosseguiremos...
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A Vida Cristã na Teologia do Apóstolo Paulo

Curso Bíblico

 

SEBI-SOCIEDADE DE ESTUDOS BÍBLICOS INTERDISCIPLINARES
PROMOVE:

 

A Vida Cristã na Teologia de Paulo

 

Prof.D.F.Izidro

 

Chaves Teológicas para entender a doutrina paulina da Nova Vida em Cristo e a Vida Cristã nas cartas do Apóstolo Paulo.

 

Para quem quer entender a vida cristã à luz de Paulo e do Novo Testamento – um resgate da cosmovisão apostólica sobre o cristão e sua vida de fidelidade a Deus em um mundo de descrentes dentro e fora da Igreja Contemporânea.

 

Esse curso tem por objetivo o resgate da doutrina apostólica para os nossos dias tendo em vista as atuais distorções do Evangelho de Jesus Cristo no que diz respeito ao conceito de Cristão, Igreja e Vida Cristã.

 

Esse curso bíblico é para você que prega ou deseja pregar e viver um Evangelho genuinamente bíblico e apostólico.
 

Dias: 5 Segundas-feiras

Horários: 19:30-22:00 hs.

31/10 - Outubro

 07-14-21-28/11 - Novembro

  

Local: SEBI-Sociedade de Estudos Bíblicos Interdisciplinares

QNA 36 CS 16 – Taguatinga Norte

Contato: 61 32578596/85321437

Investimento: 80,00 R$


Certificação pela SEBI


D.F.Izidro, douloV Cristou Ihsou - Professor of New Testament - Historian Paleocristian - www.dfizidro.blogspot.com - www.izidro-anthropos.blogspot.com

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 4 - Faltam 565 dias para 26/04/13 e 976 dias para a Copa

Continuando nossa história, vimos que para a serpente, Deus nada pergunta. A sentença de maldição é imediata e baseada no que ela fez:
  • Maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos
  • Rastejarás sobre teu ventre
  • Comerás  pó todos os dias da tua vida
  • Porei inimizade entre ti e a mulher
  • Porei inimizade entre a tua descendência e o seu descendente, este te ferirá a cabeça
  • Tu lhe ferirás o calcanhar
Agora, volta-se o Senhor à mulher, sem maldições, mas há duas sentenças sobre ela, uma relacionada a dor física, no parto, no momento que ela trouxer à vida novos seres humanos. A vida humana é trazida à luz com a dor da mulher. Há um relacionamento aqui entre a vida e a dor da mulher. A outra sentença está relacionada ao seu ser que doravante teria de se submeter ao seu marido. A luta dela agora é controlar-se para não mandar em seu marido:
  • multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio de dores darás à luz filhos;
  • o teu desejo será para o teu marido, e ele te governará.
Por fim, volta-se para Adão e também sem maldições a ele, mas à terra, por causa dele, lhe profere também sentenças porque Adão atendeu a voz da sua mulher comendo da árvore que Deus ordenara antes que não comesse:
  • maldita é a terra por tua causa;
  • em fadigas obterás dela o sustento durante os dias de tua vida.
  • Ela produzirá também cardos e abrolhos, e tu comerás a erva do campo.
  • No suor do rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, pois dela foste formado; porque tu és pó e ao pó tornarás.
A terra foi amaldiçoada por causa de Adão! E agora a terra não lhe seria de todo favorável, antes lhe produziria cardos e abrolhos. Adão foi formado da terra e à terra voltará para ser por ela devorado. Adão escolheu o mal, sendo que tinha por opção escolher o bem. Este exerceu seu livre-arbítrio que trouxe para nós o pecado.
Há homem, descendente de Adão, que não peque? Sim, há um. Ele esteve morto, mas ressurgiu e agora vive para salvar aqueles que Deus quer salvar. Tal qual ele é, seremos todos nós quando ressuscitarmos pelo Espírito Santo que vivificou a Jesus, o Senhor. Jesus, homem, tinha livre-arbítrio como tinha o primeiro Adão?
Adão, primeiro homem, tinha livre-arbítrio e escolheu o mal e todos nós nos tornamos pecadores. Jesus Cristo, o segundo Adão, tinha livre-arbítrio e escolheu o bem e todos nós, nele, nos tornamos santos?
Há quem afirme que Jesus não poderia pecar ou que era impossível que ele pecasse. Em tudo ambos os Adão são semelhantes, tanto o primeiro quanto o último. Como o primeiro Adão fracassou, o último Adão triunfou. Como o primeiro Adão caiu e pecou, o segundo Adão, resistiu e não pecou.
Cristo me parece uma nova oportunidade de se contar a história do homem, mas dessa vez com vitória e santidade. O último Adão, vencedor, resgatará a terra de sua maldição. No primeiro Adão nasceram todos os seres humanos, inclusive os que ainda hão de nascer. No segundo Adão, embora pudesse, não houve filhos naturais, mas todos os filhos do primeiro Adão, podem, por ele serem feitos filhos de Deus, por adoção.
A história que Deus está escrevendo com nossas vidas é fantástica...
Amanhã, prosseguiremos... meditem, reflitam nisso.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br
 

domingo, 9 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 3 - Faltam 566 dias para 26/04/13 e 977 dias para a Copa

Repito: a nossa história é uma história de criação, de queda, de redenção e de consumação.

Quando foi que foram se esconder por entre as árvores do jardim? Quando ouviram a voz do Senhor Deus que andava no jardim pela viração do dia. O Senhor os chamava: - onde estás? Adão responde então dizendo que tinha ouvido a sua voz no jardim, mas como estava nu, teve medo e se escondeu.

A pergunta de Deus é profunda: - quem te fez saber que estavas nu? A outra pergunta ligada a esta é se eles tinham comido da árvore que Deus tinha ordenado que não comessem. É óbvio que Deus, em sua onisciência, de tudo sabia, mas a sua atitude demonstra interesse no relacionamento com a sua criação. Deus se importa, quer saber, entrega a eles liberdade, mas eles estão agora fugitivos e desconfiados. Entrou o medo, o pecado, a incredulidade, a dúvida e isso dificulta todo e qualquer relacionamento.

A resposta do homem é evasiva e põe a culpa tanto em Deus quanto na mulher, mas nada assume para si. É como se ele tentasse argumentar dizendo que não tinha culpa alguma, afinal quem lhe deu do fruto foi aquela que ele, Deus, tinha lhe dado por esposa. Ora se Deus não lhe tivesse dado aquela como esposa, ele não teria comido do fruto. A resposta de Adão ainda põe a culpa na mulher. É como se Adão tivesse dizendo para Deus, estás vendo que mulher errada, ela não poderia ter me oferecido do fruto.

No relacionamento onde não há confiança, não há verdades, não há entrega, não há comunhão, mas mentiras, falsidades, medos e muitas desculpas. Sempre é o outro o culpado, mas não admitimos que erramos. É um mecanismo de defesa, mas malígno, pois protege apenas o nosso egoísmo e orgulho.

Deus não rebate as suas acusações e então se volta à mulher com outra pergunta: - que é isso que fizeste? Eva, acuada pela pergunta de Deus, também não assume nada, antes transfere toda culpa para a serpente dizendo que fora enganada e comera assim do fruto proibido. Ninguém assume nada, mas transferem a culpa. De fato, a mulher fora enganada e com o consentimento de seu esposo Adão que a tudo presenciava e nada fez para impedir a tragédia.

Já para a serpente, Deus nada pergunta. A sentença de maldição é imediata e baseada no que ela fez:

-         Maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos

-         Rastejarás sobre teu ventre

-         Comerás  pó todos os dias da tua vida

-         Porei inimizade entre ti e a mulher

-         Porei inimizade entre a tua descendência e o seu descendente

-         Este te ferirá a cabeça

-         Tu lhe ferirás o calcanhar

Amanhã, prosseguiremos... meditem, reflitam nisso.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sábado, 8 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - 2 - Faltam 567 dias para 26/04/13 e 978 dias para a Copa


A nossa história é uma história de criação, de queda, de redenção e de consumação. A história geral é assim, a começar com a criação dos céus e da terra e de tudo o que neles há e terminar com novos céus e nova terra. Este novo não significa outro, mas este renovado. Assim como não serei outro, mas serei renovado, revestido (I Co 15: 44, 53). Repare que a Bíblia conta exatamente isso, pois fala da nossa história. De Gênesis à Apocalípse, encontraremos, claramente, a criação, a queda, a redenção e a consumação.

Vamos fazer um passeio mais resumido passando por todos os livros e tentando compreender a intenção do autor do texto, Deus, o Criador.

Em Gênesis nós temos o relato de como tudo começou e que o Criador tudo fez para a sua glória. Mostra os detalhes da criação e o número de dias em que isso se consumou. Com tudo criado e organizado, Deus coloca o homem que ele criou para ser o seu vice-gerente, no entanto, acontece a queda onde se destacam as pessoas de Deus, do homem, da mulher, da serpente e de satanás.

Houve um incitamento à desobediência e a escolhida para dar o pontapé inicial, nesse jogo (creio que já estamos na prorrogação ou nos penaltis) foi a mulher, no entanto, estava ali também, junto, o homem. A serpente começa seu discurso e seu objetivo é a queda do homem criado. Adão foi criado com livre-arbítrio, ou seja, com a capacidade de escolher entre o bem e o mal. O único da espécie. O único em todo o universo. Não houve ninguém antes, nem houve ninguém depois deles. A queda matou o livre-arbítrio e o enterrou com Adão/Eva.

Adão se cala e deixa a conversa se desenvolver e a serpente está prestes a dar seu bote fatal, seu veneno de víbora é mortal. O Criador já tinha advertido que se comessem da fruta que não era para comer, morreriam. No entanto, a serpente diz que não é bem assim como Deus disse e ainda reforça, certamente não morrereis – Gn 3:4.

A quem daremos crédito? Eles deram crédito à palavra de Satanás e nós para quem estamos dando créditos hoje? Ao ouvirem e atenderem a Satanás, o pecado entrou no mundo e tudo foi contaminado, até a própria natureza que hoje espera a sua redenção.

Romanos 8:19 A ardente expectativa da criação aguarda a revelação dos filhos de Deus.

Romanos 8:20 Pois a criação está sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por causa daquele que a sujeitou,

Romanos 8:21 na esperança de que a própria criação será redimida do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.

Romanos 8:22 Porque sabemos que toda a criação, a um só tempo, geme e suporta angústias até agora.

Romanos 8:23 E não somente ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, igualmente gememos em nosso íntimo, aguardando a adoção de filhos, a redenção do nosso corpo.

Deus então na viração do dia procura por Adão que tinha se escondido, mas ele nunca tinha se escondido antes, por que agora? Ele fez a sua escolha: o mal, o pecado, a desobediência, a escravidão. Foi ali que ele perdeu seu livre-arbítrio e agora a sua inclinação de seu coração seria continuamente malígna.

Deus então fala, chama Adão, faz perguntas e profere palavras de juízo e de salvação. Para cada um ele dirige a sua palavra.

Amanhã, prosseguiremos... meditem, reflitam nisso.

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

TEMA: Deus Existe e nos deixou um livro: a Bíblia! - Faltam 568 dias para 26/04/13 e 979 dias para a Copa

Vamos assistir um filme desses que estão em cartaz nos principais cinemas de nossa cidade? Escolha o filme e eu irei te dizer antes de assistir que ele reproduzirá em linhas gerais. Eu aposto contigo que nele poderemos identificar facilmente os quatro principais períodos da narrativa bíblica (falo da Bíblia como um único livro que contém capítulos que vão de Gênesis à Apocalípse) que demonstra os propósitos de Deus: Criação. Queda. Redenção. Consumação.
Não é somente no cinema que se repete os períodos acima, mas na literatura, na arte, no teatro e em todos os lugares onde reproduzimos ou tentamos reproduzir a nossa vida. Reparem que também a história da nossa vida também é assim. E até histórias de fases de nossa vida também, como por exemplo o casamento, a traição, a redenção e depois o recomeço. Muito interessante, não é mesmo?
Quase sempre, tudo começa com uma história de paz, de harmonia, onde tudo é belo, maravilhoso e próspero, como foi em Gênesis. Ali no Jardim do Éden estavam Deus, Adão, Eva e toda a criação tanto animada quanto não animada. Havia harmonia, alegria, prosperidade e Deus, todos os dias visitava Adão, Eva e a sua criação e com eles tinha comunhão. Era tão bom, tão desejável!
Os filmes também começam assim. Nenhum filme começa do caos, antes na paz e na harmonia. Se, por acaso, começa com o caos, repare que no futuro irão lançar a história que explicará o caos e como o mundo entrou naquela situação que entrou e porque tantos problemas e lutas entre o bem e o mal.
Em seguida vem a queda! Entra em cena o vilão, a antiga serpente que com seu engano seduz a mulher que come do fruto proibido e estendendo a sua mão oferece ao seu marido, Adão, que também come. O pecado entra no mundo e o mal passa a disputar seu espaço. É o momento do caos, da guerra, da dor, do sofrimento e de perdas.
Começa uma jornada difícil como se não tivesse mais jeito nem solução. Todos passam a sonhar com o tempo bom, de paz, de prosperidade e sonham vencer o mal e voltarem aos bons tempos. Na jornada, que passam a trilhar, tudo é incerto. Surgem heróis, salvadores da pátria, que vencem batalhas e ganham tempos de paz, mas a guerra é a sua vizinha, de perto.
Reinos se levantam, uns bons outros malígnos. Parece haver no coração de quem tudo presencia uma esperança de que algo vai acontecer que irá mudar o quadro de miséria atual. Surgem expectativas de um messias, um salvador, alguém que irá executar uma tarefa excepcional e vencer o vilão.
Também nos games, podemos ver isso. Geralmente, nos games a vitória final se dá quando se vence o último vilão ou o chefão. Na nossa vida e nas telas do cinema e onde existe um humano, a história é sempre a mesma. A expectativa é sempre a mesma. A luta sempre é a mesma. Isso não seria mais uma evidência de que Deus está falando ALTO demais em nossos corações nos apontando o Senhor Jesus Cristo que morreu pelos nossos pecados?
Amanhã, prosseguiremos... meditem, reflitam nisso.
A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete – http://www.jamaisdesista.com.br