quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

365 dias de propósito! Dia 183/365

Orar É Falar Com Deus
 
Começo minha meditação do dia de hoje fazendo-te uma pergunta? Você tem orado? De que forma? Está satisfeito? Tem alcançado resultados? Está tendo comunhão em tuas orações com o Espírito Santo?
 
Pela graça e misericórdia do Senhor, atingimos hoje mais de 50% de nossa campanha. Aleluias! Agora somente está faltando a metade. Deus que nos deu forças para chegarmos até aqui sem falhas, continuará a abençoar nossas vidas para a sua glória. Hoje seria também o aniversário de meu pai se o Senhor já não o tivesse levado: tenho saudades dele.
 
Eu quando começo uma disputa com o Senhor em oração eu logo lhe digo que jamais o vencerei, mas insisto com ele até que minha vontade seja convencida a ser submissa à vontade dele. Se, por exemplo, meu filho está com muita dor de cabeça e me procura para que eu lhe dê algum remédio, antes de qualquer coisa, eu peço a ele licença para orar por ele e oro: “Em nome de Jesus, eu quero que esta dor de cabeça saia agora e que imediatamente este corpo do meu filho sinta o alívio decorrente da ausência desta dor e, assim, seu nome, Senhor, seja glorificado! Amém!”.
 
Ora, qual a expectativa de resultado dessa oração? Não seria, por exemplo, o pronto atendimento e o alívio imediato? Qualquer outro resultado significará o quê? Óbvio! Não foi curado e que a dor persiste, apesar da oração. Será que a oração foi mal feita? Faltou a fé? De quem ora ou de quem seria beneficiado com a oração? A oração foi eficaz, mas Deus não a respondeu porque a dor é um aviso de que o organismo tem algum problema maior e que necessita de atenção, por exemplo, de um especialista, ou seja, de um médico?
 
Pode ser tanta coisa, mas o fato é que a oração não foi eficaz. O que se sucederá então? Simples, a mãe ou o pai irá lhe dar um analgésico. Algum tempo depois ninguém nem mais se lembrará de que havia alguma dor de cabeça. Se isso está ocorrendo, precisamos buscar mais o Senhor e rever certas coisas.
 
Também orar por alguém especificamente por uma cura e em seguida prevendo que poderá não haver cura dizer que seja feita a vontade de Deus, para mim é uma piada. Ora se não irá haver cura porque Deus não quer curar, porque, então, estou orando por cura? Então o que falta é entendimento da vontade de Deus ou algum outro dom.
 
Você já pensou que também você pode estar sendo vítima de algum homem maligno que simula uma dor e você fica ali orando por ele? Que oração é essa que você está fazendo? Como dar glórias a Deus desse jeito? Precisamos meditar mais no assunto. Eu creio em cura divina e em orações. A resposta imediata de oração por cura deve ser a regra e não a exceção. Pense nisso. A Deus toda a glória! Amém!
 
Acompanhamento de Minhas Leituras Diárias
LIVRO DETALHES AUTOR CONTROLE
Bíblia Shedd (Shedd Bible) ARA – 2ª ed. – Ed. Vida Nova Russell P. Shedd Estou no Sl 96
Criação e Consumação (From Creation To Consummation) Vol. 1 – O Reino, a Aliança e o Mediador – ed. Cultura Cristã Gerard Van Groningen Estou na pág. 238/656
As Institutas Parte 3 João Calvino Preparando-a para ouvir
(*) utilizo o TextAloud 2.303, da www.nextup.com, com voz Loquendo Felipe – Brasilian  Portuguese para ouvi-lo em meu Nokia - N95, geralmente em meu UNO (para maiores detalhes, ver: http://www.jamaisdesista.com.br/2009/03/irmaos-eu-li-isto-e-ouvi-e-recomendo-o.html ).
 
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.