sexta-feira, 23 de outubro de 2009

365 dias de propósito! Dia 94/365

Minha LBH: II Sm 13:38. E agora? A queda de Davi! Não se trata de uma simples quedinha, foi feia, terrível, tenebrosa. Davi tinha já uns 50 anos e estava no auge de suas conquistas. Tudo lhe ia tão bem. Sucesso, fama, prestígio, riquezas, mulheres (esse foi o seu problema!). Eu penso: e se Davi não tivesse caído? Não dá para brincar com o pecado! Quem consente com ele também leva junto as conseqüências. São inseparáveis!
 
As personagens dessa história terrível: Urias: herói, homem de princípios, valoroso; Bete-Seba: infiel, ambiciosa; Rei Davi: imoral, traidor, covarde, egoísta; Joabe: general inescrupoloso, que compactua com o mal. Russel Shedd foi muito preciso e perspicaz ao fazer seus comentários em II Sm 11: 6-25 e em 12:1, sobre as conseqüências.
 
O que assusta são as conseqüências. Se Davi tivesse visto que junto com o pecado ele iria levar o que levou, eu duvido que teria se quer ousado desejar a Bete-Seba. No entanto, eu não sou melhor do que Davi. Quem de nós é melhor do que ele? Somos todos pecadores, malignos. Só a graça de Deus é que pode nos suster.
 
Irmãos, ontem teve reunião do Grupo Familiar Arca da Aliança. Quem pregou foi meu filho de 19 anos! Aleluias! Vejam a síntese, logo abaixo:
 
Tema e Ref. Bíblica: O ESPÍRITO SANTO. (At 2: 1 – 13). Propósito da prédica: levar os ouvintes a acreditar e a esperar o revestimento do Senhor que nos capacitará a vencer desafios.
 
Os discípulos de Jesus estavam todos reunidos em um mesmo lugar e apesar de terem visto ao Senhor e com ele convivido por mais de 40 dias com ele ressuscitado, ainda não tinha coragem nem ousadia de irem pelo mundo afora anunciar a Palavra de Deus. Eram testemunhas da ressurreição e da gloriosa vitória de Cristo sobre a morte. Foram ministrados pelo próprio Senhor ressurrecto, mas estavam esperando o que Jesus prometera.
 
A espera não seria longa demais. Por 40 dias o Senhor ficou com eles e foi visto por mais de 500 irmãos. Subiu aos céus e os anjos afirmaram que da forma como o viram subir, ele haveria de descer, futuramente. O momento era de oração e muita tenção. Havia no ar uma expectativa. Foram apenas 10 dias! No 50° dia de sua ressurreição, o Senhor enviou o Espírito Santo no dia do Pentecostes que sobre os primeiros 120 discípulos de Jesus estavam reunidos no cenáculo e todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas conforme o Espírito lhes concedia. As pessoas que estavam por ali, ficaram atônitas e maravilhadas, pois lhes falavam em suas línguas nativas as maravilhas de Deus.
 
Foi ai que aconteceu a promessa de Jesus do revestimento dos discípulos e a partir dali, para sempre, jamais foram os mesmos homens tímidos, covardes e que ficavam orando em secreto. Passaram a falar, a pregar, e o Espírito ia confirmando as suas palavras com sinais, milagres e maravilhas. Não houve, no entanto, este revestimento, sem que houvesse primeiro o arrependimento. Devemos nos arrepender de nossa vida vivida longe do Senhor e atendendo aos desejos da carne e à vontade do pecado.
 
Para ilustrar o que significa o revestimento, disse que seria como pegar alguém que está já vestido, por exemplo, o Patrick e sua linda camisa azul. Ele está vestido, mas não é capaz de sair do cenáculo e sair a testemunhar. Está protegido do frio, salvo, mas teme os ventos, o frio, o tempo e as intempéries e não ousa sair. No entanto, quando pega seu Palito, aquele segundo traje é como o revestimento que o irá dar mais proteção e conforto a ponto de não temer mais o tempo e sair em direção ao propósito que Deus a ele estabeleceu.
 
Contou-nos, para ilustrar, diversos testemunhos vividos em ambiente de sala de aula, na rua, nos ônibus e todos de ousadia e pregação da palavra em situações as mais adversas e estranhas, mas de resultados impactantes.
 
Por exemplo, um dia desses ele e o Johnatas saíram por ai, com sua espada (a Bíblia) a evangelizar e resolveram sentar em uma mesa onde um cidadão qualquer estava tomando umas e outras. Pediu licença, sentou, afastou as bebidas, abriu a Bíblia e começou, com respeito e carinho, a trazer-lhe uma palavra de Deus. O homem, não resistiu e em prantos agradeceu aqueles jovens ousados, atrevidos, mas REVESTIDOS do amor de Deus.
 
Finalizou, dizendo que é o Espírito santo que nos convence, testifica dentro de nós, convence outros e nos usa para isso, mostra o caminho e nos REVESTE!
 
Você quer ser revestido? A Deus toda a glória! Amém.
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Fique à vontade para tecer seus comentários.
No entanto, lembre-se de juntar Cl 3:17 com 1 Co 10:31 :
devemos tudo fazer para a glória de Deus e em nome de Jesus! Deus o abençoe.